RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Câmara aprova investigação contra prefeito

Sexta-Feira, 23/05/2014, 16:11:23 - Atualizado em 23/05/2014, 17:31:04  Diário Online 

CPI
Os vereadores do município de Salvaterra, região do Marajó, aprovaram a instalação de uma Comissão para apurar denúncias de corrupção contra o atual prefeito Valentim Lucas de Oliveira (PSDB). Ao todo, sete dos 11 vereadores votaram a favor e houve apenas uma abstenção.
A denúncia havia sido protocolada na Casa, último dia 12 de maio, por um morador de Salvaterra. Na sessão do dia 13, os vereadores discutiram sobre a abertura de um processo apuratório para checar as denúncias. 
Falta de prestação de contas e de repasse de 25% para a educação, os benefícios financeiros confirmados na folha superfaturada de pagamento da Secretaria de Educação para servidores ligados ao gestor, desvio de recursos financeiros federais com a contração de uma empresa fantasma, não cadastrada no Crea-PA, e uma licitação fraudulenta para reforma e ampliação dos postos de saúde do município são algumas das acusações comprovadas, como afirmou a vereadora Conceição, advertindo os vereadores que não deveriam se omitir diante do atos de improbidade do prefeito, em nome da população que merece uma satisfação da Câmara Municipal.
A matéria foi levada à apreciação e acatada pelos seguintes vereadores:Niércio, Nilvaldo, André Salvador, Edvaldo, Angelim e Conceição.
Após aprovada a decisão do plenário da Câmara Municipal de Salvaterra, pela apuração da denúncia contra o prefeito, foi realizado um “sorteio” entre os vereadores que se apresentaram para participar da Comissão Processante. A Comissão “sorteada” foi André Salvador (Presidente), Conceição (Relatora) e Angelim (Membro). 
O presidente da Comissão Processante, André Salvador, foi à tribuna e disse estar ciente da responsabilidade assumida, afirmando que a população deverá ter a resposta necessária após a apuração de todos os fatos e documentos apresentados pelo cidadão denunciante.O prefeito Valentim foi oficialmente informado e terá dez dias para apresentar a sua defesa. Após esse prazo, a relatora da Comissão Processante, vereadora Conceição, apresentará o relatório que será apreciado na plenária. 
A decisão pode ser pelo arquivamento ou pela continuidade do Processo e culminar com a cassação do mandato do prefeito acusado  de corrupção.

Nenhum comentário: