quinta-feira, 10 de junho de 2021

OPERAÇÃO MUNDURUKÂNIA E A ALDEIA QUE SUMIU DO MAPA

Imagem meramente ilustrativa

JACAREACANGA -  Com fartos e indignados comentários  o líder indigena Thomaz Borõ Munduruku filho do lendario Cacique Martinho Borõ, vitimado recentemente pela nefasta Covid-19, atraves da rede Social facebook faz grave denúncia  contra a Operação Mundurukânia que está destruindo  nas Terras  ìndigenas Sai Cinza  e Munduruku toda estrutura de atividade ilegal de garimpagem. Aponta o indigena que na sobredita Operação nas imediações do Igarapé Preto, no dia 08 passado, locais de atividades de garimpagens  foram destruidas como equipamentos e insumos.

Informa lamentando, que alem dos prejuizos  tidos e havidos, que  uma ação impensada, precipitada e desastrosa  dos integrantes da Operação esses atearam fogo em uma pequena Aldeia proximo à margem do Igarapé Preto,  sendo morada fixa de seu Tio Rafaelzinho e familiares,  Rafaelzinho é professor aposentado, e com certeza a destruição talvez foi motivada por pensarem que o espaço seria para apoio aos garimpos.

Rafael Manhuari Munduruku,  conhecido como Rafaelzinho por sua diminuta estatura fisica, é cidadão de bem, não tem atividade garimpeira, foi um baluarte na luta pela ampliação e demarcação da Terra Indigena Munduruku, e desde o ano  de 1.990  quando  a Funai instalou um Posto Indigena na Aldeia Carocal do Rio das Tropas, proximo à sua Aldeia, o octagenário indigena ja ocupava  o local com sua prole  desenvolvendo suas atividades  em roças de subsistencias, além de sempre estar na Aldeia Caroçal lecionando, contratado  para tal finalidade.

Acrescenta o sobrinho Thomaz que além da casa que dava abrigo para sua familia o velho indigena  teve todos seus pertences destruidos pelo ataque ao seu pequeno aldeamento. 

-Uma pergunta que não quer calar:

QUEM PAGARÁ POR ISSO?

Informações veiculadas nas redes sociais, dão conta que muitos indigenas  voltarão à carga protestando por essa situação, e comentam que descerão para Itaituba e poderão bloquear, como ja fizeram antes a conexão das Rodovias 164 e 230 em Campo Verde

Nenhum comentário: