segunda-feira, 29 de março de 2021

CHUMBO GROSSO NOS ALGOZES DE ADRIANA MIRANDA

EXCLUSIVO
 Adriana foi executada no último sábado e vídeo mostrou a execução | Reprodução

Executores de Igarapé-Miri reagem à PM e são mortos

Os membros do PCC gravaram a execução da jovem Adriana Miranda e foram localizados em uma residência na manhã de hoje. Eles tinham armamentos e drogas

 sexta-feira, 26/03/2021, 10:37 - Atualizado em 26/03/2021, 14:34 -  Autor: DOL

Dois homens suspeitos da execução da jovem Adriana Miranda, de 21 anos, ocorrida no último sábado (20), em Igarapé-Miri, nordeste paraense, foram mortos pela Polícia Militar durante operação na manhã desta sexta-feira (26).

Os dois estavam em uma casa onde também foram encontradas armas e drogas.

Os suspeitos da execução eram membros da facção criminosa Comando Vermelho.

Um vídeo da execução de Adriana circulou nas redes sociais, na última segunda-feira (22). Ela estava desaparecida desde sábado (20).

Outro detalhe da brutalidade do caso, foi a forma como o corpo de Adriana foi encontrado. Ele estava concretado no chão

Titulo RP

DIABEÍSSO?/Net

 "NAS ONDAS DO WATTFACE"






 - TUTENDÊU?


CADEIRANTE NÃO AGUENTOU AS DIABRURAS

 Lays Peace costuma polemizar com rotina de acompanhante de luxo | Reprodução
VÍDEO VIRALIZOU

Vídeo: acompanhante derruba cadeirante durante programa

O registro foi compartilhado pela influencer e acompanhante de luxo em uma rede social e virou um dos assuntos mais comentados

 segunda-feira, 29/03/2021, 16:24 - Atualizado em 29/03/2021, 16:54 -  Autor: DOL

A garota de programa e digital influencer carioca Lays Peace costuma compartilhar, com os seguidores das redes sociais, experiências no trabalho de acompanhante de luxo. E, mais uma vez, ela surpreendeu o público ao postar um vídeo de uma dança erótica feita para um cadeirante, que acaba em um 'pequeno' acidente. 

No vídeo, a jovem  - que tem mais de 2,1 milhões de seguidores no Instagram - aparece fazendo uma sessão de dança erótica para o cliente cadeirante. Em um dos trechos, os dois tentam fazer uma posição sexual, mas acabam virando com a cadeira de rodas. 

Apesar do susto, a profissional e o cliente não sofreram nenhum ferimento. 


quinta-feira, 25 de março de 2021

EM NOME DO DIABO!!!

ExCLUSIVO

RBA entrevista vítima de pastor abusador de Belém; assista!

O apresentador do Barra Pesada, Agenor Santos, da RBA TV, ouviu com exclusividade a vítima do maníaco.

Preferimos não exibir o vídeo no RP - veja AQUI

 quinta-feira, 25/03/2021, 13:53 - Atualizado em 25/03/2021, 13:55 -  Autor: Diário Online

Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores". A afirmação bíblica, bastante conhecida, está presente em Mateus 7:15-20. Em Belém, nos últimos dias, mais um triste exemplo ajudou a comprovar isto.

Um pastor foi flagrado estuprando uma fiel no bairro da Pedreira. O crime aconteceu no momento em que ele foi orar na residência da vítima, no último sábado (20). As câmeras de segurança da residência registraram o crime. As imagens são chocantes.

Nesta quinta-feira (25), o apresentador do Barra Pesada, Agenor Santos, da RBA TV, ouviu com exclusividade a vítima do abusador. Se você não assistiu na TV, confira na íntegra agora mesmo aqui no DOL:

FORA ONG's!!! VOCÊS TRAZEM DIVISÃO AO POVO MUNDURUKU


 ESSA FOI A FRASE DE ORDEM MAIS REPETIDA NO MOVIMENTO DE APOIO À GARIMPAGEM NO INTERIOR DA RESERVA INDÍGENA


Carta recebida de indígenas do movimento pró-garimpagem para ser publicada -  transmitida via WhatsApp, a qual transcrevemos tal como foi redigida.

"No dia 25 de março de 2021, aconteceu uma manifestação pacífica das mulheres indígenas Mundurukus do alto tapajós, onde essa manifestação foi contra a criação da associação wakoburun em nome das mulheres das Mundurukus sem a consulta das mulheres indigenas, que essa associação wakoburun recebe benefício em nome dessas indigenas Mundurukus, sem se quer recebe nenhum benefício chega até às comunidades indigenas, que hoje é coordenado pelos ONGs, onde traz divisão entre os índios, induz os pequenos de indígenas fazer a conflitos entre índios, isso foi uma dos assuntos da manifestação onde as mulheres diz" FORA ONGS" e também contra a entrada das forças federais no território indigena Munduruku, lembramos muito bem do que aconteceu na aldeia teles Pires quando entrou a força federais diz as mulheres indigenas foi morto um pai de família pelos policiais federais, não queremos mais isso, não queremos mais a presença de ONGS no nosso meio, esses ongueiros só traz divisão para a população indigenas, além de roubar nossas imagens das mulheres indigenas, de nossos anciões,  nossos remédios tradicionais, com isso eles ganham dinheiro, enquanto as mulheres indígenas inocentes não sabem do que se passam,  e o que vem de benefícios para as mulheres, crianças idosos.

Quem não sabe, os indígenas estão sofrendo, durante a pandemia e os ongueiros aproveitam.

NAO QUEREMOS ONGUEIROS NAS ALDEIAS.

NAO QUEREMOS POLÍCIAS FEDERAIS NO NOSSO TERRITÓRIO

NAO QUEREMOS MAIS ASSOCIAÇÃO WAKOBURUN RECEBENDO DINHEIRO EM NOSSO NOMES.

FORA ONG."

________


_____

Entidades ou pessoas citadas mesmo nas entrelinhas, podem requerer diretamente ao Blog o direito ao contraditório, desde que identificadas 

GARIMPEIROS INDIGENAS: NÃO PASSA NINGUÉM!!!

JACAREACANGA - Índios da etnia Munduruku, chegaram nesta manha na sede do município oriundos de aldeamentos do médio e alto Tapajós, somando-se a muitos moradores indígenas da cidade e aldeias adjacentes  para protestarem contra restrições de ordem legal às ações de garimpagem que fazem no interior das Terras Indígenas Sai Cinza e Munduruku com apoio de garimpeiros pariaw't (brancos).

A razão fundamentada para esse protesto é motivado por ação de proteção ambiental executada por forças legais que fazem a contenção e repressão dos trabalhos, destruindo maquinários e equipamentos além de combustíveis, e víveres alimentícios, que dão estrutura e suporte  a ação produtiva da garimpagem.

Conforme anunciado previamente em redes sociais por uma guerreira indígena no dia de ontem, seguido ao protesto que já está em curso neste momento,  haverá o bloqueio total da Rodovia Transamazônica nos dois sentidos (Jacareacanga fica a media distancia entre Apui no amazonas e Itaituba no Pará)  impedindo o acesso de pessoas e transportes que abastecem o município. Lembrando que estamos em vertiginoso crescimento da pandemia na região e a aglomeração de pessoas concorre para se propagar de maneira  facilitada o Coronavirus. É fácil pressupor que contando com os aldeamentos adjacentes e geminados a sede do município, concentrar 300  a 500 indígenas em um local é muito fácil.



Recebi neste momento algumas imagens de Jacareacanga e um comentário pelo WhatsApp de uma pessoa ligada à atividade garimpeira que diz 

"Ah... Walter os Burés tão quebrando é tudo aqui hoje... começou hoje de manhã... tá um fuzuê doido aqui pa rua aqui.... pizeiro mesmo... o fulano de tal tá pra  ele vai tirar foto e te mandar..."

"Esta ocorrendo passeata ...tá feio o negocio

Os Munduruku estão em pé de guerra, entre eles mesmos, pois uma parte quer a garimpagem outra parte não aceita em hipótese alguma... não seria melhor se abrir uma janela de conversações para resolver através do diálogo os problemas que se prolongam por tanto tempo no seio da sociedade de Jacareacanga? ou irão esperar que ocorra uma tragédia?

Será que iremos celebrar em lágrimas o resultado de uma tragédia já anunciada?

Há comentários que parte do comercio da cidade está cerrando suas portas. Informação que chegam é  que iniciou-se o protesto com pouco índios e cada momento chegam mais.

Comentário de uma Ex-vereadora do município, revelando preocupação:

[10:50, 25/03/2021] Ver edileuza: De certa forma vejo com muita preocupação tudo isso

[10:50, 25/03/2021] Ver edileuza: Possa ser que inocentes paguem por aquilo que não devem!

[10:51, 25/03/2021] Ver edileuza: Com essa onda de COVID na cidade!

Esses indígenas vão circular pela cidade e retornar pra aldeia levando o vírus!

Depois tu vais me dizer o preço dessa manifestação com esse período de chuva com síndrome gripal em toda cidade!

Walter a preocupação deve ser reflexiva!

O momento é de temor devido a doença, acompanhando de perto a situação do estado no comum todo , com encargos de hospitais lotados, falta de leito e insumos, falta até de materiais básicos para intubação, qualquer coisa que traga mais risco de contaminação me causa preocupação!

---

Outro comentário preocupante:

"Muito índio a favor da garimpagem... vai ter morte. Querem que a PF saia do hotel Tucumã, estão na frente sitiando..."


quarta-feira, 24 de março de 2021

EM PÉ DE GUERRA! - MUNDURUKU Vs. MUNDURUKU

Flagrante de uma reunião entre os que lutam a favor e contra a atividade garimpeira em Terra Indígena - o Vídeo tem a duração de 18 minutos, foi reduzido devido a péssima conexão da internet na região.
Local da reunião proximo à Comunidade de Pedro Colares - Muitas pessoas armadas ao lado de uma PC. 

Jacareacanga Os Mundurucus, chamados Munduruku, Weidyenye, Paiquize, Pari, Maytapu e  Caras-Pretas, e autodenominados Wuyjuyu ou Wuy jugu, são um grupo indígena brasileiro que habita as Terras Indígenas Munduruku e Sai Cinza município de Jacareacanga; Praia do Índio, Praia do Mangue no perímetro urbano da cidade de Itaituba e mais distantes os Munduruku  das terras indígenas Coatá-Laranjal e São José do Cipó, no leste do estado do Amazonas; estima-se que a população dessa grupo tribal supere 14 mil indígenas.

Falam a língua munduruku, a qual pertence à família linguística munduruku e ao tronco linguístico tupi. O nome "munduruku" é o nome com que um grupo rival dos mundurukus, os parintintins, os denominam. Significa "formigas vermelhas" em uma referência ao ataque em massa que os Munduruku costumavam realizar sobre seus inimigos.

Como a cultura, costumes, tradições com o passar dos tempos à duras penas conseguiram preservar é deveras preocupante a situação reinante  no seio tribal  por causa da ação garimpeira comandada por garimpeiros que adentraram as Terras Indígenas e deliberadamente colocam índios contra índios, parentes contra parentes entre que querem e os que não querem a atividade econômica do ouro. 

Não há registro na história evolutiva do indigenísmo nacional que parentes atentaram, brigaram contra os próprios parentes, e hoje em pleno 2021, abriu-se um precedente perigoso com o cenário atual que se apresenta.

Alegando necessidades de subsistência visto que nem governo Federal, quer estadual ou municipal traçaram planos de auto sustentação, os jovens indígenas que não tem vinculo de trabalho com o Poder Executivo,  e devido os recursos naturais de alimentação como caças e pescas ja praticamente  estarem exauridos devido a uma população frequentemente em crescimento, obrigam-se os Indígenas a buscarem atividades que os façam competir em igualdade de condições com os pariwa't para fazerem aquisições de produtos industrializados e outros bens de consumo.  - Quem não quer ter um transporte próprio? tomar água gelada? comprar vestuários para a familia etc.

Nesse contexto entra  em cena os Munduruku que por não terem  alternativas econômicas e sem apoio das autoridades  na execução de um planejamento de auto sustentação dos produtos da selva para colocar comida na mesa,  resolvem por essa necessidade basilar explorar o espaço indígena e nessa decisão surge o apoio dos pariwa't com suas maquinas e equipamentos que nem os sonhos povoam a mente dos mais otimistas indígenas de terem um dia.

Por outro lado eis que surgem os que aproveitaram oportunidades para estudar e aprender que preservar  suas terras e florestas  é o melhor meio para o futuro de seu povo, e como para os dois lados (a favor e contra a exploração aurífera) necessita-se de assessorias, eis que surgem pessoas que se intitulam porta-vozes da razão  colocando ideias na cabeça e frases nas bocas de muitos índios,  para fazer valer  seus incautos propósitos. 

Do lado dos índios que acham no garimpo a saída para curar seus males aparecem os "Garimpeiros amigos" cooptando  com promessas que a produção poderá favorecer a riqueza de tantos, mimos para os caciques e o tratamento que o índio gosta de ser  chamado: Oburé! Do lado dos que não querem a atividade garimpeira, temendo o sombrio futuro das terras destruídas pelo desastre ambiental anunciado, além da luta dos que tem direito em defenderem seu território eis que surge um reforço  que  sempre ronda a questão indígena...  um pessoal com uma verborragia já tanto decantada,  que  usam mochilas, vestindo roupas características de pessoas que  tem  poucas  mudas, com cabelos encaracolados, no calor, presos por  rabinhos de cavalos ou com cocares multicoloridos,  além do odor insuportável de  fumaça de cigarros e que se intitulam pessoas ligadas  a alguma Organização Não Governamental ONG, que dizem fazer  captação de recursos no exterior já que o Bozo fechou as torneiras que o nove-dedos  escancarava. E essa turma, que fuma mais que come, que instiga mais que arrefece  ânimos, institui a cooptação de lideranças contando historias bonitas de um futuro promissor, não trazendo nada para a coletividade indígena a não ser  promessas e promessas que não enche barriga de ninguém, além de miçangas e outro engodos.

Conheço duas Organizações que apoiam de fato a questão indígena que são  a Missão Cururu comandada pelas Freiras,   e a Missão Batista comandada pelos Bieri na Terra Indígena Sai Cinza, e que já  convivem harmoniosamente bem com os indígenas por longos anos, sem jamais  haver registros de incitamento contra autoridades, lideranças ou próprios parentes.

Dirão os ongueiros, - poxa mais ninguém incita ninguém, queremos ver é o direito dos pobrezinhos garantidos.

Recordo que certa vez um grupo de ONGueiros incitando os indígenas irem à guerra  contra aos megaprojetos de hidrelétricas, orientaram os indígenas a irem em Sessões do Poder Legislativos para os vereadores mostrarem suas caras sobre a questão e a posição de cada qual, O prédio foi pichado, o rosto de alguns vereadores  também, picharam carros de vereadores,  e até tentaram surrar com uma erva chamada Urtiga algumas vereadores. Descobriu-se depois através de um comerciante que vendeu algumas latas de tintas spray que  teriam sido compradas por uma "mulherzinha" Sic -  da Ong que ajuda os índios... ela é danada... ela que mandou pichar a frente da câmara durante a sessão, - confabula o comerciante.

À época a Mesa da Câmara denunciou os indígenas que atentaram contra as pessoas no Poder Legislativos e Ongueiros infiltrados junto aos indígenas.  

E agora os Munduruku embarcarão soldados para uma guerra entre parentes, e ao final entre vencidos e vencedores  surgiram os  terríveis Munduruku massacrados, mais miseráveis ainda, paupérrimos, e os chefes garimpeiros abandonarão a área pela repressão que deve ocorrer   por forças legais; os Ongueiros guardiões dos bons costumes e protetores dos menos favorecidos  retornarão para suas Ong's  com o sentimento do dever cumprido, arquitetando, planejando para se martirizarem diante de outros desafios, mas agora acenderão outro cigarrete. Oh povo pra fumar!.

ALEGAÇÃO DOS QUE QUEREM O FUNCIONAMENTO DO GARIMPO -   é encontrada na justificativa do estado de penúria em que vivem os indígenas sem uma alternativa econômica para viverem com dignidade e sem perspectiva alguma

AVALISTAS DO FUNCIONAMENTO -  Garimpeiros proprietários de  Escavadeiras, que distribuem mimos entre algumas lideranças oriundos de outras plagas com o ouro  em declínio.

ALEGAÇÃO DOS CONTRARIOS  AOS GARIMPOS -  já conhecida na narração supra, alegando  que recebem apoio para viagens de suas lutas e de algumas ONGs. amigas.

AVALISTAS DA LUTA E RESISTENCIA - As ONGs que entram em Terra Indigena a hora que bem entendem, e pagam faculdades, ou bolsas para alguns indios e distribuem mimos.

Reclamação dos pro-garimpos - As ONGs enchem algumas lideranças  e associações  de bens de consumo para lutarem contra os garimpeiros, inclusive fazem citações que se os índios que garimpam cometem crime ambiental, os conduzidos por ONGs., cometem crimes maiores e contra a dignidade do povo  indígena, que levam imagens, vídeos, de pessoas, crianças, mocinhas, e anciãos, e levam também  plantas medicinais usurpando o  secular  saber e  conhecimento tribal.

O assedio econômico e moral ao índio é tão intenso e imoral que perguntas tem que terem respostas para essas indagações:

1 - Se não existisse ouro em Terras dos índios, os garimpeiros seriam amigos dos Oburés?

2 - Quem paga, financia, alimenta, mantem algumas pessoas  para dizer o que o índio deve ou não fazer, como fazem os Ongueiros?

3 - Não me reportei sobre a Funai, porem como representante federal da garantia dos direitos indígenas, é bom saber o porquê da Funai não retirar os Ongueiros da Terra Indígena e ir lá resolver o problema? os servidores estariam prevaricando? isso é crime!

terça-feira, 23 de março de 2021

MAIS LEITOS NA UPA, HUMANIZAM ATENDIMENTOS

À esquerda, Iamax Prado; à direita, Fabrício Amaral. Foto: Weslen Reis/Plantão.

Itaituba - Devido o crescimento vertiginoso de novos casos registrados de Covid-19 que se propaga, a Prefeitura Municipal através de sua Secretaria de Saúde, na pessoa de seu Secretário Municipal Iamax Prado, reportou-se sobre a criação e instalação de mais  dez leitos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que totalizarão  20 leitos clínicos  à disposição  da demanda acometida pelo Covid.

Iamax Prado, acompanhado do Diretor da UPA, Fabricio Amaral disseram que a necessidade em se criar novos leitos, visa fundamentalmente ampliar o atendimento aos pacientes acometidos da terrível doença, devido o índice de propagação entre os munícipes e o crescimento de óbitos casos registrados, que hoje chegam a 122.  

Fabricio Amaral, disse que a UPA efetua atendimento em média a  uma centena de pessoas e um quinto desse quantitativo quase sempre necessita de internação.

Novos leitos

Iamax Prado, Secretário de Saúde concluiu que até  o próximo sábado  mais 4 leitos estarão funcionando  e que já está projetado para entrar em funcionamento um Centro de Monitoramento onde técnicos de saúde irão supervisionar e monitorar novos sintomas e casos.

De forma decidida o Prefeito Valmir Climaco, procura  formas de atender a demanda reprimida e assustada com crescente números de casos registrados,  usando meios possíveis para o povo se prevenir, fim se evitar a propagação da doença. Comumente faz uso da comunicação em  redes sociais e até no corpo a corpo, e em ultima instancia reforça o atendimento terapêutico adequado através da equipe multidisciplinar de saúde da Secretaria de Saúde.

Imagens Plantão 24horas News.


NÚMEROS EM ITAITUBA DO FAMIGERADO COVID-19 ASSUSTAM

 ITAITUBA   REGISTRA  ATE HOJE 23/03/2021


9.092 CASOS REGISTRADOS 

222 óbitos

----

Fonte/Secretaria de Saúde


IMPLOROU PARA NÃO SER MORTA MAS, NADA ADIANTOU - CRUELDADE!

 Jovem é sequestrada e executada em Igarapé-Miri- PA, Veja o vídeo!

Um vídeo que circula nas redes sociais, nesta segunda-feira (22), mostra uma mulher sendo assassinada a tiros em Igarapé-Miri, nordeste paraense . Ela foi identificada como Adriana Miranda, de 21 anos, e estava desaparecida desde sábado (20). De acordo com informações de testemunhas, ela foi vista pela última vez acompanhada de uma amiga, que não teve o nome divulgado. Em um dos vídeos, Adriana Miranda aparece contando sobre uma entrega de drogas. Nas imagens é possível ver que ela está nervosa. Em outro vídeo, a jovem já aparece sentada e implorando para não ser morta, mas um homem efetua o disparo na direção da cabeça da vítima. A Delegacia de Polícia Civil da cidade informou que o pai da vítima foi quem relatou o desaparecimento dela no sábado. Até a publicação da reportagem, o corpo dela ainda não havia sido localizado. 

Título RP

...E O CULPADO É O SATANÁS! - PASTOR FDP

CHOCANTE

Pastor estupra mulher em Belém e vídeos são compartilhados

As câmeras de segurança da residência registraram o crime que aconteceu no último sábado em Belém

 terça-feira, 23/03/2021, 17:35 - Atualizado em 23/03/2021, 17:34 -  Autor: Diário Online

Um pastor, que não teve o nome divulgado, foi flagrado estuprando uma mulher. O crime aconteceu no momento em que ele foi orar na residência da vítima, no último sábado (20), no bairro do Telégrafo, em Belém. As câmeras de segurança da residência registraram o crime. As imagens são chocantes.

Nos vídeos, que estão sendo partilhados nas redes sociais, é possível ver a mulher deitada na cama, aparentemente desacordada e sem expressar reação, e o homem cometendo o crime.  Não se sabe, até o momento, se a mulher estava dopada ou possui algum problema mental.

Em outro vídeo que circula nas redes sociais, o pastor aparece sentado no chão, sangrando no rosto, e um homem mandando ele detalhar o que aconteceu. Ele confessa que cometeu o crime duas vezes e diz que foi “culpa” do diabo.

Através de nota, a Polícia Civil informou que o homem foi preso em flagrante pelo crime de violência sexual mediante fraude e está à disposição da justiça.

Dol

segunda-feira, 22 de março de 2021

ARIGÓ PARA SALVAR VIDAS, ENDURECE O JOGO

 ADOÇÃO DE NOVAS MEDIDAS PARA O ENFRENTAMENTO  AO COVID-19  SÃO TOMADAS

Prefeito Valmir Climaco 

ITAITUBA - Dado ao crescimento vertiginoso da disseminação da terrível doença e óbitos  ocasionados pelo Covid-19, o Prefeito Municipal, Valmir Climaco  fez adoção de novas medidas para conter a onda que a cada dia cresce e preocupa as autoridades sanitárias e constituídas do município, estado e federação. 

A Secretaria Municipal de Saúde registrou até o final da tarde de hoje (22/03/2021), 9.086 casos confirmados da Covid-19 em Itaituba, e em consequência apontando  219 óbitos.

Novos exigências foram Decretadas e entraram em vigor a partir da publicação do Decreto que já ocorreu. O referido instrumento terá vigência até  o dia 1 de Abril. 

EXIGENCIAS DECRETADAS PARA FIEL CUMPRIMENTO:

TOQUE DE RECOLHER 

Com horário ampliado das 19h00  às 05h00, todos os comércios deverão cerrar suas portas. 

 O horário para vender bebidas alcoólicas limita-se até as 17h00

Horário de funcionamento do comercio limita-se até as 17h00 de segunda a sexta

Fechamento do comercio aos sábados limita-se até às 12h00

Proibição de celebrações religiosas para evitar o aglomeração de pessoas

Estabelecimentos que exploram a atividade com o caráter  delivery  ou peg & pag é permitido o funcionamento porém sem a presença de clientes em seu interior.

Postos de Combustíveis e derivados funcionarão em horário que dispõe em seu alvará de funcionamento.  

Educandários de ensino  funcionarão em horário normal,  observado o horário exigido  do Toque de Recolher.




domingo, 21 de março de 2021

JOVEM NÃO AGUENTOU O ROJÃO E MORREU!


INVESTIGAÇÃO

Jovem que morreu durante sexo teve arritmia, diz médico

A estudante passou mal após ter relações sexuais duas vezes seguidas com o marido

 domingo, 21/03/2021, 12:54 - Atualizado em 21/03/2021, 12:54 -  Autor: Com informações do UOL


A causa da morte da estudante Vitória Castro, de 18 anos, pode ter sido uma arritmia cardíaca. A jovem morreu após ter relações sexuais com o marido, de 19 anos. 

De acordo com médicos ouvidos pelo UOL, como a vítima não possuía histórico de doenças anteriores e por ser muito nova, há chances da falta de ritmo nos batimentos do coração ter ocasionado a morte de Vitória

Ainda segundo os médicos, a arritmia cardíaca é uma condição caracterizada pela falta de ritmo nos batimentos do coração. "No caso da jovem, ela poderia sofrer de alguma malformação no coração e não saber", explica o neurocirurgião Wanderley Cerqueira de Lima, que trabalha para a Rede D'Or e o Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

A cardiologista Nicolle Queiroz, membro do corpo clínico dos hospitais Albert Einstein e São Luiz, também acredita que a arritmia cardíaca pode ser uma hipótese para explicar a morte de Vitória.

"Eu não conheço a paciente, fica difícil opinar. Mas podemos falar em doenças congênitas do coração, malformação do ventrículo, artéria ou válvula; ou a hipótese mais forte, que é a arritmia. Já que a família diz abertamente que a menina não tinha nada, não sentia nada. Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 300 mil pessoas morrem ao ano por arritmia. Então essa é uma hipótese a ser considerada: a arritmia cardíaca".

O marido da vítima afirmou à polícia que a jovem desmaiou no chuveiro, no momento em que estavam tendo relações sexuais pela segunda vez durante a madrugada da última quinta-feira (19). Ele acionou o resgate após a esposa passar mal, mas ela morreu antes mesmo de ser socorrida.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, que solicitou ao Instituto Médico Legal (IML) um exame detalhado sobre a causa da morte da jovem. 


sábado, 20 de março de 2021

Tensão aumenta entre garimpeiros ilegais e indígenas Munduruku, no Pará

Obs. Essa tensão foi objeto de reportagem no inicio da  noite no Jornal Liberal - 2a. Edição
Mapa ilustrativo da Terra Indigena Munduruku

UM AVISO ÀS AUTORIDADES FEDERAIS, POIS A TERRA EM CONFLITO É DE JURISDIÇÃO FEDERAL:


-Há muito tempo através do MPF lideranças indígenas  pedem providencias...

-Toda paciência tem limite.

-Não esqueçam que Terras Indígenas são áreas de domínio federal, e somente a Policia Federal pode fazer gestões nesses territórios... não querendo depois atribuir-se ao estado ou município a resolução de conflitos.

-Nunca, jamais, foram vistos pessoas armadas com armamento de grosso calibre no interior da Terra Indígena em atitudes beligerante, como essa foto na postagens anterior comprova... isso é provocação!

-Trabalhei com os Munduruku na Funai por 12 anos, os conheço bem e não se intimidarão com ameaças

- Recrudesceu o conflito devido a intenção  de garimpeiros se aproximarem para desenvolver atividades no leito do  Rio Cururu que é o único curso d'água preservado classificado como o principal rio do interior da Terra Indígena Munduruku

- A intenção da ocupação ilegal de garimpagem é em um dos formadores do Rio Cururu e os índios sabem que a atividade de garimpagem compromete a vida deles pois a   pesca irá escassear e aguas para uso serão contaminadas e isso trará enormes problemas de saúde para o povo tribal.

-É um crime brancos estarem colocando os parentes uns contra os outros

 - Um último alerta

TODO CUIDADO É POUCO COM OS MUNDURUKU, QUEREM SEMPRE A PAZ, MAS SÃO CULTURALMENTE GUERREIROS.

RISCO IMINENTE DE CONFLITO NA TERRA MUNDURUKU


MPF reforça alerta sobre invasão de garimpeiros em território do povo indígena Munduruku

A situação de conflito na região vem se agravando desde o último dia 14

O Ministério Público Federal (MPF) divulgou neste sábado (20) imagens que reforçam a necessidade de atuação de forças federais para conter o avanço da invasão de garimpeiros na região do igarapé Baunilha, em Jacareacanga, no oeste do Pará, dentro do território do povo indígena Munduruku. Vídeo feito por indígenas na sexta-feira (19) mostra pessoas armadas impedindo grupo indígena de desembarcar na área. O grupo que impede o desembarque é formado por garimpeiros ilegais e por uma minoria indígena aliciada pelos garimpeiros ilegais.

No vídeo, o grupo armado se afasta quando percebe que está sendo filmado. Segundo os indígenas Munduruku que tentaram desembarcar, todos os garimpeiros e indígenas aliciados estavam armados. A situação de conflito na região por causa da invasão garimpeira vem se agravando desde o último dia 14, quando houve a entrada de grande número de pás-carregadeiras.

Um helicóptero foi filmado em sobrevoo na área. Segundo o MPF, a suspeita é que o helicóptero esteja servindo para apoio e escolta dos garimpeiros ilegais. Indígenas Munduruku também divulgaram fotos de tentativa que fizeram, na última quarta-feira (17), de barrar a entrada do garimpo ilegal. A discussão com os garimpeiros ilegais não gerou resultados. A região do igarapé Baunilha é a porta de entrada para a bacia do rio Cururu, que impacta diretamente a aldeia Missão São Francisco. Os indígenas Munduruku consideram que a destruição da bacia do rio Cururu pela mineração ilegal pode significar o fim da vida indígena na região.

Há anos o MPF cobra das autoridades medidas para barrar essa invasão garimpeira, e reiterou esse pedido em ação ajuizada em 2020. Na última terça-feira (16), o MPF divulgou novo pedido para atuação urgente de forças federais, mas até agora não houve resposta a esse pedido de atuação urgente. Em agosto de 2020 chegou a ser iniciada uma ação de fiscalização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), que foi interrompida após uma visita do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e da intervenção do Ministério da Defesa. As circunstâncias da interrupção incluíram suspeitas de vazamento de informações sigilosas e transporte de garimpeiros em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e estão sendo investigadas em dois inquéritos do MPF (Com informações do Ministério Público Federal).

O Liberal/ Dilson pimentel

Portalrmnoticias

Título RP - Matéria transcrita na integra