sábado, 18 de abril de 2020

TODO O DIA É DIA DE ÍNDIO!

ÍNDIO

Índio é festa
índio é terra
índio da serra
do rio e do mato...

Índio me empresta
a tua dança
a tua lança
teu aparato...

Índio amigo
índio irmão
me dá a lição
de ser sempre grato...

Grato ao pajé
grato a Tupã
à índia anciã
e a Deus de fato!

Índio, por seus ancestrais
índio, pela floresta
índio de pintura na testa
não pereça jamais!

Essa tosca poesia, me desculpem a sinceridade e a coragem de dizer, é de minha lavra. Em uma viagem longa de voadeira pelo Rio Teles Pires à caminho da Aldeia do mesmo nome, isso em 1.995, deitado de tanto cansaço sobre as mercadorias que transportávamos, de olhos cerrados, ouvia somente o frufrulhar das águas sob a veloz voadeira, e as vezes sonhando acordado repensando na vida daquele povo, olhava o infinito céu  azul daquele setembro ensolarado, compenetrado na luta que travávamos pela demarcação da Terra Indígena Munduruku, me veio  essa letra que gravei na memoria para sempre. Com certeza foi Tupan'a que me enviou gratuitamente. E hoje, decorrido 24 anos, olhando meus alfarrábios vejo em um velho papel minha poesia em parceria com Deus, para homenagear  os Munduruku, Kayabi e Apiaka, por quais lutei ombreado com soldados fieis do indigenismo (funcionários da Funai, religiosos  da Missão Cururu e a incrivel Familia Bieri), até com o sacrifício de minha vida. Tudo aconteceu, o tempo passou retiramos os dominadores das savanas dos temíveis Caçadores de Cabeça e proclamamos a independência  territorial dos Munduruku... e hoje a RESERVA INDÍGENA  encontra-se desvirginada, se devastando, invadida sem piedade; empobrecendo mais o povo guerreiro Munduruku...  uma historia triste que paro por aqui deixando outro contar.

Me vejo somente, na obrigação de colaborar  engrossando fileiras com os índios para se compor novo enredo nessa historia de vida e resistência do Povo da Floresta para que lutem na forma da lei, pelo território esbulhado.

RESISTAM POVOS INDÍGENAS -  SALVE 19 DE ABRIL

Nenhum comentário: