terça-feira, 28 de abril de 2020

SERIA A LEI DA MORDAÇA BARBALIANA?

EXCLUSIVO – Juiz manda apreender documentos e celulares em residências de blogueiros
O juiz Heyder Tavares da Silva foi quem determinou a busca e apreensão na casa do Blogueiro Diógenes

Juiz manda apreender documentos e celulares em residências de blogueiros

O juiz Heyder Tavares da Silva, que comanda a 1ª Vara de Inquéritos Policiais e Medidas Cautelares do Tribunal de Justiça do Pará determinou busca e apreensão nas residências dos blogueiros Diógenes Brandão e Eduardo Cunha, onde foram apreendidos objetos pessoais. Não está claro do documento expedido pelo juiz o motivo da ordem judicial. O mandado, com data do dia 24 passado, sexta-feira, também não especifica o que deve ser apreendido.

O Ver-o-Fato apurou que, por iniciativa do governador Helder Barbalho, que se queixa de ser vítima de notícias mentirosas e infamantes que atingem não apenas ele, mas sua família, por parte de Brandão e Cunha, já existem quatro investigações abertas na polícia contra a dupla de blogueiros.

Por volta das 7 horas da manhã desta terça-feira, dois delegados e sete agentes da Polícia Civil, responsáveis pelo cumprimento da ordem judicial, chegaram em 3 viaturas e apreenderam computadores, celulares e outros equipamentos de informática da residência de Diógenes Brandão, inclusive do sistema de segurança da casa que dá suporte às câmeras de monitoramento. O mesmo procedimento foi adotado na residência de Eduardo Cunha, que edita o portal Parawebnews.

A polícia também esteve na casa do webmaster Jonathas Silva, irmão de Diógenes e responsável pelas plataformas virtuais do blogueiro. De lá, os agentes levaram computador e celular. Tudo o que foi apreendido será periciado e anexado aos autos do inquérito. A investigação corre sob segredo de justiça. O promotor de justiça Luiz Márcio Cypriano foi quem se manifestou favoravelmente à busca e apreensão.

O que eu quero é ter acesso aos autos para conhecer o teor do decreto sobre a busca e apreensão determinada pelo dr. Heyder Tavares”, explicou ao Ver-o-Fato o advogado Sábato Rosseti, que juntamente com seu colega Michel Durães vão atuar na defesa de Diógenes Brandão. Segundo Rosseti, a Súmula 14 do Supremo Tribunal Federal (STF) é bem clara quando diz que o advogado deve ter acesso aos autos para conhecer o teor da acusação contra seu cliente.

Só depois de saber o que há contra ele é que vou tomar as providências, seja por meio de habeas-corpus ou mesmo de mandado de segurança”, resume Rosseti
LEIA MAIS NO BLOG DO XAROPE
TítuloRP

Nenhum comentário: