quarta-feira, 29 de abril de 2020

Pará registra 24 horas sem crime violento contra a vida

SEGURANÇA
Ualame Machado - SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA
 quarta-feira, 29/04/2020, 16:39 - Atualizado em 29/04/2020, 16:39 -  Autor: ( com informação da Agência Pará )
A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) não registrou nenhum Crime Violento Letal Intencional (homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte), na segunda-feira (27), em todo o Estado. Os dados foram consolidados e divulgados na terça-feira (28) pela Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), vinculada a Segup.
O resultado é fruto de medidas preventivas e repressivas com iniciativas dos governos estadual e federal, como “TerPaz”, "Em Frente, Brasil" e "Polícia Mais Forte", que atuam no Pará no combate à violência, e têm gerado ações positivas para a população, visto que o número de ocorrências tem apresentado recorrente redução. A prisão de pessoas envolvidas em homicídios em série, investigações qualificadas e o fortalecimento da segurança dentro do sistema penitenciário também refletiram na diminuição dos crimes.
Operações exitosas realizadas na RMB passaram também a serem aplicadas no interior do Estado. O objetivo é fazer com que as reduções da violência registradas na Região Metropolitana sejam também alcançadas no restante do Pará. 
O secretário de Segurança Publica, Ualame Machado, enfatiza que, mesmo em meio à pandemia, a segurança publica se faz presente garantindo a proteção da população. “Em meio à crise toda que nós estamos vivendo, temos mais um episódio para poder reconhecer o trabalho da tropa da segurança pública do Pará. No dia de ontem, nós tivemos algo que já aconteceu algumas vezes mas não é muito comum: até o momento, não há qualquer registro no Sisp da Polícia civil dessa tipificação de crime na última segunda-feira. Então é o momento de parabenizar a nossa equipe pelo trabalho que vem exercendo mesmo nesse momento de crise e adversidade”, ressalta.
Continue a leitura - AQUI!

Nenhum comentário: