quarta-feira, 15 de abril de 2020

Esposas de PMs denunciam "surubão" com mulheres dentro das UPPs

Esposas e namoradas de Policiais Militares do Rio de Janeiro acusam um grupo de soldados de burlar a ordem de isolamento social para receber visitas íntimas de umas mulheres dentro de batalhões e bases de unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). 
De acordo com a imprensa local, a denúncia foi encaminhada para a Corregedoria, caso comprovado, os PMs podem ser presos ou expulsos da corporação. A mulher, conhecida por Patty UPP, teria sido filmada e fotografada fazendo sexo com um grupo de PMs durante expediente.
Segundo a acusação, ela teria frequentado pelo menos três UPPs e dois batalhões do Rio durante o período de quarentena. “Se nós estamos respeitando a quarentena, porque a Patty e os policiais não respeitam?”, afirmou a esposa de um policial. Patty afirmou ainda que os encontros com os militares acontecem em hotéis quando os agentes estão de folga.
A Secretaria de Estado de Polícia Militar informou ao jornal que a corregedoria abriu inquérito para averiguar as denúncias e o caso segue sob sigilo. Caso sejam condenados, os PMs podem cumprir de seis meses a um ano de prisão.

Nenhum comentário: