quinta-feira, 23 de abril de 2020

Coreia do Norte prepara irmã de Kim Jong-un para sucedê-lo

Mídia japonesa revelou detalhes do processo sucessório caso ditador morra.
Neto Gregório
em
 
Rumores sobre a saúde do ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, despertaram especulações sobre quem poderia suceder o Líder Supremo, que controla o poder Executivo, o Partido dos Trabalhadores da Coreia e as Forças Armadas do país.
Segundo a CNN, Kim Jong-un está em estado crítico após uma cirurgia cardiovascular no início do mês. A última aparição pública de Kim aconteceu no dia 11 de abril, depois de sentidas ausências em diferentes eventos importantes para o regime de Pyongyang, entre eles, à visita ao mausoléu de Kim Il-sung, avô do líder.
A mídia japonesa revelou que desde o final do ano passado, Pyongyang tem preparado Kim Yo-Jong, a irmã caçula do líder norte-coreano, para sucedê-lo em caso de morte.
O treinamento de Yo-Jong foi acelerado e ela efetivamente se tornou a segunda pessoa na hierarquia do regime comunista.
O jornal Yomiuri diz que fontes sul-coreanas e americanas explicaram que “muitas diretrizes do partido e da linha militar foram emitidas em nome de Kim Yo-jong”.
Também afirmou que no começo do ano um grupo de médicos franceses visitou Pyongyang para tratar da saúde do ditador, que tem pressão alta, doença cardíaca e diabetes.
A Coreia do Norte está no primeiro lugar da Lista Mundial da Perseguição aos cristãos publicada pelo ministério Portas Abertas.

Nenhum comentário: