domingo, 12 de julho de 2020

JOSÉ ALDO ESTÁ VIRANDO SACO DE PANCADAS

VÍDEO - José Aldo é castigado por Petr Yan, leva nocaute técnico e ...
Natassia del Frate, em Abu Dhabi (EUA)
Ag. Fight
12/07/2020 00h59
Último brasileiro a se apresentar no card do UFC 251, em Abu Dhabi, neste sábado (11), José Aldo disputou o cinturão vago dos pesos-galos (61 kg) contra Petr Yan. Mais agressivo do que em suas últimas lutas, o ex-campeão do peso-pena protagonizou grande luta em que, apesar dos grandes momentos, terminou com a vitória do jovem russo, que se mostrou mais bem preparado fisicamente. Após quatro rounds equilibrados, Aldo foi completamente dominado na última etapa e, nocauteado, perdeu a chance de se tornar o oitavo lutador da história do UFC a se tornar campeão do evento em duas categorias de peso diferentes. Ainda invicto no octógono, Yan, aos 27 anos, garantiu o cinturão e ampliou seu recorde na organização para sete triunfos seguidos. 

A luta 

O primeiro assalto foi movimentado. Agressivo, Aldo voltou a chutar as pernas do rival, golpe que marcou o início de sua carreira internacional, e rapidamente deixou Petr Yan preocupado a ponto de trocar de base repetidas vezes. Apesar disso o russo equilibrou a disputa com rápidos e potentes cruzados que furaram a defesa do brasileiro. No final dos cinco minutos, o ex-campeão dos penas (66 kg) tentou uma queda, caiu por baixo e sofreu com os golpes no ground and pound. Aldo 9 x Yan 10. Mais cauteloso na etapa seguinte, Aldo caminhou para frente e administrou melhor a disputa. Com calma, ele voltou a minar as pernas do ele voltou a minar as pernas do adversário com potentes chutes, além de alternar jabs no rosto e ataques na linha de cintura. O rival russo pareceu confuso durante todo o round. Aldo 19 x 19 Yan. Aldo dominou por completo grande parte da terceira etapa,. Agressivo, o brasileiro abusou de golpes na linha de cintura que fizeram Yan caminhar para trás e, aproveitando que o russo alternava sua base, chutou suas duas pernas. No final, mais cansado, ele permitiu que o oponente aumentasse o volume de ataques, mas nada que alterasse o resultado da parcial. Aldo 29 x 28 YanCansado, Aldo viu Petr Yan retomar o controle das ações no quarto round. Irreconhecível, o atleta da Nova União parou de atacar e basicamente caminhou para trás durante a segunda metade do assalto. Com rápidos cruzados, o russo abriu caminho para uma queda que o deixou por cima golpeando por quase um minuto. Tudo igual! Aldo 38 x 38 Yan. No último round, Petr Yan partiu para cima com tudo e, aproveitando o cansaço do rival, botou para baixo e bateu sem parar por mais de dois minutos até que o final da luta fosse decretado. 
_______
Titulo RP

Nenhum comentário: