RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

ESCRAVOS DO OURO!

O garimpo de Raimunda Oliveira Nunes desenvolveu um "sistema eficiente" de produção. Mas o seu diferencial não está no modo como extrai o metal do solo, e sim na técnica para tirar o ouro dos seus funcionários. Há 36 anos ela e sua família aprimoram o sistema na propriedade ilegalmente instalada dentro da Floresta Nacional do Amana, no município de Itaituba, oeste do Pará.
Além de patroa, Raimunda também é banco e comércio do local. Ela “guarda” o pagamento dos funcionários (entre 3 e 7% do ouro que extraem) e usa esse crédito para descontar os gastos deles no garimpo. Todo o controle é mantido por ela, em um famoso caderno que fica na sede e ninguém acessa, apenas ela. A dívida só é revelada quando eles vão embora, momento em que a patroa faz as contas. Os garimpeiros se referem com temor ao momento em que ela “risca o caderno”.
Raimunda criou uma série de regras, atípicas até para os garimpeiros mais rodados, que fazem os trabalhadores gastar dentro do seu garimpo. É proibido trazer comida de fora, compras apenas na sua cantina. É proibido namorar, as relações são intermediadas pelo pagamento de programas. É proibido usar a internet disponível na sede, obrigando quem quer falar com a família a pagar para ir até o local onde há um rádio. Tudo isso vira dívida.
Na hora que ela risca o caderno, alguns devem tanto que não têm saldo nem para sair do local. Era o caso de um trabalhador sentado na beira da estrada que liga a sede à porteira quando o comboio de dez carros entrou na propriedade, na quinta dia 16.
Foi quando os 38 homens e mulheres que trabalhavam ali foram resgatados pelo grupo de fiscalização móvel do Ministério do Trabalho. Os fiscais consideraram que os 30 garimpeiros e 8 cozinheiras viviam em situação análoga à de escravos. Como o garimpo estava dentro da Floresta Nacional do Amana, a ação foi em parceria com o Icmbio, o Instituto Chico Mendes de Conservação para a Biodiversidade, que interditou as frentes de extração. Participaram também o Ministério Público do Trabalho, a Defensoria Pública da União, o Ministério Público Federal e a Polícia Militar.
Fonte: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio
Olhando para os lados e muitas vezes sussurrando para falar com a equipe da Repórter Brasil, os trabalhadores só revelaram o esquema ao qual eram submetidos depois que foram retirados dali. Mesmo assim, com medo. “Prefiro viver”, respondeu uma das mulheres quando questionada se o seu nome poderia ser publicado. Respeitando a vontade da maioria, a identidade dos trabalhadores não será revelada.
"Um grande comércio" Entre as primeiras regras impostas pela proprietária, estava a proibição do namoro. Os relacionamentos monetizados eram permitidos. O valor do programa era anotado por ela no caderno de controle, onde o crédit... LEIA MAIS...

 Endividados e isolados, garimpeiros que trabalhavam no Pará foram resgatados em situação análoga à escravidão ANA ARANHA DA REPÓRTER BRASIL, EM ITAITUBA (PA)

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

-QUE CULTURA!!!

HERRAR É UMANO

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Helder e Jader Barbalho lideram pesquisa Ibope para Governo e Senado

Helder e Jader Barbalho lideram pesquisa Ibope para Governo e Senado (Foto: Rogério Uchôa/Diário do Pará)
Helder Barbalho lidera a corrida para o Governo do Pará com 43% das intenções de voto, seguido por Paulo Rocha, com 13%, segundo pesquisa Ibope encomendada pela TV Liberal.
Esta foi a primeira pesquisa do instituto após a oficialização das candidaturas. 812 eleitores no estado foram ouvidos. Os números apresentam uma margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.
Veja:
  • Helder Barbalho (MDB): 43%
  • Paulo Rocha (PT): 13%
  • Márcio Miranda (DEM): 11%
  • Cléber Rabelo (PSTU): 3%
  • Fernando Carneiro (PSOL): 3%
  • Brancos/nulos: 17%
  • Não sabe/ Não respondeu: 10%
Helder também é o preferido dos eleitores na modalidade espontânea da pesquisa Ibope. Nesta modalidade, o eleitor é perguntado em quem irá votar, sem que o pesquisador apresente nomes. Veja:
  • Helder Barbalho (MDB): 13%
  • Márcio Miranda (DEM): 2%
  • Paulo Rocha (PT): 1%
  • Cléber Rabelo (PSTU): 0%
  • Fernando Carneiro (PSOL): 0%
  • Outros: 2%
  • Brancos/nulos: 13%
  • Não sabe/Não respondeu: 68%
O candidato do MDB também apresentou o maior índice de rejeição, com 35%, dois porcento a frente de Paulo Rocha (PT), que ficou com 34%. Márcio Miranda (DEM) foi rejeitado por 22% dos paraenses.
A pesquisa tem o registro no TRE: PA-08797/2018 e no no TSE foi registrada com o número BR‐05823/2018
Senado
o Ibope também fez pesquisa para saber a intenção de voto para senador. Jader Barbalho lidera a disputa com 29%, e Mário Couto (PP), aparece em segundo com 20%. Veja:
  • Jader Barbalho (MDB): 29%
  • Mário Couto Filho (PP): 20%
  • Zé Geraldo (PT): 13%
  • Flexa Ribeiro (PSDB): 11%
  • Zequinha Marinho (PSC): 11%
  • Úrsula Vidal (PSOL): 10%
  • Sidney Rosa (PSB): 9%
  • Cel. Osmar Nascimento (PDT): 7%
  • Prof. Gerson Dourão (PCdoB): 6%
  • Wladimir Costa (SD): 6%
  • Benedita do Amaral (PSTU): 4%
  • Anivaldo Vale (PR): 3%
  • Jarbas Vasconcelos (PV): 3%
  • Ibanês Taveira da Silva (PTC): 2%
  • Xaropinho do Povo (PPL): 1%
  • Bogo (PRP): 0%
  • Brancos/nulos - Vaga 1: 15%
  • Brancos/nulos - Vaga 2: 19%
  • Não sabe/Não respondeu: 32%
 (DOL)

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Continuam as buscas pelos doze envolvidos no assalto ao banco em Jacundá

Continuam as buscas pelos doze envolvidos no assalto ao banco em Jacundá (Foto: Divulgação/Polícia Militar)
Continuam as buscas pelos doze envolvidos no assalto a agência do Bradesco na noite desta terça-feira (14) na rodovia PA-150, município de Jacundá, sudeste paraense. A Polícia Civil informou que já foi solicitada a perícia no local e que deve ser realizada ainda nesta quarta-feira (15).
ROUBO
Os integrantes da quadrilha deram início à ação após renderem uma viatura da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), mantendo três militares como reféns. Uma caminhonete S10 de cor prata foi roubada.
Posteriormente eles seguiram para a agência bancária e arrombaram um pequeno cofre, onde estavam dois revólveres calibre 38 e os coletes dos seguranças - estes itens foram levados. Em outro momento, uma broca foi utilizada para perfurar um dos cofres principais, mas nenhuma quantia em dinheiro foi roubada.
A ação durou cinquenta minutos. https://youtu.be/AyS8eLIrjZQ
FUGA
Ainda com os militares reféns, os envolvidos fugiram pela PA-150, sentido Jacundá/Nova Ipixuna/Marabá, mas foram surpreendidos pelo bloqueio de um caminhão da Polícia Militar em uma ponte.
Eles voltaram para a cidade e seguiram para a estrada vicinal Moran Madeira, que dá acesso a zona rural de Jacundá, Goianésia e Breu Branco. Foi neste momento que os reféns foram liberados, bem como a viatura da PRE e a caminhonete S10 roubadas - ambas estavam marcadas por disparos de armas de fogo por conta da perseguição.
DILIGÊNCIAS
Os fugitivos seguiram em uma caminhonete modelo Ranger e usaram um outro veículo para bloquear a passagem, furando os pneus. Até o momento, equipes da Superintendência, as equipes da Seccional de Tucuruí e Goianésia, além da equipes do GPE, continuam as buscas pelos envolvidos.
Os veículos avariados durante a perseguição policial foram rebocados para o pátio da Delegacia de Polícia de Jacundá e serão periciados.
O caso será investigado pela Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos.
(Com informações da Polícia Civil)

Pará foi o último Estado a fazer a adesão à independência do Brasil

Pará foi o último Estado a fazer a  adesão à independência do Brasil  (Foto: )
Há exatos 195 anos, o Pará se unia ao restante do Brasil em sua independência da Coroa Portuguesa. Com fortes influências da elite lusitana, o Grão-Pará, como era conhecido na época, foi a última província a reconhecer o Império Brasileiro, o que só aconteceu em 15 de agosto de 1823, quase um ano depois da Declaração da Independência. 
A pesquisadora Magda Ricci, professora da faculdade de pós-graduação em História da Universidade Federal do Pará, explica que esse processo foi conturbado devido a forte ligação da província com os comerciantes de Portugal. “Belém tinha o mesmo status que a cidade lusitana do Porto, por exemplo. A navegação, feita a velas e dependente dos ventos na época, era bem mais segura e rápida até Lisboa”, conta. Isso facilitava as relações comerciais, sociais e políticas com Portugal, criando por aqui uma forte resistência à mudança de governo.
De acordo com Ricci, a assinatura do termo de adesão, na verdade, só foi feita por causa de um golpe do Império, quando o capitão Grenfell aportou o brigue de guerra Maranhão no litoral da cidade, afirmando que era apenas o primeiro de uma frota que invadiria o Estado caso não aceitassem se tornar brasileiros. Quando as elites locais descobriram que se tratava de um blefe, no entanto, já era tarde demais.
“Mas pouca coisa mudou na vida dos paraenses após a adesão, já que os portugueses que aqui viviam continuaram tendo privilégios, o que frustrava a população”, conta Ricci. Isso criou tensão, ocasionando uma série de revoltas e insurgências, entre elas o massacre do Brigue Palhaço, em que 256 paraenses que lutavam por direitos iguais foram confinados no navio São José (Brigue Palhaço) e morreram asfixiados.
A professora conta ainda que o feriado era celebrado desde a época do 2º Reinado (1840-1889) , mas que foi institucionalizado após a Proclamação da República. “A celebração se tornou realmente mais forte durante a Era Vargas, quando havia um sentimento de ‘todos pela nação’”, esclarece. 
(Arthur Medeiros/Diário do Pará)

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Polícia Federal apreende pacotes de cocaína com foto de Pablo Escobar

Polícia Federal apreende pacotes de cocaína com foto de Pablo Escobar (Foto: Reprodução/Receita Federal)
Foi apreendido nesta segunda-feira (30), pela Receita Federal, junto a Polícia Civil, 43 quilos de cocaína que seriam enviados à Europa em um navio cargueiro que partiria do porto do Rio de Janeiro.
Nos tabletes havia uma foto com o rosto do colombiano Pablo Escobar, conhecido como um dos maiores traficantes do mundo.
A polícia investiga se a foto indica apenas uma espécie de propaganda ou "selo de qualidade". 
Os pacotes estavam no interior de contêineres que haviam sido embarcados em um navio em Montevidéu, no Uruguai e do Rio, que iria para outro porto na Europa. 
Os pacotes que também continham logotipos de bebidas e vestuários femininos, foram identificados por meio de um processo de análise de risco, onde a Receita seleciona cargas com maiores probabilidades de possuírem material ilícito. 
No processo foi usado alguns cães farejadores para ajudar a achar os entorpecentes. 
Segundo a Receita e a Polícia Federal, os portos brasileiros são usados como rota de passagem para a cocaína produzida em outros países, em geral são colocadas sem o conhecimento do exportador da carga. 
(Com informações do UOL)

Polícia Federal cumpre mandados em Santarém contra o tráfico de drogas

Polícia Federal cumpre mandados em Santarém contra o tráfico de drogas (Foto: Divulgação/Polícia Federal)
Três mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão foram cumpridos na manhã desta terça-feira (14) pela Polícia Federal na operação “Tandem”, no município de Santarém, oeste paraense.
A operação teve como objetivo conseguir provas da participação de envolvidos em tráfico de drogas e associação para o tráfico na cidade. Durante a ação, foram encontrados jabutis e tartarugas, além de drogas e uma arma de caça.
Os animais e todo o material apreendido será encaminhado para a Delegacia da Polícia Federal em Santarém.
A operação teve como objetivo conseguir provas da participação de envolvidos em tráfico de drogas e associação para o tráfico na cidade. Durante a ação, foram encontrados jabutis e tartarugas, além de drogas e uma arma de caça.
OPERAÇÃO "TANDEM"
Batizada de “Tandem”, do latim “enfim, finalmente”, a investigação teve início em janeiro deste ano, quando foram presas 14 pessoas em nove situações de flagrante delito distintas. A Polícia Federal afirma que os mandados cumpridos hoje visam colher informações e provas sobre os investigados ainda soltos.
(Com informações da Polícia Federal)


sábado, 11 de agosto de 2018

Empresa farmacêutica alemã tenta evitar execução por injeção letal nos EUA

Empresa farmacêutica alemã tenta evitar execução por injeção letal nos EUA (Foto: Reprodução/internet)
Na próxima terça-feira (14),o estado de Nebraska, nos Estados Unidos, planeja realizar sua primeira execução após 21 anos, mas a empresa farmacêutica alemã Fresenius Kabi, fabricante de um dos quatro componentes da injeção letal (cloreto de potássio) está tentando evitar a venda para fins de aplicação de pena.
Será a primeira execução depois que 61% dos eleitores apoiaram em referendo, no ano de 2016, a restituição da pena de morte, anulando assim a abolição que um ano antes havia passado pelo Legislativo estadual.
Um juiz federal em Omaha (Nebraska) rejeitou o pedido da empresa alemã, já anunciou que apresentará um recurso perante a instância superior. A farmacêutica alemã alega que vendeu a droga por engano e que o estado se recusou a devolvê-la. Agora a empresa não está disposta a vender mais seus medicamentos para fins de execução. 
Ultimamente as empresas europeias e americanas vem se recusando a vender seus produtos para execuções por conta da pressão dos ativistas contrários à pena de morte e da má reputação que ela traz.
O diretor do Departamento de Serviços Correcionais do Nebraska, Scott Frakes, disse nesta quinta-feira que contatou ao menos 40 fornecedores em seis estados e encontrou apenas um que concordou em fornecer à sua agência os componentes necessários para a injeção letal.
Por outro lado o Estado de Nebraska observou que a validade de uma de suas drogas vai expirar em 31 de agosto, o que deixará o estado sem condições de realizar futuras execuções.
(Com informações do site msn notícias)

Homem rouba avião e cai uma hora depois após ser perseguido

Empresa farmacêutica alemã tenta evitar execução por injeção letal nos EUA (Foto: Reprodução/internet)
Na próxima terça-feira (14),o estado de Nebraska, nos Estados Unidos, planeja realizar sua primeira execução após 21 anos, mas a empresa farmacêutica alemã Fresenius Kabi, fabricante de um dos quatro componentes da injeção letal (cloreto de potássio) está tentando evitar a venda para fins de aplicação de pena.
Será a primeira execução depois que 61% dos eleitores apoiaram em referendo, no ano de 2016, a restituição da pena de morte, anulando assim a abolição que um ano antes havia passado pelo Legislativo estadual.
Um juiz federal em Omaha (Nebraska) rejeitou o pedido da empresa alemã, já anunciou que apresentará um recurso perante a instância superior. A farmacêutica alemã alega que vendeu a droga por engano e que o estado se recusou a devolvê-la. Agora a empresa não está disposta a vender mais seus medicamentos para fins de execução. 
Ultimamente as empresas europeias e americanas vem se recusando a vender seus produtos para execuções por conta da pressão dos ativistas contrários à pena de morte e da má reputação que ela traz.
O diretor do Departamento de Serviços Correcionais do Nebraska, Scott Frakes, disse nesta quinta-feira que contatou ao menos 40 fornecedores em seis estados e encontrou apenas um que concordou em fornecer à sua agência os componentes necessários para a injeção letal.
Por outro lado o Estado de Nebraska observou que a validade de uma de suas drogas vai expirar em 31 de agosto, o que deixará o estado sem condições de realizar futuras execuções.
(Com informações do site msn notícias)

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

ITAITUBA - NINGUÉM ESCAPA DOS ROUBOS

Extraído do Blog do Norton Sussuarana
Sabe-se que em Itaituba andar com celular à mostra, ficar na porta de casa com tão cobiçado objeto, ou mesmo portá-lo na bolsa/bolso, tem 99% de chance de encontrar com uns 'carregadores' de ruas. 

A audácia dos vagabundos não têm limites, facilitada pelo vacilo das vítimas, apesar das notícias veiculadas em todos os meios de comunicação dos constantes assaltos a qualquer hora do dia e da semana.

E, como não está escrito na cara do pilantra que ele é ladrão, também não consta nenhuma inscrição dizendo que é policial. Assim, na noite desta segunda feira, 06, até a delegada da mulher do município foi assaltada.

Os bandidos são dois elementos do município vizinho de Trairão, que aterrorizaram a noite desta segunda feira Itaituba. A dupla, de posse de um revólver, tomou de assalto uma moto na 14ª Rua com a Travessa João Pessoa, Bela Vista, e começaram a realizar assaltos em diversos pontos da cidade. Uma das vítimas da dupla foi a Delegada da Mulher de Itaituba, Dra. Fabíola Rabelo. Segundo versão da delegada, a policial estava em um ponto da orla da cidade, próximo ao seu veículo, quando dois elementos chegaram em uma moto ao local; o carona desceu com arma em punho e anunciou o assalto, apontando a arma em direção ao rosto da policial, que teve calma, não reagindo; entregou seus dois aparelhos celulares ao assaltante, que ainda assaltou uma amiga da delegada, levando também o celular.

Delegada Fabíola Rabelo 

Após ser assaltada, a delegada foi imediatamente para a 19ª Seccional, onde registrou uma ocorrência e, ao conseguiu rastrear um dos seus aparelhos, montou uma equipe de policiais civis, com apoio da policia militar, conseguiram localizar os assaltantes na altura da 29ª Rua. Uma abordagem foi feita, mas apenas um dos assaltantes foi preso, Arlison Silva Almeida Gomes, que foi reconhecido pela delegada e confessou ser um dos assaltantes; seu comparsa identificado como Gabriel, conseguiu fugir do cerco policial com a moto roubada e com a arma usada para cometer os assaltos, mas já está sendo procurado pela policia. Segundo a delegada todos os procedimentos serão tomados contra o elemento, e se alguém foi vitima do mesmo que compareça na delegacia de policia civil.

Dupla invade casa de Policial Militar e em confronto, um morre e outro fica ferido.


Na noite desta segunda feira, 06 de Agosto, por volta das 21 horas, dois elementos armados entraram na casa de um Policial Militar do (GTO) na 23ª Rua, próximo a rodovia transamazônica. 

Um dos quartos da casa revirado pela dupla
Um vizinho ouviu barulho dentro da residência, e ligou para o policial militar que está em viagem, que posteriormente acionou uma guarnição para verificar o que estava acontecendo, quando os militares chegaram ao local, encontraram dois elementos dentro da casa, ao perceberem a presença dos militares, os elementos que estavam armados efetuaram disparos com a Guarnição do Grupo Tático Operacional, que revidou a injusta agressão, na troca de tiro, um foi baleado e morreu, e Arthur Farias Viera, de 18 anos, foi alvejado com dois tiros, foi socorrido e levado ao Hospital Municipal, onde sua situação é grave.
Coronel André Carlos (CPR-X)

Em entrevista a nossa reportagem o comandante do CPR-X; Coronel André Carlos, disse que, os militares foram obrigados a reagir à injusta agressão, ate a produção desta matéria o elemento que morreu no confronto não tinha sido identificado. Segundo o coronel ninguém da família ainda foi requerer o corpo que está Instituto Medico Legal do município. O Coronel disse ainda que aguarda a melhora de Arthur Farias para saber se o roubo foi planejado, ou casa foi escolhida aleatoriamente, também saber se o mesmo está envolvido em assaltos na cidade.

Elemento que foi baleado (Foto Blog Jhony Noticias)

terça-feira, 7 de agosto de 2018

Doze homens explodem agência bancária no interior do Pará

Doze homens explodem agência bancária no interior do Pará (Foto: Felype Adms)
Cerca de 12 homens fortemente armados invadiram e explodiram a agência do Banco da Amazônia (Basa) na madrugada desta terça-feira (7) na BR-230, em Pacajá, sudoeste paraense. Moradores da localidade foram surpreendido com vários bombardeios e, posteriormente, com a troca de tiros entre a Polícia Militar e a quadrilha; duas viaturas e o prédio da PM foram marcados pelas balas.
O bando armado usou vários explosivos para entrar na agência e abrir os caixas eletrônicos. Enquanto um grupo explodia os caixas, o outro roubava o dinheiro e um terceiro ficava ao redor da agência, efetuando disparos para intimidar qualquer ação policial.
Toda a ação durou 40 minutos. Ainda não se sabe a quantia roubada. Os criminosos conseguiram fugir em uma caminhonete sentido Anapu e não levaram reféns. Segundo relatos, ninguém ficou ferido. Parte das notas espalhadas pela agência ainda foram saqueadas após o assalto.
O reforço das polícias Civil e Militar chegou momentos após a fuga dos criminosos. “Explodiram tudo, moro longe da agência, mas lá em casa eu senti o chão tremer com as bombas que eles usaram”, disse uma senhora em um vídeo gravado logo após o crime
BUSCAS
Todo o policiamento das cidades vizinhas foi informado do assalto, buscas já estão sendo feitas em travessões e vicinais, policiais de Anapu, Novo Repartimento e Tucuruí dão apoio na operação.
(Com informações de Felype Adms/Diário do Pará)

MP RECORRE DA ABSOLVIÇÃO DO POLICIAL QUE MATOU VIGILANTE EM SANTARÉM

Ministério Público recorre da absolvição do policial que matou vigilante em Santarém, mirante1
Carlos André Costa, de vermelho, o réu
Ministério Público Federal entrou com recurso contra decisão da Justiça Federal em Santarém que absolveu um policial rodoviário federal pelo assassinato de um homem, com base na tese de legítima defesa. No recurso, o MPF aponta erro técnico do juiz, e sustenta que o policial teria que passar pelo júri popular.
sentença foi proferida no último dia 30, pelo juiz federal Domingos Daniel Moutinho, da 1ª vara.
O crime ocorreu em setembro de 2012, no Mirante Tapajós, em Santarém.
O policial da PRF (Polícia Rodoviária Federal) Carlos André Costa atirou em David Martins Santos, vigilante municipal. A vítima estava armada, mas não sacou a arma e, mesmo assim, o policial atirou duas vezes contra ele.
Na investigação, o acusado disse que temeu que David atirasse e por isso efetuou os disparos que o mataram. Ele usou uma pistola.
A Justiça Federal, ao apreciar a denúncia do MPF, considerou que o ato se enquadra como legítima defesa putativa – quando a reação se dá diante de um perigo imaginado, um erro justificável admitido pelo código penal brasileiro.
Para o MPF, o juiz não poderia fazer avaliação das evidências e depoimentos do processo, tarefa que caberia a um júri popular.
A absolvição, diz o recurso, é um equívoco processual.
Pelo código de processo penal, ao avaliar uma denúncia de crime contra a vida, o juiz pode tomar quatro tipos de decisão, conforme as provas apresentadas e a técnica jurídica: pronúncia do réu, impronúncia do réu, desclassificação e absolvição sumária.
A impronúncia pode ser decidida se não houver provas do crime ou da participação do acusado no crime; a desclassificação ocorre se o juiz encontrar provas de que se trata de um outro crime, que não deve ser julgado por um júri; a absolvição sumária exige provas irrefutáveis de que o crime não foi cometido pelo agente ou foi cometido em legítima defesa.
No caso do assassinato de David Martins Santos, as provas são contraditórias, o que exigiria um exame pelo tribunal do júri.
Nenhuma dessas decisões foi tomada no caso de Santarém e o MPF quer a reforma da sentença por considerar que a Justiça usurpou competência exclusiva do tribunal do júri.
A apelação do MPF pede que o réu seja pronunciado – quando se constata a existência de provas suficientes do crime – e levado a júri popular.
Com informações do MPF 
Extraído do BLog de Jeso Carneiro

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Apresentador do 'Fantástico' chama 'treme' de carimbó em comemoração de gol de Pikachu

Apresentador do 'Fantástico' chama 'treme' de carimbó em comemoração de gol de Pikachu (Foto: Carlos Gregório Jr./Vasco)
Yago Pikachu já encantou com o Brasil com o seu futebol, mas agora todos conhecem seu gingado.
Aos 26 anos, após marcar contra o São Paulo no último domingo (05), na derrota por 2 a 1 em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, o "Pokémon do Bengui" fez o “treme” na comemoração. Outro paraense, Giovanni Augusto, e o ex-Remo Thiago Galhardo também o acompanharam na dança:

-QUE CULTURA!!!

HERRAR É UMANO

13 CANDIDATOS DISPUTAM À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA – 5 CANDIDATOS DISPUTAM O GOVERNO DO PARÁ - VEJA


CINCO CANDIDATOS DISPUTAM GOVERNO DO ESTADO PARÁ
Com fim do prazo previsto na legislação eleitoral para definição dos candidatos que pretendem concorrer às eleições de outubro, 13 candidatos e seus vices confirmaram que vão disputar a Presidência da República. 

Segundo a legislação, as chapas completas com os candidatos, vices, alianças ou coligações têm de ser oficializadas até esta segunda-feira (6) na Justiça Eleitoral.

A partir de agora, as legendas poderão registrar seus candidatos à Presidência no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O prazo termina no dia 15 de agosto, às 19h. Em seguida, caberá ao Ministério Público Eleitoral (MPE), qualquer candidato, partido político ou coligação impugnar o registro do adversário político.

Para tanto, na fundamentação que deve ser enviada ao tribunal, o impugnante deverá apresentar argumentos jurídicos contra o registro da candidatura, como algum impedimento legal previsto na Lei da Ficha Lima que gere uma inelegibilidade. Caberá a um ministro do TSE analisar os argumentos e decidir se o candidato poderá disputar  as eleições. 
A propaganda eleitoral por meio de carros de som, comícios e internet está liberada a partir do dia 16 deste mês. O primeiro turno do pleito será realizado dia 7 de outubro, e segundo, em 28 de outubro.  
Por: Agência Brasil 6 de Agosto de 2018 às 07:18


sábado, 4 de agosto de 2018

Professor é assassinado após acidente de trânsito

Professor é assassinado após acidente de trânsito (Foto: Arquivo pessoal)
Uma discussão motivada por uma batida de trânsito resultou na morte do professor Ederson Costa dos Santos, de 29 anos, na madrugada deste sábado (4), em Marabá, no sudeste paraense.
Segundo informações da polícia, por volta de 2 horas, ocorreu à colisão entre o carro de Ederson, de marca Cruze, cor grafite, com o outro carro, Fox de cor vermelha, de propriedade do assassino. Ao descer do carro, a vítima foi surpreendida com disparos de arma de fogo. 
O professor chegou a ser socorrido por uma ambulância do Serviço Móvel de Urgência (Samu) e levado em estado grave para o Hospital Regional, aonde veio a óbito. O autor dos disparos fugiu do local.
(Foto: reprodução)

Policiais Civis estiveram no local do crime para levantar as primeiras informações sobre o assassinato. Quem tiver qualquer informação sobre o autor do crime pode passar para o Disque-Denúncia (94) 98198-3350 ou 3312-3350. O anonimato é garantido.
Luto no IFPA
No Facebook, o Instituto Federal do Pará (IFPA) emitiu uma nota de pesar pela morte do professor, que trabalhava na instituição. “É com muita tristeza que o Campus Marabá Industrial informa o falecimento do professor Ederson Costa dos Santos. A instituição enfatiza o empenho e dedicação no excelente trabalho prestado nesses quatro anos como servidor do Instituto Federal do Pará (IFPA)”, diz a nota.
IFPA - Campus Marabá Industrial
Há 5 horas
Nota de Pesar
É com muita tristeza que o Campus Marabá Industrial informa o falecimento do professor Ederson Costa dos Santos. A instituição enfatiza o empenho e dedicação no excelente trabalho prestado nesses quatro anos como servidor do Instituto Federal do Pará (IFPA).
O professor Ederson nasceu no dia 27 de agosto de 1988 e faleceu na madrugada deste sábado, 4 de agosto de 2018. O Marabá Industrial decretou luto oficial e as atividades do instituto ficam suspensas até a ...
Ver mais


quinta-feira, 2 de agosto de 2018

TCU Divulga Lista de Ex-prefeitos Inelegíveis

Extraído do Blog GV Notícias
O Tribunal de Contas da União divulgou a relação de gestores públicos que tiveram seus nomes considerados inelegíveis após trânsito em julgado de processos de prestação de contas de aplicação de recursos federais.

Da lista pesquisada pela redação do Portal OESTADONET constam nomes de prefeito, ex-prefeitos, secretários municipais, servidores federais, dirigentes de associação indígena e administradores de entidades filantrópicas na região Oeste do Pará.
Dos atuais prefeitos, o Tribunal de Contas da União considera inelegível Jardel Vasconcelos ( Monte Alegre).

A ex-superintendente da Polícia Federal do Amazonas, Graça Malheiros, que também ocupou o mesmo cargo em Santarém, e o servidor do Tribunal Regional Eleitoral, lotado em Jacareacanga, Carlos Semblano, tiveram seus processos de prestação de contas rejeitados pelo TCU.

A lista do TCU apresenta, também, com contas julgadas irregulares, sem possibilidade de recursos de revisão, três ex-prefeitos já falecidos. José Mário de Souza (Óbidos), Francisco Aguiar Silveira( Medicilândia) e Joaquim Nunes (Prainha).

Entre os ex-prefeitos considerados inelegíveis estão Adalberto Viana da Silva, de Aveiro, Ademar Baú, de Trairão, Aracy Bentes, de Almeirim, Benigno Regis e Edilson Botelho, de Itaituba, Edilson Cardoso e Gerson Campos, de Porto de Moz, Eduardo Azevedo, de Jacareacanga, Ivan Muller e Nilson Samuelson, de Medicilândia, Denilson Guimarães, de Faro, José Paulo Jesuíno, de Rurópolis, Mário Lobo, de Uruará, Maxwell Brandão, de Placas, Raimundo Reis Ribeiro, de Curuá, Oti Santos, de Belterra, Waldeci Matos de Trairão e Tony Fábio Rodrigues, de Novo Progresso, e Luiz Gonzaga Viana, de Oriximiná, e Jorge Braga, de Monte Alegre.

Jardel Vasconcelos Carmo, ex-prefeito do Município de Monte Alegre/PA (gestões 1997-2000 e 2001-2004), atualmente ocupando o cargo, teve suas contas julgadas irregulares e foi condenado a pagar multa e ressarcir verba do Contrato de Repasse 0080442-12/98/MA/CAIXA. A mesma decisão não TCU alcançou o ex-prefeito Jorge Braga, acerca do convênio celebrado entre a Caixa Econômica Federal e a Prefeitura Municipal de Monte Alegre - PA, que teve por objeto a transferência de recursos financeiros para a execução, no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar - PRONAF, de ações objetivando a implantação de infraestrutura e serviços de apoio à agricultura familiar.

José Mário de Souza, já falecido, ex-prefeito de Óbidos, teve rejeitada prestação de contas pelo TCU referente a transferência de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, no exercício de 2000, para a execução do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE.

Francisco Aguiar, de Medicilândia, também recebeu a mesma penalidade por ter tido contas rejeitadas relativas a convênios assinados com o INCRA para manutenção de estradas vicinais daquele município.

O ex-prefeito de Prainha Joaquim Vieira Nunes, também falecido, e os secretários municipais Eraldo Guilherme dos Santos Sá, Josiete Soares da Costa e Márcio de Andrade Alvarenga tiveram prestação de contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União em processos referentes ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação-FNDE.

O ex-prefeito de Oriximiná, Luiz Gonzaga Viana Filho e as empresa Martop – Construções e Terraplanagem Ltda., e a Construtora Mello de Azevedo Ltda., Regimento Interno/TCU, foram condenados pelo TCU em decorrência da não aprovação da prestação de contas dos recursos repassados ao município mediante o Convênio 44/2001 e termo aditivo 1/2002, no valor de R$ 1.000.000,00.

O objeto do convênio foi o apoio técnico e financeiro ao município na execução das obras de reforma e ampliação do cais daquela cidade.

O TCU rejeitou as contas de cinco processos de Eduardo Azevedo, ex-Prefeito Municipal de Jacareacanga (gestão 2001/2004), em virtude da não aprovação da prestação de contas do Convênio nº 332/2002, celebrado em 5/7/2002, entre o aludido Município e aquela Fundação, consistente na implantação de 53 (cinquenta e três) módulos sanitários em áreas indígenas, construídos em 25 aldeias localizadas em Jacareacanga/PA e Itaituba/PA, conforme Plano de Trabalho integrante do respectivo Termo de Convênio.

José Paulo Genuíno, de Rurópolis, teve rejeitada pelo TCU a prestação de contas de verbas liberadas pela Fundação Nacional de Saúde - Funasa. Tomada de contas especial do TCU apontou que Ivo Valentim Muller, ex-prefeito de Medicilândia, teve processo considerado irregular referente ao Termo de Compromisso 003/2012/Incra/UA/Altamira, celebrado entre o Município de Medicilândia/PA e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para execução de obras de complementação e recuperação de 150,70 km de estradas vicinais em áreas de assentamento.

O TCU considerou irregular a prestação de contas do convênio da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia - Sudam assinado com o ex-prefeito Mário Antônio Matias Lobo, de Uruará/PA, em face do não cumprimento do Termo Simplificado de Convênio 16/2000, cujo objeto era a construção de barragem para captação de água na municipalidade.

Maxwell Brandão, ex-prefeito de Placas, foi considerado inelegível pelo TCU a partir de tomada de contas instaurada pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - Incra que comprovou irregularidades na aplicação de recursos destinados às realização de obras de complementação e recuperação de estradas vicinais em projetos de assentamento.

Nilson Samuelson, ex-prefeito de Medicilândia, não obteve aprovação de prestação de contas do convênio celebrado entre a Secretaria Especial de Desenvolvimento Urbano da Presidência da República, por intermédio da Caixa e o Município de Medicilândia/PA, objetivando a execução de obras de urbanização de áreas ocupadas por sub-habitações no referido município. Raimundo Reis Barbosa Ribeiro, ex-prefeito de Curuá, foi penalizado por omissão na prestação de contas de José Antônio Fausto da Silva dos recursos repassados ao município de Curuá/PA para execução do Programa de Proteção Social Básica - PSB e do Programa de Proteção Social Especial - PSE no exercício de 2008.

Tony Rodrigues, ex-prefeito de Novo Progresso teve seu nome incluído na lista de inelegíveis do TCU por irregularidades na prestação de contas do convênio celebrado xom Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS)na modalidade fundo a fundo, dos Programas de Proteção Social Básica e Especial (PSB/PSE) , no exercício de 2008.

Valdecy José de Matos teve rejeitada pelo TCU a prestação de contas do Convênio 030/1997, celebrado entre a Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) e o Município de Trairão, cujo objeto foi a instalação de sistema de energia elétrica.

Deuzivaldo Saw Munduruku, responsável pela Associação Indígena Pahyhy’p, sediada em Itaituba, teve reprovadasnas contas de aplicação de verba do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE para 'formação de professores indígenas", no valor de 52 mil reais. Cleo dos Santos Neves e Vicente Borges Cunha Filho, dirigentes da Associação de Caridade Santa Casa de Misericórdia de Óbidos também estão inelegíveis por causa de não aprovação de prestação de contas relativas a aplicação de verbas do SUS.

Maria das Graças Malheiros Monteiro, ex-superintendente da Polícia Federal no Amazonas, foi considerada pelo TCU como responsável por irregularidades na prestação de contas de verbas do orçamento da PF para aquisição de combustível, com dispensa de licitação. Carlos Raimundo Sacramento Semblano, funcionário da Justiça Eleitoral também está inelegível.

O servidor deixou de prestar contas ao Tribunal de Contas da União dos valores históricos de R$ 70.000,00 e R$ 4.554,00, respectivamente, para o pagamento de despesas gerais, visando a realização das Eleições de 2012. Lista completa.

Preso no Pará homem acusado de matar esposa no dia do casamento do irmão dela

Preso no Pará homem acusado de matar esposa no dia do casamento do irmão dela (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Elionei de Jesus Lima e Lima foi preso na última quarta-feira (1º) acusado da morte da esposa Maria de Lourdes Lima e Lima no dia do casamento do irmão dela. A prisão ocorreu no município de Abaetetuba, no nordeste paraense.
Segundo informações da Polícia Civil, a prisão foi realizada pela equipe da Delegacia de Homicídios do município. O crime foi registrado no sábado passado, dia 28 de julho, quando o acusado matou Maria de Lourdes a facadas.
"As investigações mostraram que o crime foi cometido na casa da mulher, enquanto a vítima ajudava nos preparativos do casamento do irmão", disse a PC.
A delegada Renata Gurgel, titular da Superintendência da Polícia Civil na Região do Baixo Tocantins, explicou em entrevista que a vítima não desejava mais reatar o casamento de 10 anos com o acusado. Os dois já não conviviam juntos há uma década.
Ainda segundo a PC, após o crime, o acusado fugiu para os municípios de Moju e Tailândia, onde permaneceu escondido até retornar à Abaetetuba, onde foi localizado e preso pelos policiais civis da Divisão.
"O crime ganhou muita repercussão na cidade, haja vista sua crueldade. A vítima, desde a separação, recebia ameaças do autor e estava residindo em Belém. Ela veio a Abaetetuba, no dia do crime, para participar do casamento de seu irmão", ressaltou a delegada.
Elionei de Jesus vai permanecer preso, no município, à disposição da Justiça.
(DOL com informações da Polícia Civil)

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Promotor diz que alvo de investigação em Juruti é pai de menor e não a prefeitura

Rosinaldo Silva teria teria deixado o filho menor dirigir um veículo
Promotor diz que alvo de investigação em Juruti é pai de menor e não a prefeitura, Menor dirigindo
Foto meramente ilustrativa
O alvo da nova investigação do Ministério Público do Pará em Juruti, por suposta violação do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), não é Prefeitura de Juruti, gestão do prefeito Henrique Costa (PT), conforme noticiado ontem, 31, no Blog do Jeso.
Quem informa é o promotor de justiça Rafael Dal Bem, à frente do caso.
Segundo ele, ocorreu erro na portaria que oficializou a abertura do procedimento investigativo, já devidamente corrigida nesta quarta-feira.
O caso, na verdade, tem como investigado Rosinaldo Nascimento da Silva, que teria cometido, em tese, crime previsto no artigo 310 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro).
“Permitir, confiar ou entregar a direção de veículo automotor a pessoa não habilitada, com habilitação cassada ou com o direito de dirigir suspenso, ou, ainda, a quem, por seu estado de saúde, física ou mental, ou por embriaguez, não esteja em condições de conduzi-lo com segurança”.
A pena prevista é detenção de 6 meses a 1 ano ou multa.
Rosinaldo teria teria deixado o filho menor dirigir um veículo.