RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sábado, 31 de março de 2018

'Enfia essa pergunta na bunda', diz o ministro Gilmar Mendes a repórter

'Enfia essa pergunta na bunda', diz o ministro Gilmar Mendes a repórter (Foto: Reprodução)
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes se descontrolou ao ouvir uma pergunta feita por um repórter do jornal Folha de São Paulo durante um seminário de direito em Lisboa, Portugal.
O jornalista perguntou quem comprou as passagens e se encarregou das despesas do ministro para Portugal; a resposta foi constrangedora para o próprio juiz, que se vê envolvido em uma série de polêmicas devido a sua postura pouco condizente com a de um juiz.
“Devolva essa pergunta ao seu editor, manda ele enfiar isso na bunda. Isso é molecagem, esse tipo de pergunta é desrespeito, é desrespeito”, disse, nitidamente alterado.
Gilmar Mendes negou que o STF pagou sua passagem e suas despesas em Lisboa, embora documentos oficiais comprovem o gasto. Questionado sobre quem então havia comprado suas passagens, Gilmar preferiu o silêncio.
UOL

Estação espacial em queda livre irá atingir a Terra nesta segunda-feira

Estação espacial em queda livre irá atingir a Terra nesta segunda-feira (Foto: Reprodução)
A estação espacial chinesa que está caindo  poderá entrar na atmosfera e cair na Terra na manhã da próxima segunda-feira (2), informou a Agência Espacial Europeia neste sábado (31).
Porém não há motivos para preocupação, pelo contrário. Segundo as autoridades chinesas, a queda da estação (que serviu como uma espécie de laboratório espacial) provocará um espetáculo semelhante a uma chuva de meteoritos.
A Agência Espacial Europeia chegou a divulgar na última quarta-feira (28) imagens da estação em queda livre (acima). As estimativas de dia e horário da queda, porém, têm variado bastante e ainda podem mudar.
As imagens foram captadas via radar pelo instituto de pesquisa alemão Fraunhofer FHR na semana passada, quando a estação espacial estava a uma altitude aproximada de 270 quilômetros. Agora, a ESA estima que a estação esteja a uma altitude de 200 quilômetros.
(Fonte: Terra)

quarta-feira, 28 de março de 2018

Médico é preso por abusar de mulheres durante perícia do INSS

Médico é preso por abusar de mulheres durante perícia do INSS (Foto: Reprodução)
Acusado de crimes de violação sexual mediante fraude e de tentativa de estupro, ocorridos dentro de um consultório de um posto do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), o médico e perito Célio Neves Retondaro, de 70 anos, foi preso no último dia 15, em Petrópolis, na Região Serrana do Rio. Ele teve a prisão decretada pela Justiça Federal, após ser condenado em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal, a uma pena de 21 anos e seis meses de prisão.
Segundo o Ministério Público Federal, pelo menos cinco mulheres foram vítimas do médico, que é especializado em medicina do trabalho, entre os anos de 2011 e 2013. Todas eram seguradas que precisaram passar por perícia médica para obter o benefício de auxílio-doença e tinham entre 30 e 40 anos de idade, na época dos fatos.

Alvo de um processo administrativo, por conta das denúncias de abuso, o perito perdeu o cargo que ocupava e foi demitido do serviço público. As vítimas prestaram depoimento e relataram que os ataques aconteceram durante o exame pericial, em um dos consultórios de um posto do INSS de Petrópolis.

Segundo Charles Stevan, procurador da Procuradoria da República no município de Petrópolis e responsável pela denúncia que resultou na condenação de Célio Retondaro, uma das vítimas relatou que, quando estava sendo examinada, o médico chegou a colocar o pênis para fora da calça e tentou segurar a mão da paciente. O estupro não foi consumado porque ela reagiu com gritos.
Uma outra segurada contou em depoimento ter sido apalpada nos seios pelo médico. Um terceira afirmou que o perito lhe deu um um tapa nas nádegas, quando ela se levantava de uma maca, onde havia sido examinada. No mesmo processo, uma quarta mulher disse ter tido a saia levantada pelo perito durante o atendimento.
Todos os abusos ocorreram quando as seguradas estavam sozinhas com o médico. Uma das vítimas foi assediada em três ocasiões distintas pelo perito. Segundo o procurador, após passar pelo primeiro abuso, ela ainda tentou pedir que o novo exame fosse feito por outro profissional, mas não conseguiu a transferência. "Essa que passou por mais de um episódio de assédio, tentou na verdade, quando soube que seria novamente analisada por este perito, pedir que houvesse uma troca disso (de médico). Mas, foi informada na ocasião, que a escolha era feita pelo sistema informatizado e que naquele momento não era possível fazer esta troca. Então mesmo contra a vontade ela teve que se submeter a isso", disse o procurador.
Segundo Charles Stevan, existe a hipótese de que outras mulheres que não procuraram a polícia também tenham sido sido assediadas por Célio Neves Retondaro. "Foi graças as mulheres que tiveram coragem de denunciar que conseguimos tirar esse médico do serviço público", disse o procurador.
Célio Neves Retondaro começou a ser investigado em 2011, mas o caso acabou sendo remetido para a Divisão da Polícia Federal de Petrópolis, que concluiu a investigação.
"O caso foi remetido para a Polícia Federal já que o crime ocorreu no interior de um órgão federal", disse a delegada Daniele Amorim, que trabalhava como delegada adjunta na seccional na época dos fatos, e que atualmente, está à frente da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Belford Roxo.
Célio Neves Retondaro chegou a ser absolvido das acusações em um primeiro julgamento, também feito pela Justiça Federal. O MPF recorreu da decisão inicial e caso foi julgado em segunda instância pelo TRF, ocasionando a condenação.
Segundo a Secretaria estadual de Administração Penitenciária (Seap), o médico está recolhido em um presídio do sistema penitenciário desde o último dia 15. O nome da unidade não foi revelado. A reportagem não conseguiu contato com o advogado do médico.
(Com informações do Extra)

Cinco presos sãos presas na operação "Império Obscuro" da Policia Civil em São Félix do Xingu

Cinco presos em operação da Civil em São Félix do Xingu
A Polícia Civil deflagrou, nesta terça-feira (27), a operação denominada Império Obscuro como resultado de investigação sobre práticas criminosas, entre as quais, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, fraudes tributárias, formação de cartel e comercialização ilegal de armas de fogo. Cinco pessoas foram presas em cumprimento a mandados judiciais de prisão. Duas pessoas estão foragidas.

Além das prisões, 21 mandados judiciais de busca e apreensão domiciliar foram cumpridos. A operação foi realizada de forma simultânea nas cidades de São Félix do Xingu, Tucumã e Marabá, no sudeste do Pará. Foram presos em Tucumã, Cézar Randolfo Pimentel Alves e o filho dele Randolfo Alves de Campos Neto.
Em Marabá, foi preso Anilton Vieira dos Santos e, em São Félix de Xingu, foram presos Jhonson dos Santos Barbosa e Welington Albuquerque. Este último, ao ser preso, foi flagrado com armas de fogo e munições em sua casa. Cézar Alves e Randolfo Alves são apontados como os principais alvos do esquema criminoso e foram o centro de todo o trabalho investigativo. Anilton, por sua vez, atuava como contador de Cezar Alves no esquema criminoso e também como intermediador do pagamento de propinas a diversos servidores públicos. Jhonson Barbosa é apontado como “braço direito” de Cézar Alves no esquema e Welington é acusado de participar do comércio ilegal de armas.
Segundo o delegado Pedro Henrique Andrade, titular da Superintendência da Polícia Civil do Alto Xingu, região que abrange oito cidades do sudeste do Pará, o alvo principal da operação foram pessoas que conquistaram bens patrimoniais elevados acima de suas realidades financeiras por meio de pagamento de propinas a servidores públicos de órgãos estaduais em São Félix do Xingu e de servidores vinculados à prefeitura da cidade.
Os pagamentos das propinas, explica o delegado, visavam permitir práticas de sonegação fiscal e de ocultação de patrimônio. “Foi possível identificar diversas pessoas que atuavam como intermediadores para pagamentos de propina a servidores ligados à Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), à Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) e à Secretaria Municipal de Meio-Ambiente, Saneamento e Mineração (Semmas) de São Felix do Xingu”, destaca.

quarta-feira, 7 de março de 2018

Tio é acusado de estuprar três sobrinhas; uma delas está grávida

Tio é acusado de estuprar três sobrinhas; uma delas está grávida (Foto: Divulgação/Polícia Civil Bahia)
Climério Manoel dos Santos, de 50 anos, foi preso nesta segunda (5) acusado de violentar sexualmente três sobrinhas há dois anos, desde que elas tinham 8, 10 e 12 anos. O crime aconteceu em Vera de Cruz, na Bahia. Ele será encaminhado para o Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador.
As investigações foram feitas pela 24ª Delegacia Territorial (DT) que afirma que Climério confessou o crime. O acusado foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva.
A mãe das adolescentes, que não teve a identidade revelada, descobriu a sequência de abusos e denunciou quando a filha mais dela, atualmente com 14 anos, apareceu grávida do tio.
(Com informações do portal Bahia no Ar)