RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Agressão de advogado a jornalista causa revolta em Santarém

O ato violento executado pelo advogado Alexandre Paiva, contra a jornalista Dominique Cavaleiro aconteceu no início da tarde de quarta-feira (28), em frente à 16ª Seccional de Polícia Civil.
A repórter do site G1/Santarém realizava a cobertura jornalística da prisão do cliente de Alexandre, fotografando com o aparelho celular, o momento em que o preso estava sendo conduzido em direção da viatura policial, quando o advogado iniciou agressão, dando tapa violento na mão da jornalista, a pancada foi tão forte que o celular da jornalista caiu no chão. Insatisfeito, Alexandre Paiva ainda deu um chute no aparelho.
Diante do ocorrido, a jornalista registrou Boletim de Ocorrência. A agressão está sendo apurada pelo delegado de Polícia Civil Herbert Farias Júnior, que deverá convocar a vítima e suspeito para subsidiar as investigações do caso.
A notícia causou indignação e revolta não somente nos profissionais da imprensa, como em toda população, que vê em tal ato, uma forma violenta de tentar calar a imprensa.
O jornalista Edy Portela, apresentador do Programa Patrulhão da Cidade, classificou o caso como uma verdadeira covardia, afirmando que o ato praticado por Alexandre Paiva demonstra a sua incompetência em defender o cliente.
“Covardia isso. Eu me solidarizo com a colega jornalista Dominique. O advogado que parte para violência, visando proteger a imagem de seu cliente é um covarde e incompetente. Pois assim assume que não tem capacidade de defender por intermédio das normas legais”, disse Portela.
Sindicatos representantes da categoria divulgaram Nota de Repudio, e por todo dia de hoje (29), devem encaminhar denúncia aos órgãos competentes. Na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), será realizada uma representação contra o advogado, solicitando a abertura de processo disciplinar.
Acompanhe abaixo a integra das notas dos Sindicatos:
NOTA DE REPÚDIO
O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão de Santarém e Região se solidariza com a profissional , Dominique de Nazaré Cavaleiro Macêdo, de 27 anos, que atua como repórter pelo Globo Esporte e G1 em Santarém, pelo ato violento sofrido durante cobertura jornalística da prisão do advogado Osmando Figueiredo, decretada por agredir e ameaçar a ex-companheira, Elaine Castro, e descumprir a medida protetiva estabelecida pela justiça a favor da mesma.
O ato violento contra a repórter aconteceu na tarde de hoje, em frente a Delegacia de Polícia Civil de Santarém,  durante a realização de imagens, através do seu próprio celular. Dominique foi agredida na mão com um tapa, teve o aparelho jogado ao chão, e também chutado, sendo assim danificado. Um Boletim de ocorrência do fato já foi registrado contra o Advogado  Alexandre Paiva, que defende Osmando Figueiredo, e realizou as agressões contra a repórter.
O Sindicato dos Radialistas de Santarém repudia os atos de violência contra os profissionais da imprensa, os quais se configuram claramente como ataques à liberdade do exercício profissional.
O atentado a profissional Dominique Cavaleiro, significa um abuso de poder contra toda a imprensa, uma tentativa de corromper o direito do povo em conhecer as verdades dos fatos que se passam em nossa sociedade.
NOTA DO SINJOR-PA
O Sindicato dos Jornalistas no Estado do Pará (Sinjor-PA), por meio da Diretoria Regional do Tapajós (DRTap/Sinjor-PA), solidariza-se com a jornalista Dominique Cavaleiro, repórter e editora do G1 Santarém, que foi agredida, nesta quarta-feira (28), pelo advogado Alexandre Paiva, em Santarém.
A agressão aconteceu, na porta da 16ª Seccional de Polícia Civil, durante a cobertura da transferência de um outro advogado, que está preso por ser acusado de ameaçar sua ex-mulher e tentar esfaquear um amigo dela. A jornalista fazia o registro fotográfico com celular, quando Alexandre Paiva deu uma tapa na mão dela, tomou o aparelho e o chutou, danificando-o.
O Sinjor-PA repudia veementemente todo tipo de violência contra jornalista e de cerceamento ao exercício profissional, assim como a violação do direito de acesso à informação pela sociedade. Por isso, enviará ofício à Delegacia Geral da Polícia Civil pedindo celeridade na conclusão do inquérito para que o responsável seja punido.
Por fim, o Sinjor-PA pede os jornalistas vítimas de cerceamento ou violência que denunciem imediatamente ao Sindicato para que o caso seja notificado e medidas necessárias sejam tomadas.
Fonte : RG 15 / O Impacto

...E JACAREACANGA MINISTRO? ESSA PORRA AQUI, NÃO É PARÁ?

A imagem pode conter: texto

Pará é beneficiado com caminhões coletores de lixo

Vinte municípios da região sul e sudeste do Pará serão contemplados com 25 caminhões coletores de lixo doados pelo Governo Federal. A cerimônia de entrega ocorre neste sábado (1º), às 11h, em Marabá.
Os equipamentos, adquiridos por meio de recursos de emenda da bancada parlamentar paraense, são parte de um conjunto de medidas adotadas pelo Ministério da Integração Nacional para melhorar os serviços e a qualidade de vida da população na área de limpeza urbana.
Dentre os municípios contemplados estão: Abel Figueiredo, Bom Jesus do Tocantins, Conceição do Araguaia, Camaru do Norte, Eldorado dos Carajás, Floresta do Araguaia, Goianésia do Pará, Jacundá, Marabá, Novo Repartimento, Pacajá, Piçarra, Redenção, Rio Maria, Rondon do Pará, Santana do Araguaia, São Félix do Xingu, São Geraldo do Araguaia, Tucuruí e Santa Maria das Barreiras.
Nos próximos meses, mais 70 caminhões serão entregues às cidades das demais regiões do Estado, totalizando 104 equipamentos de coleta de lixo.
Em maio deste ano, 46 caminhões-caçamba foram entregues para 41 Prefeituras do Estado, em uma cerimônia realizada na capital paraense. Foram investidos R$ 40 milhões em 164 veículos.
Além disso, até o final do ano, mais 14 lanchas chegarão aos municípios necessitados.
A cerimônia de entrega contará com a presença do ministro Helder Barbalho, de deputados federais e estaduais, e de prefeitos das cidades contempladas.
(DOL)

quarta-feira, 28 de junho de 2017

-QUE CULTURA!!!

HERRAR É UMANO

Objeto cai do céu em zona rural de Anapu

Objeto cai do céu em zona rural de Anapu (Foto: Reprodução)
Cerca de dois meses depois que um objeto caiu do céu no município de Itupiranga, sudeste paraense, foi a vez dos moradores de Anapu, sudoeste paraense, ficarem assustados com o aparecimento de uma estrutura em uma área de mata na zona rural do município na madrugada desta terça-feira (27). Não houve feridos no incidente.
De acordo com informações do site “O Xingu”, o objeto caiu próximo a residências no vicinal Manoel Baiano, localidade a 10 quilômetros de Anapu, em uma área de capoeira. No chão da mata, ficaram espalhados os pedaços de placa solar e fiações elétricas.
As suspeitas são de que o objeto é um aparelho pertencente à empresa norte-americana Google e que faz parte do projeto “Loon”. O equipamento seria responsável por levar conectividade a comunidades isoladas.
Em dezembro de 2016, um balão também caiu no estado do Piauí. Na época, a Google confirmou o acidente e “pediu desculpas pela surpresa”, além de informar que uma equipe treinada fez a remoção do objeto. Piauí foi o primeiro estado brasileiro a receber o projeto de internet da Google.
Em fevereiro deste ano, um equipamento parecido também caiu a 113 quilômetros de Manaus, no Amazonas, em uma área de mata.
(Com informações do site O Xingu)

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Moro condena Palocci a 12 anos de prisão

Moro condena Palocci a 12 anos de prisão (Foto: Divulgação)


O ex-ministro Antonio Palocci (PT) foi condenado nesta segunda-feira (26) pelo juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância. Palocci, que ocupou as pastas da Fazenda, no governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e da Casa Civil, na gestão de Dilma Rousseff (PT), foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Preso desde setembro de 2016, Palocci foi denunciado pelo MPF (Ministério Público Federal) em outubro do mesmo ano acusado de participação em um esquema de corrupção envolvendo a empreiteira Odebrecht envolvendo contratos de sondas com a Petrobras. Ele negocia um acordo de delação premiada com a força-tarefa da Lava Jato.

No mesmo processo, também foram condenados Marcelo Odebrecht, ex-presidente da empreiteira; o casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura; e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.


Veja a relação de condenados:

Marcelo Odebrecht: corrupção ativa e lavagem de dinheiro
João Santana: lavagem de dinheiro
Mônica Moura: lavagem de dinheiro
João Vaccari Neto: corrupção passiva
Eduardo Costa Vaz Musa: corrupção passiva
José Carlos de Medeiros Ferraz: corrupção passiva
Renato de Souza Duque: corrupção passiva
Hilberto Mascarenhas: lavagem de dinheiro
Fernando Migliaccio da Silva: lavagem de dinheiro
Luiz Eduardo da Rocha Soares: lavagem de dinheiro

Olívio Rodrigues Júnior: lavagem de dinheiro
Marcelo Rodrigues: lavagem de dinheiro

Na sentença, Moro diz que a prática do crime corrupção envolveu o pagamento de US$ 10,2 milhões, "o que é um valor bastante expressivo". "Além disso, o crime insere-se em um contexto mais amplo, revelado nestes mesmos autos, de uma conta corrente geral de propinas com acertos de até R$ 200 milhões."
O juiz diz ainda que os valores "serviram para remunerar, sem registro, serviços prestados em campanhas eleitorais, o que representa fraude equivalente em prestações de contas eleitorais".
O juiz diz que a culpabilidade de Palocci é "elevada" porque ele agiu enquanto ministro-chefe da Casa Civil do governo Dilma, "um dos cargos mais importantes e elevados na administração pública federal".

A denúncia

Palocci, segundo o relato dos investigadores, interferiu na licitação da Petrobras sobre 21 sondas a fim de que os contratos beneficiassem a Odebrecht.
"Entre 2006 e 2015, Palocci estabeleceu com altos executivos da Odebrecht um amplo e permanente esquema de corrupção destinado a assegurar o atendimento aos interesses do grupo empresarial na alta cúpula do governo federal", apontou o MPF.
A propina vinda dos desvios tinha como destinatário principal o PT, de acordo com os procuradores, que pediram a condenação do ex-ministro. Palocci geria a conta usada pela Odebrecht para pagar o partido, segundo a denúncia. O esquema teria movimentado ao menos US$ 10 milhões.


(Com informações do portal UOL)

domingo, 25 de junho de 2017

OLAVO DAS NEVES É PERSONA NON GRATA EM ITAITUBA

“Tiremos a bunda da cadeira e vamos lá discutir... E não estou aqui defendendo este ou aquele governo... Apenas provocando vcs para se vestirem de homens e mulheres e puxarem o protagonismo para vcs...”

Foi com as palavras acima que se pronunciou o presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Estado do Pará-Codec, Olavo das Neves, iniciando as provocações na mídia social WhatsApp no grupo Empresarial de Itaituba, no início da manhã de 8 de junho de 2017, quase 2 anos de silêncio e inércia após ter assumido o compromisso de trabalhar pelo desenvolvimento de toda região.


sexta-feira, 23 de junho de 2017

PIS/Pasep está disponível para saque até o dia 30

Quem trabalhou com a carteira assinada em 2015 pode ter direito a receber um dinheiro extra este ano: termina na sexta-feira (30) da semana que vem o prazo para saque do abono salarial dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), relativo ao ano-base 2015. O valor pode chegar a R$ 937, patamar atual do salário-mínimo.
Têm direito ao abono os trabalhadores inscritos nos programas há pelo menos cinco anos e que tenham trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2015, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. É necessário ainda que os trabalhadores tenham tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).
Até 31 de maio, 1,83 milhão de trabalhadores ainda não haviam sacado o abono, o equivalente a 7,56% do total com direito ao saque. Segundo o Ministério do Trabalho, este é o balanço mais recente disponível. Passado o prazo para o saque, os valores não requeridos são destinados ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). 

O v
PIS/Pasep está disponível para saque até o dia 30 (Foto: )
alor a que o trabalhador tem direito pode variar de R$ 78 a R$ 937, dependendo de quanto tempo ele trabalhou formalmente em 2015. O abono PIS é pago pela Caixa Econômica Federal e o Pasep pelo Banco do Brasil. O primeiro destina-se a trabalhadores do setor privado e o segundo a servidores públicos.
Para sacar o PIS, o trabalhador que tiver Cartão Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a uma casa lotérica. Caso não tenha o cartão, pode receber o valor em uma agência da Caixa apresentando documento de identificação. Informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 726 0227.
Os servidores públicos com direito ao Pasep devem verificar se houve depósito em conta. Caso isso não ocorra, devem procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação. Mais informações podem ser obtidas pelo número 0800 729 0001.
(Agência Brasil)

Força Nacional deve combater a violência no Pará?

Apesar dos esforços do ministro da Integração Nacional Helder Barbalho, que no início deste mês solicitou ao ministro da Justiça Torquato Jardim,  intervenção federal para combater a grave crise de segurança pública instalada no Pará, com presença da Força Nacional de Segurança ou do Exército Brasileiro, o Governo do Estado preferiu não reconhecer a incapacidade de controle da situação e aceitar a ajuda da União.

O triste retrato da violência no Estado reflete diretamente o descaso de ações efetivas de segurança pública a favor da população e foi revelado ontem no lançamento do Atlas da Violência 2017, que traz dados consolidados de 2005 a 2015 em todas as unidades da Federação.

Pará está entre os cinco Estados mais violentos do Brasil e Altamira é apontada como a mais violenta entre as 304 cidades com mais de 100 mil habitantes. Com o total de 116 homicídios em 2015, o que representa uma taxa de 107 por 100 mil habitantes, Altamira supera em mais de três vezes a média nacional, que é de 28,9 homicídios por 100 mil habitantes. 
Há quase um mês, um confronto entre supostos invasores de terra e policiais militares e civis terminou em tragégia, com 10 mortos, na fazenda chamada Santa Lúcia, localizada no município de Pau D'Arco, distante cerca de 50 km de Redenção, no sudeste paraense.

Um dos casos de violência mais recentes na capital paraense foi a chacina na Rua Nova Segunda, no bairro do Condor, em Belém, entre as ruas Tupinambás e Apinages. Ao menos 5 mortos e 15 pessoas feridas, incluindo duas crianças, foi o saldo de uma noite de terror que começou por volta das 22h da última terça-feira (6).

Diante de todo este panorama de violência, você é a favor da vinda da Força Nacional para ajudar no combate da onda de violência no Pará? Deixe seu comentário, o DOL quer saber sua opinião! 

(DOL)

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Educação do Pará é a pior do Brasil

Educação do Pará é a pior do Brasil (Foto: Daniel Costa)
O Pará mais uma vez aparece em pesquisas como o pior do país, desta vez na área de educação. O Estado tem a mais alta taxa de evasão em todas as etapas de ensino, chegando a 16% no ensino médio, ante 12% da média nacional. É o que aponta o Censo Escolar, que contém os indicadores de fluxo escolar, divulgado pela primeira vez pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e Ministério da Educação.
É o segundo levantamento feito em um intervalo de poucos dias onde o ensino paraense tem destaque negativo. Dados do Unicef também apresentados essa semana apontam que o Estado tem mais de 8% de crianças e adolescentes com 4 a 17 anos fora das escolas. São quase 176 mil pessoas em idade escolar e que não estão devidamente matriculadas. Nos anos iniciais do ensino médio, a ausência da escola é ainda maior: 25%, e nos anos finais chega a 13%. 
A longa distância e o isolamento de comunidades ribeirinhas é visto por especialistas do Inep como um fator a ser considerado no indicador do Pará, que chega a 16% no ensino médio e está acima da média nacional ao longo de todos os anos escolares. 
REPETÊNCIA
O Estado do Pará também é destaque negativo em outo indicador do Censo Escolar, que analisa a promoção e repetência do ensino médio. O Pará só perdeu para a Bahia, por muito pouco, nos anos iniciais e ficou entre os cinco piores nos anos finais do ensino médio, respectivamente com 13% e 15% de repetência entre os matriculados.
“Há um descaso e um total abandono da rede de escolas públicas do Pará. A gente vê milhões sendo gastos em propaganda do Governo do Estado na TV, mas nas escolas a realidade é outra: professores mal pagos, falta de merenda, escolas depredadas, altos índices de violência. Como o Poder Público pretende segurar a criança e o adolescente na escola dessa maneira?”, indaga o dirigente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública no Estado do Pará, Williams Antonio da Silva. O Sintepp realiza nesta quinta-feira (22) a Marcha em Defesa da Educação Pública, em Belém.
A secretária de Educação do estado, Ana Cláudia Hage, foi procurada, mas não retornou ao pedido do DIÁRIO.
Estudante é esfaqueado dentro da escola estadual em Belém (Foto: Divulgação)

Segundo o MEC, Pará é o Estado com maior evasão escolar de todo o país (Foto: Divulgação)

Professores estaduais paralisam hoje
Com uma pauta de reivindicações que aborda desde o cumprimento do piso salarial até a estrutura das escolas, professores da rede estadual de ensino paralisarão as atividades nesta quinta-feira (22). A ideia da categoria é se dirigir até a sede da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) para exigir uma audiência. A expectativa é de que mais de 90% das escolas da Região Metropolitana de Belém se juntem ao movimento.
Coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), Alberto Andrade explica que a ideia é não encerrar o semestre sem lutar pelos direitos que há tempos a categoria já vem cobrando. “O Governo continua não cumprindo a lei do piso, a estrutura das escolas só vem se agravando”.
Entre os pontos de pauta, o mais recente se refere à questão da lotação dos professores. Alberto explica que várias turmas estão sem professores em algumas disciplinas porque o Governo do Estado teria criado uma regra que impede que os professores lecionem em disciplinas que não sejam as quais eles
foram aprovados em concurso público.

Governo do Estado reduz investimentos na educação básica 
O Governo do Pará reduziu investimentos da Educação. Do total de recursos para educação básica, apenas 1,7% foi destinado a investimentos no ano passado. É o que revela o quadro da execução financeira do exercício de 2016 do Plano Plurianual (PPA) 2016/2019.
Das 38 obras programadas para construção no ano de 2016, 14 estão em andamento, 16 estão paralisadas e em fase de revisão e adequação de contratos, enquanto que oito não foram iniciadas. Também em relação às metas de reforma e ampliação de unidades escolares, o desempenho no ano passado ficou abaixo do previsto. Registram-se 57 obras, em onze regiões, não iniciadas. Outras 81 obras estão paralisadas.
“Há escolas sendo reformadas há mais de sete anos. Nunca termina, nem se pensa em construir novas”, garante Wiliams Silva, dirigente do Sintepp.
(Kelly Lima e Cintia Magno/Diário do Pará)

segunda-feira, 19 de junho de 2017

-QUE CULTURA!!!

HERRAR É UMANO

Homem atropela onça e é atacado em Santarém

Um casal foi atacado por uma onça em Santarém, no Pará, quando Nilson Pinto, 51 anos, e a esposa, que não teve o nome identificado, trafegavam de motocicleta entre as comunidades Laranjal e Arapixuna, na manhã deste domingo (18).
O animal teria atravessado na frente do veículo, derrubando os ocupantes da moto. Com a batida, a onça avançou no casal. O homem teve ferimentos graves no rosto e um trauma no tórax. Já a mulher, machucados leves.
Há suspeita de que Nilson tenha tido traumatismo craniano. Ele chegou a ser atendimento no percurso para o hospital e foi levado para a sala de reanimação. O quadro clínico das vítimas não foi informado.
DOL

sexta-feira, 16 de junho de 2017

TERROR EM NOME DA LEI

ITAITUBA/PA - PARA NÃO 'PERDEREM' VIAGEM, IBAMA E ICMBIO TOCAM FOGO EM DRAGA E PC! TAMBÉM INCENDIARAM SERRARIA EM MORAES DE ALMEIDA

Draga criminosamente incendiada pela Operação Burlesco
As cenas de uma draga, balsa para extração de ouro avaliada em mais de R$1.5 milhão queimando, em mais uma atitude arbitrária do IBAMA e ICMBio para com os garimpeiros, povo que se embrenha nas matas, tal qual os bandeirantes na época colonial em busca de riquezas, e toda a economia de Itaituba, correu o Brasil, causou muita indignação na população itaitubense, que tem na atividade garimpeira o sustentáculo de sua economia.
Mas o que vai causar indignação, é o que se relata abaixo!
Imagem extraída de vídeo da TV Liberal/Globo
Imagem extraída de vídeo da TV Liberal/Globo
A Operação Burlescoque atuou nas Florestas Nacionais (FLONAS) do Jamanxim e Itaituba foi integrada por servidores do IBAMA e do ICMBio de Brasília, com apoio policial do Batalhão de Polícia Ambiental do Pará-BPA, além de contarem com o apoio aéreo de dois helicópteros, que veio com seus mecânicos. E, como 'convidados', repórteres!!!
Imagem extraída de vídeo da TV Liberal/Globo
Policiais Militares do Pará
Imagem extraída de vídeo da TV Liberal/Globo
Apesar de ter sido divulgado pela imprensa em geral que agentes da Polícia Federal-PF estavam nessa Operação, em momento algum houve apoio da PF, seja de Itaituba ou de outra parte do Brasil. Porém, alguns agentes da PF de Itaituba apenas, e tão-somente, deslocaram-se até a comunidade do Aruri (BR-163, sentido Trairão/PA), lá ficando baseados para custodiar os presos da Operação até o presídio de Itaituba. Ou seja, não adentrou no mato com a Operação Burlesco!
Aqui fica uma pergunta: Por que os policiais da PF, que costumeiramente acompanhavam tais operações, não estavam presente nessa Operação?
A resposta: Estão cansados de servirem de alvo por causa dessas barbaridades cometidas pelos servidores do IBAMA e ICMBio, pois os PFs recebem toda a culpa  pela destruição dos patrimônios dos garimpeiros quando, na verdade, quem procede toda a destruição dos equipamentos são esses servidores inescrupulosos!
Originalmente, a Operação Burlesco era para destruir um garimpo de cassiterita (que é o mais importante e praticamente o único minério de estanho que se explora), de baixo valor econômico, e apreender todo o equipamento utilizado na garimpagem. Porém, desde o início, a Operação Burlesco deu errado pela parte da logística, pois os servidores do IBAMA e do ICMBio não contavam com o tempo ruim para voos; os helicópteros era para levantarem voo até às 8h mas, devido ao mal tempo, somente por volta das 10h30min as aeronaves levantaram voo com destino ao garimpo de cassiterita. Nesse intervalo, ficaram fazendo vôos de ‘reconhecimento’ pela cidade de Itaituba. Mas deu errada porque, principalmente, a Operação ‘vazou’.

Imagem: WhatsApp
OPERAÇÃO 'VAZA'
Um ex-morador de Itaituba, ligado ao meio mineral, vendeu essa informação sobre a Operação Burlesco a alguns empresários do ramo minerário e, quando os integrantes da malfadada Operação Burlesco, acompanhados de policiais do Batalhão de Polícia Ambiental do Pará-BPA, chegaram ao local do garimpo de cassiterita (imagem acima), não havia mais qualquer atividade, pois os maquinários tinham sido retirados pelos garimpeiros, que deixaram a área limpa, e os diligentes servidores do IBAMA e ICMBio a ‘ver’ navios, pois não tinha uma viva alma para receber o pessoal da Operação Burlesco, como se comprova pela imagem acima dos do PBA e integrantes da Operação andando por um garimpo desabitado.
PC incendiada - Imange: Whastapp
Entretanto, como a Operação Burlesco tinha a companhia de repórter da Rede Globo e do Estadão (jornal de São Paulo de grande circulação), o pessoal do IBAMA e ICMBio para não 'perder' a viagem e, quem sabe uns 'trocados' das empresas jornalísticas em troca de mais um furo ambiental, tocaram fogo na draga do sr. Luís Barbudo e em uma máquina retroescavadeira (também conhecida por PC).
A TV Liberal, afiliada da Rede Globo em Belém, foi a primeira a noticiar, com vídeo, a Operação Burlesco, inclusive falando que foram encontrados homens trabalhando de forma análoga à escravidão. Quanto uma emissora de TV paga para acompanhar uma Operação dessa envergadura e ter um furo de reportagem e, principalmente, qual o acordo entre o IBAMA e ICMBio?
Diante de tanta barbaridade que vem há muito tempo ocorrendo em nossa região, perpetrada por quem deveria fiscalizar, orientar, normatizar a atividade garimpeira, que é de utilidade pública, conforme  a CF/88 e, portanto legalizada, o blog entrevistou o advogado especialista em Direito Minerário e minerador, Dr. José Antunes, declarando este, em resumo, que os bens não podem ser destruídos pois, após termino do processo, tais bens podem integrar o patrimônio da União; bens esses de alta valor agregado.
Abaixo, veja a entrevista com o Dr. José Antunes, vice presidente da Associação dos Mineradores de Ouro do Tapajos-AMOT.

Revela Dr. Antunes que o principal problema que afeta nossa região é uma lei que o Ministro do Meio Ambiente, Zequinho Marinho tenta aprovar, lei essa que irá dificultar em muito o trabalho dos mineradores de ouro da região aurífera do Tapajós. Nossa representantes políticos precisam olhar com urgência para nossa região!
O blog entrou em contato com a advogada do sr. Luís Barbudo, informando essa que seu cliente irá representar/processar o IBAMA e ICMBio, mas não disse qual será essa ação.

IBAMA COLOCA FOGO EM SERRARIA EM MORAES DE ALMEIDA

No quarta-feira, 14, uma força tarefa do IBAMA com o intuito de acabar com os empregos na região da distrito de Moraes de Almeida, pertencente à cidade de Itaituba, sudoeste do Pará, tocou fogo em uma serraria, revoltando a população que, infelizmente, assistiu tudo passivamente a violência e barbaridade praticadas por agentes do IBAMA.


Esse pessoal do IBAMA é tão cínico que, apesar de dizer à população que não iria tocar fogo na serraria porque havia risco de o incêndio se propagar. Porém, covardemente, tocaram fogo na serraria, causando mais um enorme prejuízo para o dono da serraria, funcionários e a comunidade de Moraes de Almeida.
Conforme a redação do Jornal Folha do Progresso, eles estão desde o inicio da semana no distrito, e já aprenderam caminhões, tratores, multaram e nesta quarta-feira(14), após fiscalizarem uma empresa madeireira, atearam fogo nas máquinas.
A operação é coordenada pela gerente do órgão de Santarém Maria Luiza Gonçalves de Souza (Malú) e conta com apoio de agentes ambientais do Ibama, ICMBio, Força Nacional e SEMA/PA.

Quem dará um basta a essa violência? Até quando esses crimes ambientais perpetrados pelo IBAMA e ICMBios ficarão impunes?
Por que os aviões, carros, joias e outros bens apreendidos de traficantes de drogas não são destruídos?

Agentes do Ibama em felizes da vida com mais uma destruição e posam sorridente para foto (Interne)
Blog doNorton Sussuarana
Titulo RP
___Remendo R
Eis o avesso do avesso do avesso, enquanto nossas autoridades politicas do país  rapinam em Brasilia as reservas da economia ja combalida pela ladroagem desenfreada, outras autoridades que valorizam mais um pé de massaranduba que uma vida humana, roubam a esperança e sonho do povo trabalhador da Amazônia, e para ser mais trágico que cômico, depois da famigerada ação em nome da lei pousam felizes com o troféu conquistado ao lado transformado em cinzas. 

É facil pressupor que antes da incineração dos equipamentos, foram retirados desses, alguns parafusos para servirem de lembranças ou amuletos, souvernis de uma façanha covarde que deixará em consequência centenas de famintos, vez que o trabalhador que perdeu seu equipamento não poderá mais operar o sustento de sua familia atraves da atividade que exercia, e buscará outros provedores para sua existência e dos seus, para pagar a prestação de seu equipamento destruído e reduzido à cinzas, provedor para colocar a mesa com grude aos famintos filhos que perambularão o dia todo alimentando esperanças já perdidas, alvo fácil para a exclusão social total.

Quem sabe esses desesperançados homens torçam para o Lula ser preso logo com a finalidade de colocarem sua prole agitando bandeiras vermelhas e com pedras de atiradeiras nos movimentos da CUT  em troca de mortadela e pão. 
-Nunca vi Mortadela fazer mal pra ninguém! só se for um tiquinho assim!

SOMOS UM PAÍS DE DESIGUAIS MESMO, ENQUANTO OS DEFENSORES DA LEI SORRIEM POSANDO COM O TROFÉU AO LADO SENDO EXIBIDO, COMEMORANDO SUAS BRAVURAS; AONDE ANDARÁ OS FUDIDOS DOS TRABALHADORES QUE PERDERAM SEUS SONHOS E O DOMÍNIO DE SEUS ASSISTIDOS QUE PELA AÇÃO PREDATORIA QUE SOFRERAM   IRÃO SE DISPERSAR SEM RUMO, SEM LENÇO E SEM DOCUMENTO?

FODAM-SE DIRÃO ELES! A LEI É PARA SER CUMPRIDA
...E QUEM FAZ AS LEIS PERGUNTARÃO E A RESPOSTA SOARÁ COMO UMA PIADA: OS NOSSOS POLÍTICOS QUE ESTÃO ROUBANDO A NAÇÃO LA EM BRASILIA.



 

-QUE CULTURA!!!

HERRAR É UMANO

Receita paga restituição do 1º lote do Imposto de Renda 2017 nesta sexta

Receita paga restituição do 1º lote do Imposto de Renda 2017 nesta sexta (Foto: )
A Receita Federal paga nesta sexta-feira (16) o primeiro lote de restituições do Imposto de Renda de 2017. Confira no site da Receita 

Idosos e contribuintes com alguma doença grave ou deficiência física ou mental serão os primeiros a receber.

Ao todo, serão depositados R$ 3 bilhões nas contas-correntes indicadas pelos contribuintes na declaração de ajuste anual.

Esse valor será distribuído entre 1.636.218 contribuintes, dos quais 1.527.705 são idosos; os demais têm alguma doença grave ou deficiência.

As restituições são o IR que os contribuintes pagaram a mais no ano passado e que será devolvido agora.

O lote pago hoje inclui também quem saiu da malha fina de anos anteriores.

Todos os valores são corrigidos pela Selic (taxa básica da economia).


Fonte: FolhaPress

Garimpeiros morrem soterrados em mina no Pará

Garimpeiros morrem soterrados em mina no Pará (Foto: Divulgação)
Dois garimpeiros morreram soterrados após o deslizamento de um barranco na mina no Garimpo Marupá, em Itaituba, sudeste paraense. A fatalidade ocorreu na manhã desta quinta-feira (15).
As informações foram confirmadas pelo comandante de Polícia Militar de Itaituba. No momento do ocorrido, cinco garimpeiros trabalhavam sendo que três conseguiram se salvar.
Os dois garimpeiros mortos foram identificados como Ademir Vieira Barbosa, de 39 anos, e Wallace Lima Lopes, de 31. Eles estavam trabalhando no garimpo, quando o barranco desmoronou soterrando os dois em uma profundidade de cerca de 10 metros.
Por causa do acidente, moradores do garimpo, que fica distante cerca de 500 quilômetros da sede do município, ficaram bastante abalados.
Ainda de acordo com o comandante, os corpos já foram resgatados, periciados e entregue as famílias.
(DOL)

OAB acompanha investigação sobre morte de advogado

OAB acompanha investigação sobre morte de advogado (Foto: Reprodução)
Três situações distintas que envolvem ameaça, violação das prerrogativas profissionais e morte de advogados estão sendo acompanhadas pela Comissão de Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil Seção Pará e o desenrolar delas será divulgado em coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira (16).
Os temas foram explicados em entrevista ao DOL pelo presidente da OAB-PA, Alberto Campos. Segundo advogado, o caso que é acompanhado com mais preocupação pela Ordem é o de um advogado que teria sido impedido de entrar na Delegacia de Polícia Civil de Igarapé-Miri, nordeste paraense, e agredido por um delegado que atua no local.
O caso ocorreu com o advogado Max do Socorro Melo Pinheiro no dia 14 de junho. De acordo com Alberto Campos, quando Max compareceu à delegacia para “dar orientações aos clientes que já estavam sendo inquiridos”, ele foi “impedido pelo delegado”.
Segundo o presidente da Ordem dos Advogados, será requerida a “responsabilidade administrativa da autoridade policial que impediu o advogado de exercer a profissão”.
MORTE DE ADVOGADO
Outro caso acompanhado pela OAB Pará é a morte do advogado Wellington Flávio Milhomem Gonçalves, ocorrido na última terça-feira (13), no município de Marabá, Wellington foi morto ao lado do irmão, o policial militar Giovani Milhomem Gonçalves.
Segundo Alberto Campos, a Polícia Civil está colhendo depoimentos e segue buscando testemunhas, mas “tudo levar a crer que o advogado não era o alvo” no homicídio. Wellington atuava como advogado no Estado de São Paulo.
AMEAÇAS DE MORTE
Outro caso que é acompanhado pela Ordem dos Advogados é a de um advogado que foi ameaçado de morte de um estelionatário. O advogado em questão foi uma das vítimas dos golpes aplicados pelo acusado de estelionato e, por isso, foi ameaçado.
“A comissão de Prerrogativas irá acompanhar todas as situações e irá se habilitar nos inquéritos”, concluiu Alberto Campos.
(DOL)


quarta-feira, 14 de junho de 2017

BELÉM VIOLENTA - Empresário é morto em frente à sede do governo


Empresário é morto em frente à sede do governo (Foto: Divulgação)
Na noite de segunda-feira (12), a violência voltou a dar as cartas em Belém. A vítima dessa vez foi o empresário Abraunes da Silva Lacerda, de 57 anos. Ele foi assassinado em uma tentativa de assalto em frente ao prédio do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, na avenida Almirante Barroso, bairro do Souza. A esposa dele, Inês Coelho, também foi atacada. O casal foi socorrido para um hospital particular, mas Abraunes não resistiu. 


O crime aconteceu por volta das 19h, na movimentada avenida Almirante Barroso, esquina com a Dr. Freitas. Detalhe: diante do TJPA e próximo ainda ao Palácio dos Despachos, ambos protegidos por policiais militares. 



Abraunes dirigia o veículo, um Renault Duster, e a esposa estava ao seu lado. Eles foram abordados por dois desconhecidos, que chegaram de moto e já apareceram atirando. Acertaram o empresário e balearam Inês de raspão no peito. Eles foram socorridos para um hospital particular, no bairro do Marco.



ADVOGADO DA FAMÍLIA DIZ DESCONHECER SE VÍTIMA RECEBIA AMEAÇAS



O advogado da família, Michel Batista, preferiu não dar detalhes do caso. Segundo ele, a apuração sobre a dinâmica do crime ficará a cargo das investigações de policiais civis. 



“Ainda estamos com poucas informações. Sabemos que os homens (assassinos) chegaram atirando. Estamos levantando imagens de câmeras de segurança para entender o que aconteceu”, disse ele, que também não soube dizer se os criminosos surgiram encapuzados ou usando capacetes e se o veículo estava parado no momento do atentado. 



Abraunes da Silva Lacerda era empresário, mas o ramo não foi informado. Sobre a motivação para o crime, o advogado também desconhece se Abraunes estaria recebendo ameaças.



O boletim de ocorrência somente foi registrado ontem, às 13h33, já comunicando o assassinato. Policiais civis da Divisão de Homicídios deverão investigar a morte. Inês Coelho, esposa do empresário, que foi atingida por tiro de raspão no peito, recebeu alta médica na manhã de ontem. “Ela está bastante nervosa. No momento não temos muitas informações porque a família está cuidando do velório e enterro”, finalizou Batista.



(Emily Beckman/Diário do Pará)