RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Jatene está na lista de propinas da JBS

Jatene está na lista de propinas da JBS (Foto: Ricardo Amanajás)
Mais um capítulo do escândalo que explodiu no Brasil na semana passada, com a delação de Joesley Batista, um dos donos da JBS, veio à tona ontem, em reportagem publicada pelo jornal Estadão, de São Paulo. Em seu acordo de delação premiada, a empresa afirmou ter entregue R$ 1,4 bilhão em propinas a políticos de praticamente todos os partidos do País. Na lista suja da JBS - escrita pelo ex-diretor de relações institucionais da empresa, Ricardo Saud -, está o nome de 16 governadores eleitos em 2014. O nono da lista é Simão Jatene, do PSDB, reeleito governador do Pará, em 2014.
 Já cassado e inelegível, sob acusação de crimes graves, como corrupção e improbidade administrativa (leia abaixo), Jatene aparece entre outros dois governadores do PSDB: Geraldo Alckmin, de São Paulo, e Reinaldo Azambuja, do Mato Grosso do Sul (veja a lista completa abaixo). Os valores que cada governador recebeu da JBS ainda não foram revelados. Mas especialistas afirmam que, considerando o total envolvido, deve ultrapassar os R$ 30 milhões para cada. Entre os partidos, o campeão da lista de propinas da JBS é o PT, que embolsou quase R$ 610 milhões, ou seja, cerca de 43,5% do total de R$ 1,4 bilhão. Os repasses ilegais envolvendo a JBS podem ser ainda maiores, caso sejam consideradas todas as doações eleitorais legais. 
 PARTIDOS
As planilhas da JBS mostram, também, que a empresa ajudou o PT e o PSDB a comprar partidos para que estes apoiassem as candidaturas de Dilma Rousseff e Aécio Neves, respectivamente. Em outra lista, também escrita por Ricardo Saud, aparece o título “partidos cooptados (parceiros) PT”.

Nenhum comentário: