RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

segunda-feira, 13 de março de 2017

Desmatamento no Pará volta a ser destaque nacional

Desmatamento no Pará volta a ser destaque nacional (Foto: )
A escravidão na Amazônia voltou a ser tema de debate nacional. O site UOL, em matéria especial revela que trabalhadores cortam árvores ilegalmente no Pará , sob risco de acidentes e ameaçados por donos de serrarias.
Vigiados por homens armados, os trabalhadores exercem a função ilegal com através da “repressão, prisão e, segundo corre pela ‘rádio peão’, até violência física”.
As jornalistas Ana Aranha e Tania Caliari relatam a história de um trabalhador, “novato” na profissão, que relata seus medos e a triste realidade do desmatamento no Estado, que vão além de corte de árvores. já também relatos de exploração e trabalho escravo, atribuídos a uma pequena serraria com sede em Uruará, sudeste paraense.
Os “escravos”, que conseguiram fugir, trabalhavam mais de 12 horas por dia, sem carteira assinada e sem equipamento de proteção. Alguns dos casos denunciados na operação já estavam na "Lista Suja do Trabalho Escravo", que reúne os flagrantes do Ministério do Trabalho. 
O tamanho do problema foi exposto pela Operação Madeira Limpa, deflagrada pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal. A operação prendeu 21 pessoas na região oeste do Pará em 2015, entre eles três funcionários públicos de diferentes esferas do governo. A quadrilha fazia desmatamento e extração seletiva ilegal de madeira, grilagem e coagia os assentados a autorizar a retirada de árvores de suas terras. 
(Com informações do UOL)

Nenhum comentário: