RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Presos são transferidos após motim na Carceragem de Parauapebas

Detentos atearam fogo em colchões e depredaram parte das celas.
Unidade prisional custodia 159 presos e tem capacidade para apenas 90.

A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) decidiu transferir 20 detentos da Carceragem de Parauapebas, no sudeste do Pará, para outras unidades prisionais da região metropolitana de Belém após a participação em um motim na última terça-feira (7).
saiba mais
Presos da unidade prisional de Parauapebas fazem motim
Segundo a Susipe, por volta das 17h, os presos atearam fogo em colchões e depredaram parte das celas. Homens do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar foram acionados para conter o tumulto. Representantes da Justiça, do Ministério Público e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) estiveram no local. Os detentos reivindicavam transferência para outras unidades prisionais e celeridade na análise processual. A Carceragem de Parauapebas tem capacidade para 90 vagas e atualmente custodia 159 detentos.
Após o motim, a Susipe informou nesta quarta-feira (8) que uma equipe da Prefeitura Municipal de Parauapebas já realiza os reparos na infraestrutura da cela danificada pelos presos e que dois internos foram identificados como líderes do tumulto e devem responder por danos ao patrimônio.
A Superintendência esclareceu ainda que a nova Cadeia Pública de Parauapebas irá gerar 305 vagas prisionais no município e que já está com cerca de 72% do projeto executado. A construtora que venceu a licitação da obra, abandonou a construção no início de 2016, por isso, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Obras (Sedop), responsável pelo projeto, já adotou as providências legais e prepara uma licitação para a conclusão do novo centro de detenção.

Nenhum comentário: