RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Belo Sun instalará projeto mineral de ouro no Pará

Belo Sun instalará projeto mineral de ouro no Pará (Foto: Divulgação Belo Sun)
Sediada no município de Altamira, a mineradora Belo Sun anunciou nesta sexta-feira (03), que recebeu a concessão do governo do estado para extrair ouro no município de Senador José Porfírio, centro-oeste do Pará.
De acordo com a mineradora, o projeto é inédito na indústria mineral no centro-oeste do Pará. A licença de instalação (LI) foi concedida pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará (Semas).
Ainda de acordo com a Belo Sun, neste momento está em curso a fase de instalação do empreendimento, que terá que dar contrapartidas à população do município, como geração de emprego e renda, desenvolvimento local e o fortalecimento do território.
“Nesse primeiro momento após a emissão da LI, iremos desenvolver e compartilhar uma política de contratação de mão de obra e fornecedores, que terá como critérios básicos a residência histórica no território, preço justo e qualidade. A contratação de mão de obra ocorrerá após o devido diagnóstico, mapeamento e cadastro, bem como formalização dos convênios com as entidades parceiras competentes”, reforça Mauro Barros, diretor geral da Belo Sun Mineração.
Investimento de Bilhões
A empresa estima em R$1,22 bilhão o investimento total no projeto de extração de ouro. A expectativa é de que a produção média do empreendimento seja de aproximadamente cinco toneladas de ouro por ano, em no mínimo 12 anos de vida útil, com possibilidade de estender esse prazo devido ao potencial mineral da região.
José Fernando Gomes, presidente do Sindicato das Indústrias Minerais do Estado do Pará (Simineral), comemorou a emissão: “Para nós, isso é motivo de muita alegria. O Projeto Volta Grande é de ouro, mas não apenas isso, trata-se do que ele vai fazer pela população daquela região em relação a empregos, capacitação e fornecedores. Sem dúvida será um case de sucesso do setor mineral”.
O empreendimento espera gerar 6.300 empregos diretos e indiretos na fase de instalação; e outros 526 diretos e 1.500 indiretos na operação. Durante a construção, haverá oportunidades de negócios nos setores de prestação de serviços, fornecimento de equipamentos, alimentação, hospedagem, logística, entre outros. Em breve, a empresa divulgará os cronogramas para qualificação e contratação de mão de obra, a serem realizados.
(DOL) 

Nenhum comentário: