RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

PREFEITO É PRESO NO DIA DE SUA DIPLOMAÇÃO

O prefeito eleito da cidade cearense de Mulungu, Robert Viana (PMN) foi preso no dia em que seria diplomado como prefeito. Ele é uma das dez pessoas presas na Operação Três Climas, deflagrada nesta quarta-feira(7) pela Polícia Federal. Foram presos ainda os secretários de educação de Itapipoca, Pacajus e Ocara, todas no Ceará. Eles são acusados de fraudarem e superfaturarem licitações para transporte escolar das prefeituras dos três municípios.
A prisão do prefeito eleito ocorre no dia em que ele seria diplomado como vencedor da disputa eleitoral deste ano. Segundo a PF, fraudes em contratos das gestões com duas empresas ligadas ao grupo teriam desviado pelo menos R$ 10 milhões. A PF diz ainda não existirem, até o presente momento, provas do envolvimento dos atuais prefeitos das cidades nos desvios.
Ao todo, foram cumpridos sete mandados de prisão preventiva (sem prazo), três de prisão temporária (por tempo máximo de cinco dias), seis mandados de condução coercitiva (condução forçada para depoimento) e 24 mandados de busca e apreensão.
Transporte escolar
Os recursos desviados vinham do Fundo Nacional de Manutenção do Ensino Básico (Fundeb) e do Programa Nacional de Transporte Escolar (Pnate). Sem divulgar nomes, a PF revelou que um ex-secretário de Educação de Pacajus também está entre os presos.
Mais de R$ 80 mil em espécie foram apreendidos durante as batidas policiais, separadas entre núcleos “político e econômico” do esquema. A operação mobilizou mais de cem agentes e ocorreu em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU) no Ceará.
Também há indícios de desvio de recursos públicos em obras custeadas por convênios firmados com os Ministérios do Turismo e dos Esportes no município de Ocara. Suspeitos são investigados pelos crimes de peculato, corrupção ativa, corrupção passiva , fraude em licitação, dispensa indevida de licitações , associação criminosa e lavagem de dinheiro.
(Com informações de O Povo) - Diário Online

Nenhum comentário: