RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

CAMBALACHO ELEITORAL

Suspeita-se de candidaturas fictícias, apenas para cumprir a cota de gênero de 30% exigida por lei
Mais de 20% das mulheres que disputaram as 13 vagas para a Câmara de Vereadores de Rurópolis, no oeste do Pará, não obtiveram nenhum voto na eleição deste ano.
Há fortes suspeitas que sejam candidatas “fantasmas” – aquelas que emprestam o nome apenas para que partidos cumpram a lei, criada em 2009, que os obriga a destinar 30% das vagas para mulheres em eleições proporcionais

Essa prática, se comprovada, é considerada fraude eleitoral.
A cota de gênero foi criada para estimular a participação feminina na política.
Das 39 mulheres de Rurópolis, com registro homologado pela Justiça Eleitoral, 9 não receberam qualquer voto, nem o delas mesmo – o que representa 23% do total das participantes do pleito.
Os partidos com maior quantidade de candidatas sem voto do município são PPS, Solidariedade e PR, todos com duas zero voto cada. Os demais são o PV, o PSC e o PSB.
Gráfica
Com 3 mulheres eleitas em 2012, neste ano a população de Rurópolis não elegeu uma única mulher para a Câmara. 47% do eleitorado é do sexo feminino.
----Titulo RP

CONTINUE LENDO NO BLOG DO JESO

Nenhum comentário: