RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

ENJAULADO E ABANDONADO

Jacareacanga - Tem coisas que só acontecem em nosso municipio, como  por exemplo o abandono da cidade pela força policial, por ocasião da prisão da homicida de uma  indigena no decorrer do mes passado o que obrigou os promotores da segurança pública (Policia) a deixarem o municipio, alegando prevenirem um conflito com indios, trazendo em consequencia com essa retirada intranquilidade à sociedade que ficou com a cidade despoliciada, ocasião em que  alguns populares em consequencia do abandono,  depredaram  parte do predio da Delegacia de Policia, dando liberdade a uma pessoa que estaria sob a custódia da Policia Civil

Fato inusitado para ilustrar melhor a falta de respeito com a pessoa que está sob proteção e cuidados policiais, foi o ato desumano praticado contra um cidadao que teve a prisão decretada por falta de pagamento de pensão alimenticia, cujo, foi preso desde a quinta-feira passada (28) e encontra-se sem acesso a banhos e hiigienização, sem poder receber visitas de  familiares e alimntação complementar, e ate roupas para trajar-se com dignidade, vez que esta tambem desde quando foi aprisionado com a mesma roupa  tratando-se apenas de um short.

A indignação maior dos familiares é que sequer abrem a porta para que receba o alimento e o mesmo, come, introduzindo a colher que é passada atraves da grade, ficando o prato para o lado de fora, ja que o  gradeado é estreito.

Hoje a Comissao de Constituiçao e Justiça da Camara, e outros vereadores, atendendo denuncias de familiares, foram fazer visita ao preso e para surpresa de todos, toda equipe da Policia Civil, que controla a carceragem e determina entrada de alimentos, medicamentos quando se fazem necessarios está fora do municipio, deixando o custodiado, sem amparo e proteção que todo preso por mais grave que seja seu delito tem direito adquirido. Pra complicar o cenario horrivel o reso tem problemas de circulação, necessitando de medicamentos continuo.

Como as chaves da cadeia, estão nas mãos provavelmente do Delegado ou da Escrivã, que muitas vezes age com autoridade de  Delegada, e o resto dos PC`s  estão fora do municipio, e, levando-se em consideração que ja esta  pago o valor cobrado à titulo de Pensão alienticia em atraso  uma pergunta surge quem abrirá as portas do carcere para o preso, apos a determinação do juiz, se não tem ninguem, na delegacia para fazer esse trabalho?  Nao permitam senhores  e senhoras autoridades que o povo se manifeste como policiais e abram o carcere.

A bem da verdade a Delegacia encontrava-se com a presença dos policiais militares, que por seus deveres constitucionais não podem interferir no trabalho da Policia Judiciaria, e como não estao com as chaves do carcere, como irão  colocar presos quando se justificar prisões, se não podem abrir... é facil mensurar que introduzirão um hábito dos tempos de garimpos, que é o velho metodo de  amarrar o preso pelo mocotó.

Os Itaitubenses se recordarão com esta matéria dos tempos do Dr. Botto, Juiz (pretor) que quando determinava prisão de alguem em crime de pequena nocividade, o prazo da prisão se estendia ate o retorno do juiz de suas costumeiras pescarias que as vezes duravam semanas.
_________ Foto meramente ilustrativa

Nenhum comentário: