RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Desemprego entre chefes de família acelera e tem alta de 57% em um ano

Mais de meio milhão de chefes de família estavam sem emprego nas principais regiões metropolitanas do país em novembro, segundo o IBGE(iStockphoto/Getty Images/VEJA)
Jovem sem dinheiro
A crise econômica brasileira está deixando milhares de chefes de família sem emprego. No mês de novembro, 548.000 deles estavam desempregados nas seis principais regiões metropolitanas do país, 56,9% mais do que no mesmo mês do ano passado, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Esse número começou a crescer já em janeiro deste ano. Naquele mês, eram 357.000 chefes de família sem emprego em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Salvador. Com o aumento, a taxa de desemprego entre essas pessoas atingiu 4,7% em novembro deste ano.
Essa porcentagem está abaixo da média geral no Brasil, de 7,5%, mas esconde uma das principais consequências desse movimento: outros membros da família que antes não trabalhavam passam a procurar emprego, sem que haja vagas disponíveis para acomodá-los. Por isso, a taxa de desemprego sobe. Além disso, o poder de compra de todos os membros da família diminui, com repercussão sobre setores como comércio e serviços, gerando um círculo vicioso. Continue lendo...

Nenhum comentário: