RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sábado, 10 de outubro de 2015

Trasladação reúne cerca de 1 milhão de devotos pelas ruas de Belém

Conhecido como 'Círio das Luzes', ou 'Cirío noturno', Trasladação reúne milhares de fiéis. (Foto: Gil Sóter/ G1 PA)
A noite deste sábado (10) é marcada pela romaria da Trasladação, que saiu por volta de 17h45 do Colégio Gentil Bittencourt, em Belém, após missa celebrada pelo Cardeal Arcebispo Emérito de São Paulo, Dom Cláudio Hummes. A romaria noturna vai percorrer 3,7 km, no sentindo inverso ao trajeto do Círio de Nazaré, que será realizado na manhã deste  domingo (11). Com emocionantes homenagens pelo caminho, a quinta romaria da festividade nazarena tem um percurso um pouco mais longo que o do Círio.
Raimunda Bandeira veio agradecer a cura de um câncer de mama. (Foto: Catarina Barbosa/G1 PA)Raimunda Bandeira agradece a cura de um câncer de
mama. (Foto: Catarina Barbosa/G1 PA)
Mais de 1 milhão de devotos devem acompanhar a procissão, a segunda maior da quadra nazarena em número de fiéis. A caminhada segue pela avenida Magalhães Barata, avenida Nazaré, avenida Presidente Vargas, avenida Boulevard Castilho França, avenida Portugal, Praça do Relógio até a chegar à Igreja da Sé, no bairro da Cidade Velha.
Sete mil devotos seguem na corda de 400 metros. Entre os devotos, está Raimunda Bandeira, de 58 anos, que chegou cedo para acompanhar a missa da Trasladação e vai seguir em romaria. “Vim agradecer porque tive um problema de antígeno do câncer no seio, e sobrevivi. Estou curada. Vim acompanhar a Trasladação, e amanhã vou na romaria do Círio junto com os meus filhos”, diz.
Círio de Nazaré Belém romaria fluvial (Foto: Raimundo Paccó/Frame/Frame/Estadão Conteúdo)
400 embarcações participaram da romaria fluvial.
(Foto: Raimundo Paccó/Frame/ Estadão Conteúdo)
Procissões da manhã de sábado
Na manhã deste sábado (10), devotos de Nossa Senhora de Nazaré participaram de três procissões do Círio 2015, em Belém. A movimentação dos católicos paraenses começou às 5h30 com a Romaria Rodoviária, que levou a Imagem Peregrina de Nossa Senhora da Igreja Matriz de Ananindeua até o trapiche de Icoaraci, de onde saiu o Círio Fluvial, a tradicional procissão pelas águas da baía do Guajará. Após a chegada do Círio Fluvial, seguiu a Moto Romaria, procissão que reuniu 40 mil pessoas em 15 mil motos do cais de Belém até o colégio Gentil, onde a imagem ficou até a procissão da Trasladação.

História
A primeira Trasladação foi conduzida pelo Governador Francisco de Souza Coutinho, junto com o Capelão do Palácio, Pe. José Roiz de Moura, que levaram a Imagem de Nossa Senhora de Nazaré em uma breve procissão da Matriz até o Palácio. Não há uma data precisa e também não há registro se houve ou não acompanhamento de pessoas do povo. No ano de 1906, a procissão passou a sair do Colégio Gentil Bittencourt, na avenida que atualmente é denominada Avenida Magalhães Barata.

Círio de Nazaré
12 procissões fazem parte da festividade



Só em 1988, a Trasladação passou a ter o mesmo trajeto do Círio, mas em sentido inverso, pois antes disso, ela ainda seguia até a Sé tendo a Avenida Governador José Malcher como rua central do percurso. Em 2005, a Trasladação foi uma das mais longas dos últimos anos, demorou cerca de 6h com a Berlinda chegando à Sé por volta de 00h, já na madruga do sábado para o domingo.

Nenhum comentário: