RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sábado, 19 de setembro de 2015

A possibilidade de renúncia de Dilma Rousseff já não é descartada dentro do PT.

DILMA COLORIDA
A jornalista Mônica Bérgamo traz essa informação do na coluna painel do jornal a Folha de São Paulo deste sábado. Informa o que os analistas políticos não alinhados ao PT já especulavam no final desta sexta-feira, 18. A presença de Lula em Brasília, participando de forma direta das decisões do governo foi o sinal derradeiro que o PT ou “saca” Dilma da Presidência ou se conforma com a “sentença de morte” prolatada pelas ruas.  Lula pediu a Cunha que “segure” os processos de impeachment,  admitindo que ninguém conseguirá segurar o Congresso Nacional, que fatalmente “apeará” Dilma do poder.
Leia a matéria completa… A possibilidade de renúncia de Dilma Rousseff já não é descartada dentro do PT. Dirigentes históricos e ligados ao ex-presidente Lula acreditam que ela pode ser levada a uma atitude extrema em caso de total ingovernabilidade do país -o que poderia ocorrer na hipótese de derrota fragorosa do pacote fiscal enviado ao Congresso.
LINHA FINA
Ainda que o STF (Supremo Tribunal Federal) barre um processo de impeachment, os mesmos dirigentes acreditam que a situação do governo pode ficar insustentável. E que Dilma se retiraria para evitar uma conflagração no país. A presidente tem repetido que não renunciará ao mandato em nenhuma hipótese.

LINHA FINA 2
No PT é feito o cálculo de que Dilma tem cerca de três semanas para virar o jogo e se estabelecer novamente como única alternativa de poder no país até 2018.

A GARGANTA
A conta pode mudar caso se confirmem os rumores de que o delator Fernando Baiano poderá arrastar os principais líderes do PMDB, partido de Michel Temer, para o precipício. Nesse caso, a possibilidade de o vice assumir no lugar de Dilma estaria afastada.

Nenhum comentário: