RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

terça-feira, 7 de julho de 2015

POLICIA SE ESQUIVA DE SUAS FUNÇÕES E SE EXPÕE AO RIDÍCULO


Jacareacanga -  Recentemente um grupo composto por dez vereadores percorreu por longos quatro dias  os corredores administrativos-públicos e palaciano da capital do estado,  em busca de investimentos para o município que queda-se desamparado praticamente  abandonado pelo Governador do Estado. Percorreram todas as secretarias  e instituições  através  dos Deputados Estaduais Hilton Aguiar, Heraldo Pimenta entre outros. 

Tantas reivindicações à primeira vista receberam das autoridades de cada pasta o fabricado ou inventado pasmo ou surpresa  que diziam ignorar que Jacareacanga estaria passando por penúria tamanha, e como era de se esperar prometeram mundos e fundos para inverter o quadro caótico que se vive com o abandono como ja mencionado do Governo Estadual, onde até a manutenção de viaturas, hospedagem e alimentação de policiais é mantido com o apoio único da Prefeitura Municipal. 

Assuntos em educação e segurança pública foram os mais injetados pelos vereadores para providencias urgentes. Fizeram lembrar os edis que o único Colégio administrado pelo Estado e que recebe apoio de servidores  da Prefeitura para funcionar estruturalmente, sequer tinha professores, e que a promoção de segurança pública estava ineficiente com graves problemas principalmente por parte da Policia Civil comandada pelo Delegado de pre-nome Conrado, que faz policiamento ostensivo, exibindo-se na abordagem de pessoas como se todas fossem marginais. Revindicaram os Vereadores ao Secretario Estadual de Segurança Publica a remoção do Delegado atendendo inúmeros pedidos e reclamações de munícipes que se sentem amedrontadas com a metodologia de trabalho do policial utilizada, que dispara tiros a esmo até em logradouros públicos da cidade causando constrangimento e medo nas pessoas presentes.

Com tantas peripécias desse gênero executada pelo Delegado, que até entrou em uma propriedade particular em área de domínio estadual amazonense, arrebentando o cadeado à bala, ocorreu uma manifestação pacifica de populares  que se engrossava por onde passava pedindo das autoridades competentes a saída ou remoção do mesmo de Jacareacanga. Por ocasião em que os populares protestavam em frente a Permanência Policial  o Repórter (free lance)  Nonato Silva ao entrevistar o Delegado, esse revelando total despreparo para a função publica esbravejou que os manifestantes eram  vagabundos, pedófilos e traficantes e dai surge uma pergunta para a autoridade responder do porquê dele não prender os vagabundos, pedófilos e traficantes?  conivência ou omissão?

Mais cômico que trágico, foi uma passeata orientada por sua senhoria o Delegado, na tarde de hoje com três carros e algumas motos percorrer  as principais vias da cidade hipotecando solidariedade ao Delegado e pedindo a permanência do mesmo no cargo que ocupa. 

Ja imaginaram a utilização da estrutura policial em que viatura e homens que deveriam garantir a segurança publica ataca de frente a posição das autoridades tanto do Executivo como Legislativo da cidade que simplesmente defendem os interesses da população, usando dessa estrutura para rivalizar-se com esses entes constituídos legalmente pelo povo. Para fazer o policiamento da cidade a Prefeitura mantem o fornecimento de combustíveis para tal finalidade e para se criar meios que favoreçam o confronto com as autoridades locais, quem mesmo forneceu combustíveis e fogos de artificio? 

Como não poderia deixar de ser, o delegado justifica-se que o incomodo de "alguns" munícipes  é porque está colocando o dedo no suspiro de traficantes e aí pergunta-se: Quantos traficantes, pedófilos e qual a quantidade de drogas que ja foi apreendida por ele?

Devemos recordar que por causa de péssima promoção de segurança publica, centenas de indígenas em tempo pretérito, invadiram a cidade depredaram, incendiaram e colocaram em fuga um contingente policial, e o que se vê é que podemos caminhar para esse rumo, o que seria trágico e inaceitável.

Pelo que se constata alguns cidadãos e políticos ja se dirigiram ao Prefeito solicitando sustar qualquer apoio em hospedagem e alimentação  principalmente para o Delegado que entre tantas acusações recai-lhe, a acusação de ter incentivado a invasão e ocupação de uma  área publica na parte periférica da cidade.

Com ausências prolongadas  e costumeiras do município sem aparente razão, os assuntos afetos à Policia Civil, são sempre comandados por uma escrivã, que apesar de aparente  competência para desenvolver seu oficio  não é delegada e a promoção eficaz da segurança publica deve sofrer solução de continuidade, ja que na Comarca não há a presença de magistrado e Promotor e muitas vezes de Sua Senhoria o Delegado.

CALMA HOMEM, MUITA CALMA NESSA HORA!!!

_________
Imagem ilustrativa alcançada na WEB e que não reflete o pensamento do autor sobre a maioria dos policiais

Nenhum comentário: