RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quinta-feira, 9 de abril de 2015

POVO MUNDURUKU PLANEJA O SEU FUTURO EM ASSEMBLEIA GERAL


Jacareacanga/Aldeia Apompe - Com êxito, os indígenas Munduruku, realizaram na Aldeia Apompe do Rio Cururu a XXII  - Assembleia Geral onde assuntos importantes para o grupo tribal foi desenvolvido no período compreendido entre 1º. a 7 de Abril com  a presença das principais lideranças de mais de 100 aldeias distribuídas ao longo do alto Rio Tapajós e seus tributários desde  o Rio Jamanxim, (onde  reivindicam demarcação de terras), passando pelo Rios das Tropas, Cururu, Juruena  e Teles Pires. Destacando-se no encontro a presença e participação do Cacique Geral do Povo Munduruku Kabá Remaybu (Arnaldo Kabá).

O conteúdo disciplinado para ser discutido e deliberado no encontro foi vasto, e além das atividades da arte cultural Munduruku e sua organização social,a garimpagem em Terra Indígena,   os grandes projetos hidrelétricos na calha do Tapajós, saúde, educação, economia, análise das ações e comportamento/compromissos dos parceiros na relação interinstitucional, como Prefeitura, Funai, Sesai, e Organizações Não Governamentais foram discutidos nos dias que se seguiram.

Como convidados, se fizeram presentes entre tantos,  o Procurador Federal Camões e assessoria, membros do Poder Legislativo do município, a coordenação do Distrito Sanitário Especial Indígena à frente a Enfa. Cleidiane e equipe, Roberto Krixi Vice Prefeito representando o Poder Executivo e algumas representações ligadas à ONG’s, alem de lideranças indígenas do médio Tapajós.

Os trabalhos foram dirigidos pelo grupamento conhecido como “O Movimento”  que dirigiram os trabalhos para elegerem os novos membros da Associação Pusuru principal entidade dos Munduruku e lideranças das organizações do povo indígena do médio e alto Tapajós.

Josias Manhuari foi eleito e empossado como Coordenador da Associação Pusuru, tendo como Secretário Carlos Akay e Tesoureira Jacirema Waro, Na entidade “O MOVIMENTO  IPEREG AYN (Povo que sabe se defender) a indígena Kabá Iwun (Leusa Cosme Kabá) coordenará as ações do movimento apoiando as ações de trabalho da Associação Pusuru, que contará com Neusa Kirixi e Bruno Kabá como assessores, e como chefe ou comandante dos guerreiros foi designado o indígena Adauto Akay.

Mesmo com uma boa promoção de saúde executada pela SESAI (Secretaria Especial de Saúde Indígena) através do  DSEI-Tapajós, ocorreu alguns reclames, sobre falta de alguns itens medicamentosos nas aldeia - polos,   nomeação de algumas pessoas  sem consultar previamente  os conselheiros ou lideranças, isolamento de alguns médicos Cubanos que ao se apresentarem para os trabalhos nas aldeias, não interagem com os comunitários no cotidiano, se limitando apenas ao atendimento obrigatório, e esse médicos muitas vezes são censurados pelos indígenas atendidos, já que   dizem que os agravos em saúde deve-se  há hábitos alimentares e que o paciente não necessita de atendimento médico e sim que estaria com fome.

O Doutor Camões Procurador da República, rememorou em suas palavras a importância dos direitos garantidos na Carta Magna da nação em seus textos 231 e 232  que garante o cumprimento dos direitos adquiridos pelos indígenas de todo o Brasil e como ponto alto interpretou a inconstitucionalidade de se fazer empreendimentos hidrelétricos ou de qualquer espécie, sem antes ouvir  as comunidades afetadas já que o usufruto dos recursos naturais  existentes é exclusivamente para a sobrevivência das comunidades nessas áreas cobiçadas. Em oportunidade subsequente, o Procurador à pedido de um dos presentes discorreu assuntos sobre a PEC  que tira da Funai e Ministério da Justiça a atribuição de legislar sobre demarcação das terras Indígenas no Brasil, passando essa responsabilidade para o Congresso Nacional. Sobre o assunto recomendou que os indígenas e suas organizações entrem na luta para derrubar esse malfadado projeto que se em vigor levaria sérios transtornos às comunidades que precisam ter suas áreas demarcadas.

Também com bastante ênfase, foi discutida a educação escolar indígena, e os reclames passaram desde a  falta de acompanhamento pedagógico nos aldeamentos, até a insuficiente merenda escolar encaminhada, e que instrumentos devem ser encontrados para que a merenda ofertada ao alunado possa ser  comercializada na própria aldeia ao invés de ser encaminhado produtos industrializados e  em conservas. Um lapso da Coordenação foi não ter convidado a Equipe da Educação Indígena da Secretaria municipal de Educação, para debater as reais necessidades para se aplicar uma educação com mais qualidade.

Um tema que gerou muita discussão e que prolongou-se noite a dentro foi sobre a garimpagem no interior das Terras Munduruku e Sai Cinza, onde garimpeiros não índios à convite desses, garimpam livremente causando enormes impactos não somente ambientais e sim culturais, ficando deliberado e decidido que a garimpagem artesanal (sem a utilização de PC´s) será privativa dos índios sendo proibida terminantemente o acesso de não índios, que se insistirem terão seus equipamentos apreendidos.

O Poder Legislativo se fez presente através dos Vereadores Raimundo Acelio de Aguiar (Presidente) Walter Azevedo Tertulino, Rosinildo Saw, Raimundo Santiago, Ivanildo Viana, Evanilson Rosa, Adonias Kabá, Elinaldo Kirixi e Gerson Manhuari, que em suas breves reportagens, colocaram o empenho e dedicação daquele Poder em defesa dos direitos coletivos do Povo Indígena.

Os políticos Raimundo Rosivaldo “Rose” e Carlos Veiga “Carlinho” se fizeram presentes ao grande encontro indígena, sendo convidados a se apresentarem diante da assembleia e no ato  justificaram terem sido convidados não propriamente pela Coordenação e sim por  amigos indígenas, e de imediato a coordenação da assembleia os recepcionaram com a recomendação de se  absterem de assuntos políticos partidários e de se aproximarem de qualquer indígena para tratarem de assuntos alheios aos debatidos na assembleia,  já que o momento seria inoportuno para tal.

Sentidas ausências no aludido encontro foram notadas como  de importantes  Caciques da etnia, propriamente os mais velhos, e que pertencem ao Conselho de Caciques, como Nezinho Saw, Venâncio Puxo, Josino Waro, Tomé Cosme, Selvacio Paxiuba, Brabo,  Claudio Yotõ entre outros.

Fotos alcançadas na web

Nenhum comentário: