RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sábado, 6 de dezembro de 2014

EXPLORAÇÃO DA MADEIRA É DESTAQUE EM JACAREACANGA (FLONA CREPORI)

mais de 440 mil hectares de uma area florestal no para poderao ser ...JACAREACANGA – Na tarde de ontem (5)  representantes da Brasad'Oc Timber Comércio de Madeiras Ltda, vencedora do leilão para exploração de dois lotes da Flona (Floresta Nacional) Crepori, se fizeram presentes em uma concorrida audiência com a população do município, à convite do Prefeito Municipal Raulien Oliveira de Queiróz, e na oportunidade foi colocado ao conhecimento de todos as estratégias e logísticas para se colocar em operação o parque de industrialização de madeira em Jacareacanga que devera em meados de 2.015 encontrar-se em pleno funcionamento produzindo mais de 600 vínculos de empregos direta e indiretamente.

A representação da empresa vencedora do certame licitatório para a concessão florestal da Flona Crepori, foi muito  questionada a respeito de sua implantação em solo Jacareacanguense pois quando a Engenheira do Grupo, se reportou, aludiu que a madeira explorada poderia ser escoada tambem através da BR 163 (Stm-Cuiabá); ato continuo o Vereador Walter Tertulino falou que todo o produto da exploração madeireira teria que ser industrializada em território Jacareacanguense já que integralmente a FLONA encontra-se neste municipio, e seria inconcebível que o município perdesse a oportunidade de industrializar a madeira que é uma riqueza natural do município, produzindo renda e emprego nos municípios de Novo Progressos, Trairão ou Itaituba já que a madeira poderia ser escoada pela BR 163, fez lembrar o Vereador que existe uma Lei Municipal que proíbe a saída de madeira em tora do município, com a intenção de se garantir o desdobro madeireiro na sede do município como forma de gerar renda, emprego e investimento de capital externo.

Ocorreram outras participações de pessoas presentes, como questionamento do empresariado local bem como da Senhora Nicete que se estabelece por muitos anos no interior da FLONA, sobre o que a empresa  que explorará por 4 décadas a Floresta fará com os moradores das proximidades das áreas exploradas, ao que foi respondido, que inicialmente a empresa fará buscas de parcerias para vincular no trabalho todos os que necessitarem e que estendera parcerias também para as atividades de saúde e sociais do município.
A Assessoria Jurídica da Prefeitura  através do advogado Clebe Alves participou do debate defendendo que quando foi construído o Edital para a concessão florestal, foi exigido pela Gestor Municipal que se fizesse constar a exigência que o desdobro da madeira seria integralmente em Território de Jacareacanga, entretanto asseverou o causídico que o SFB (Serviço Florestal Brasileiro) Organismo Federal que determina os processos de licitação e concessão florestal indeferiu essa pretensão do município vez que contrariava a legislação que rege a matéria.


Raulien Queiróz, usou a palavra para tranquilizar os presentes garantindo que todo o desdobro e industrialização da madeira e outros produtos de selva do manejo garantido para a exploração da  Brasad'Oc Timber Comércio de Madeiras Ltda, será feito na sede do município, conforme parceria já celebrada entre a empresa e a Prefeitura Municipal. Disse o gestor que seu interesse é atrair o aquecimento da economia local para o município através da produção de emprego e renda.

Nenhum comentário: