RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

domingo, 23 de novembro de 2014

PARÁ VIOLENTO

Doze paraenses são assassinados por dia
Os crimes, em geral, são motivados por “dívidas não pagas” no tráfico de drogas e brigas. Na madrugada do sábado, 1, o usuário de entorpecentes Gabriel Christian Rabelo Ramos foi encontrado morto com vários tiros na Rua das Begônias, em Outeiro. Minutos depois, distante dali, dentro de um bar, na SN 3 da Cidade Nova 4, em Ananindeua, um adolescente de 17 anos levou tiros na cabeça e no braço quando tentava apartar uma briga.
O mês de novembro ainda nem terminou e já foram contabilizados 227 homicídios. Ou seja, no Pará 12,6 pessoas foram assassinadas por dia só nos primeiros 18 dias deste mês.
Segundo o relatório, essa é a maior média de assassinatos em um mês no ano todo, superando o mês de janeiro, quando 381 pessoas foram mortas, dando uma média de 12,29 assassinatos por dia.

O ápice das matanças generalizadas ocorreu na terça-feira, 4, após o homicídio do Cabo Antônio Marco da Silva Figueiredo, mais conhecido como cabo “Pet’’. O militar foi morto a tiros em uma emboscada no bairro do Guamá, em Belém.
Depois disso, nove homicídios foram desencadeados no mesmo dia e seguiram pela madrugada do dia seguinte.
Em Santarém, os crimes também tem sido contabilizado com muita frequências.
Blog do Xarope
Titulo RP

Nenhum comentário: