RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

domingo, 23 de novembro de 2014

ALGUNS COMENTÁRIOS SOBRE OPERAÇÃO CONTRA FRAUDES À LICITAÇÃO EM VITORIA DO XINGU

7 Comentários


  1. MEMORIA CURTA
    TEM UM CERTO FUNCIONARIO PUBLICO QUE NAS RODADAS E EM SEU FACE CHAMA TODO NUNDO DE LADRÃO (o seu filho era ladrão de requizição de combustivel da semeD)

  2. teo colares
    esse sewcretario era omaior cabo eleitoral do aldo queiros quando disputou a reitoria da ufopa se não estouy enganado eseu jenro

  3. Intolerante
    O mais engraçado de tudo, é que quando secretários de educação são afastados por tentarem fraudar o bloco de recursos do FME e tentar puxar alguns “porcentinhos” das empresas licitadas como forma de beneficiar-se. Fica claro que as dívidas exorbitantes que há pouco tínhamos na Educação e que foram deixadas por Secretários anteriores deixam saudades nestes que tanto mamaram nas tetas do Fundo, da Merenda, do Combustível, que compram carros com recursos públicos e que montam Blogs para detonar o governo atual.
    Se aconteceu a tal ação do MP em Vitória do Xingu é porque algo está errado e não é de hoje. E se há culpados, não sei! Cabe ao MP angariar informações.
    E aos nossos ex-secretários de Educação e blogueiros, peço que sejam mais coerentes ao fazer públicas algumas das informações aqui citadas na matéria.

  4. Ademar Romário
    Jeso esse Washington Queiroz Pimenta, dizem aqui em Vitória do Xingu, veio de Santarém há três anos atrás e virou o manda chuva na cidade, seu cargo oficial e secretario de finanças, não se compra ou contrata nada na prefeitura se não pagarem propina, ele é o arrecadador mor. Até o atual prefeito assumir o governo municipal, esta falido, hoje é um dos mais ricos, da região, o primeiro é o Domingos Junveil, aqui do município do lado (altamira).
    Esse Washington dizem tem empresas de engenharia…. ta roubando tudo e contando com a impunidade. Se tiverem noticias ai de Santarém desse sujeito divuguem.

  5. republica da rapaduura
    e o lira maia vai preso quando?????????

  6. eleitor
    PORQUE SERA QUE ESSAS OPERAÇOES NUNCA CHEGA EM SANTAREM?

  7. DEOLHO :) :)
    E o Governo Federal ainda quer aumentar o repasse do FPM, ele não deveria repassar mais nenhum tostão pra esses prefeitos que não trabalham. A maioria das cidades não tem saneamento básico como rede de esgotos e tratamento do mesmo e os lixões são a céu berto, fora que é lixo nas ruas pra todos os lados. As ruas são só uma buraqueira infernal, nem tapam buracos se quer. A Educação Básica vive à míngua com muitas escolas sucateadas e professores com salários miseráveis para a importância que se deveria dar à educação. Sistema de abastecimento de água precário há anos. Plano Diretor Urbano dessas cidades é apenas conversa fiada. Não tem aterro sanitário. Agora, verifiquem a grande quantidade de carros alugados pra essas prefeituras que beneficiam parentes e amigos desses prefeitos ladrões, fora maracutaias de todo tipo. Tomara que o Governo Federal volte atrás o quanto antes e trate é de diminuir os repasses que já são excelentes, é só trabalharem direito e não roubar que os recursos atuais vão sobrar.

Uma operação do MP (Ministério Público) do Pará foi deflagrada ontem (18), com mandado de busca e apreensão em documentos e informações, dados e mídias digitais relacionados às fraudes em processos licitatórios no município Vitória do Xingu.
Os alvos foram a residência do prefeito, Vando Amaral (PSB) a sede da prefeitura e de secretarias municipais.
A ação foi determinada pelo TJ (Tribunal de Justiça) do Pará, com busca e apreensão em documentos relacionados à possível fraude de procedimentos licitatórios.
Na mira também documentos que provam apropriação e desvio de recursos públicos em posse de Jelcias Lisboa Queiroz e Washington Queiroz Pimenta.
A operação foi deflagrada na madrugada de ontem. Foi coordenada pelo procurador de Justiça Nelson Medrado, coordenador do Núcleo de Combate à Corrupção e Improbidade Administrativa.
Contou com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP e dos promotores de Vitória do Xingu e Altamira, Gustavo Rodolfo Ramos de Andrade e Rodrigo Aquino Silva.
Um dos processos investigados é a destinação de R$ 56 milhões para execução de obras de engenharia por uma empresa de construção. O valor foi repassado pelo município em dois anos.
Segundo procurador de justiça Nelson Medrado, ‘pelo valor da obra, deveríamos ter encontrado um grande canteiro de obras na cidade e não foi o caso’. Para Medrado, o alto valor pago à empreiteira não é compatível com o resultado apresentado.
O procurador destacou ainda que o prefeito Erivando Amaral está envolvido em um processo de 2012 que apura o pagamento de propina à prefeitura por empresas interessadas na diminuição da alíquota do Imposto Sobre Serviços (ISS) de 5% para 2%.
Com informações do MP do Pará e O Liberal
Extraído do Blog o Jeso

Nenhum comentário: