RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Para Aécio, PT está 'aflito' com 2014

Tucano defendeu legado de Fernando Henrique Cardoso e ironizou o fato de Lula ter dado continuidade à política econômica do PSDB dizendo que petista não deveria brigar com a história

31 de outubro de 2013 | 14h 41

Erich Decat e Débora Álvares - Agência Estado
Brasília - O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), sugeriu que o ex-presidente Lula não "brigue" com a história ao rebater, nesta quinta-feira, 31, as declarações do petista, que disse que no governo de Fernando Henrique Cardoso o País teria quebrado e criado um ambiente de insegurança para os brasileiros. Para o tucano, o PT demonstra "ansiedade" em relação à campanha presidencial de 2014.
Aécio participou de evento do PSDB no DF  - Beto Barata/Estadão
Beto Barata/Estadão
Aécio participou de evento do PSDB no DF
"Vejo o PT hoje muito ansioso e aflito duvidando das condições da presidente da República, que acho que não são boas. Se alguém tem hoje efetivamente um conflito interno é o PT", disse o senador.
Aécio, que participou de um evento do PSDB do Distrito Federal na tarde desta quinta-feira, 31, "se não houvesse o governo do Fernando Henrique, com a estabilidade econômica e com a modernização da economia, não teria havido sequer o governo do presidente Lula".
Após cerimônia em comemoração aos dez anos do Bolsa Família realizado na quarta em Brasília, Lula disse a jornalistas que tinha herdado de Fernando Henrique Cardoso um país muito "inseguro " e com nenhuma estabilidade na área econômica.
Para Aécio, potencial candidato à Presidência da República em 2014, as reações de Lula demonstram falta de serenidade. "Essas últimas aparições e falas do presidente Lula não são de quem está sereno, de quem está confiante. Não há como brigar com a realidade", afirmou. Continue lendo

Nenhum comentário: