RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

APRESENTAÇÃO TÉCNICA DO PROJETO DE HIDROVIA TAPAJÓS TELES PIRES EM JACAREACANGA



Jacareacanga - Consultores da empresa de consultoria técnica R. PEOTTA juntamente com uma representação da Cia. de Docas  do Maranhão – CODOMAR da administração das hidrovias da Amazônia oriental – AHIMOR estiveram reunidos com políticos e populares de Jacareacanga, para apresentarem  o projeto técnico para construção da Hidrovia Teles Pires/Tapajós. 

Em rápida explanação um dos consultores reportou-se sobre o EVTEA - ESTUDO DE VIABILIDADE TÉCNICA, ECONÔMICA E AMBIENTAL, que antecede propriamente os Estudos de Impactos Ambientais, cujo tem por objetivo  a identificação  de alternativas viáveis  para a sociedade envolvente  dentre pareceres e soluções em determinar os problemas  de infraestrutura de transporte.

Acrescentou a consultoria através do encarregado de elaborar o EVTEA, que o objetivo do Governo Federal é determinar a elaboração  do planejamento estratégico da infraestrutura de transporte, o que já ganha corpo com essas reuniões que estão sendo levadas a efeito e deve perdurar por cento e cinquenta dias conforme cronograma de trabalho, posterior a esse levantamento virão os estudos prelimitares de impactos ambientais. 

Walter Tertulino, Vereador do município, ponderou levando à consideração dos presentes e dos consultores sobre o antigo desejo dos produtores de Mato Grosso em escoarem sua produção de grãos com aproveitamento do Rio Teles Pires e Tapajós, e que a quase duas décadas o empresariado do vizinho estado  lutou para ser construída uma Rodo-Hidrovia, e por causa da parte da rodovia do projeto cortar duas Terras Indígenas no Pará região de Jacareacanga o projeto foi esquecido pelos seríssimos danos que causariam à cultura e vida dos indígenas Munduruku e que posiciona-se a favor da hidrovia simplesmente, mas que seja criado um porto em Jacareacanga para participarmos da produção agrícola a ser escoada e não ficarmos somente na paz da contemplação de vermos barcaças carregas passarem ao largo de nossos rios escoando o produto do empresariado de Mato Grosso não produzindo renda nem emprego em nosso município.

O Secretário de Planejamento da Prefeitura Municipal Alcides Grando aproveitando o discurso do vereador W. Tertulino, disse que em Jacareacanga tem que ser construído um porto e não entreposto, pois em breve diversas concessões florestais irão à leilão e o produto de selva explorado e entre esses a madeira deve ser  escoado com o  aproveitando do trafego e transporte da hidrovia, e disse que posiciona-se favorável a hidrovia se for garantido para o município a participação em utilizar-se do transporte também de nossa produção e não somente do empresariado de MT.

Além de outras participações opinando sobre o assunto o Prefeito Municipal Raulien Oliveira de Queiróz, manifestou-se contrariado por ver ambientalistas, indigenista e outros referindo assunto somente sobre prevenção de impactos ambientais,  alertou que nossa região depende somente de repasses constitucionais para gerenciar suas demandas, porquanto  somente essa cautela não resolve os problemas existenciais do município que não produz renda, nem cria vínculo de emprego, e que  os investimentos na mineração, energéticos e de transportes  que estão se apresentando na certa mudarão a situação econômica do município e região e o povo não deve perder essa oportunidade que se apresenta. –É o futuro que bate às nossas portas...! concluiu.

Nenhum comentário: