RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

segunda-feira, 1 de julho de 2013

PITADA DE CORAGEM

Deputado Dudimar Paxiuba (PSDB/PA) em seu pronunciamento na tribuna na quarta-feira, 26/06 surpreendeu a maioria dos parlamentares ao afirmar que é contra financiamento de campanha eleitoral.
Alguns parlamentares classificaram o discurso como: “inédito e corajoso” o discurso do parlamentar itaitubense.
“Muito se tem debatido, muito se tem falado a respeito desse assunto. Alguns Parlamentares defendem o financiamento público de campanha e outros defendem financiamento privado de campanha da forma como ocorre agora. Eu vou trazer a esta tribuna uma outra visão de tudo isso. Eu vou me colocar contra o financiamento de campanha, tanto público, quanto privado, e vou justificar com dois argumentos. O primeiro é com relação à vedação da captação ilícita de sufrágio, que nada mais é do que a compra de votos.

O outro argumento é com relação ao fundo partidário, segundo o deputado Dudimar Paxiuba: “se é proibido comprar voto, se é proibida a captação ilícita de sufrágio e cada partido já tem assegurado no Orçamento o Fundo Partidário, que serve para que os partidos possam preparar seus programas de rádio e de televisão e colocar seus programas no ar, então não há justificativa para defender o financiamento de campanha política, nem público e nem privado, ainda mais se analisarmos que essa questão da corrupção na vida pública brasileira tem o seu início, tem a sua origem no financiamento de campanha”.

Dudimar Paxiuba argumentou: “Não há empresário bobinho neste País que vai colocar seu rico dinheiro para financiar campanha de algum político se ele não tiver um interesse econômico por trás disso”.

“Portanto, se quisermos moralizar as campanhas neste País, se quisermos dar uma resposta para esse eco que estamos ouvindo, que vem das ruas deste País, vamos colocar um ponto final nessa excrescência que é o financiamento de campanha, tanto público, quanto privado”.

Ainda segundo Deputado Dudimar Paxiuba ele vai conclamar sociedade para defender essa bandeira da moralidade na política.
Lúcio Freire
Título RP

Nenhum comentário: