RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

segunda-feira, 8 de julho de 2013

IBAMA esclarece sobre destruição de trator e diz que ação não aconteceu no Oeste do Pará.

Belém (27/06/2013) - As fotografias nas quais agentes do IBAMA aparecem inutilizando um trator usado para fazer extração ilegal de madeira não foram tiradas em Trairão ou Castelo dos Sonhos, no oeste do Pará. Um sítio na internet de Novo Progresso e um blog de Santarém publicaram as imagens, sem procurar o IBAMA para esclarecer os fatos, atribuindo erroneamente a autoria da ação a agentes do instituto na operação Hileia Pátria, que combatem há 15 dias desmatamentos irregulares e outros crimes ambientais na região.
A destruição mostrada nas fotos ocorreu em 2012, durante a operação Soberania Nacional, nos municípios de Nova Mamoré e União Bandeirante, no estado de Rondônia. O trator estava envolvido em extração ilegal de madeira, já havia sido apreendido outras duas vezes pelo IBAMA e foi sabotado pelo infrator para não ser retirado do local. A partir da identificação dos fiscais que apareceram nas imagens, o instituto teve como saber exatamente onde e quando aconteceu a ação.
A inutilização do trator foi legal e atende ao exigido no artigo 101, inciso V, do Decreto Federal 6514/2008. O Núcleo de Fiscalização do IBAMA no Pará já verificou o caso junto ao coordenador da ação em Rondônia e confirmou que todos os termos exigidos pelas normas para a destruição do maquinário foram lavrados pelos fiscais.

Sobre a postura dos agentes ambientais, o IBAMA informou que o caso será analisado tanto pela Coordenação de Fiscalização, em Brasília, quanto pela chefia de Fiscalização em Rondônia, onde ocorreu o fato. Uma sindicância investigativa poderá ser aberta para apurar se a publicação das fotos nas redes sociais feriu normas da Fiscalização. Caso se comprove algum desvio de conduta, os servidores poderão ser punidos por meio de um processo administrativo disciplinar. 
Nelson Feitosa
Jornalista e Analista Ambiental
Assessor de Comunicação do Ibama no Pará.

Nenhum comentário: