RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

segunda-feira, 15 de julho de 2013

CHEIRO DE ARAPUCA NO AR

SOB FORTE RETALIAÇÃO,

Vereador Isaac Dias rebate acusações e acusa Peninha de difamação

Vereador Isaac Dias (PSB)
Com o objetivo de buscar a veracidade das acusações feitas por Dalila Fiana Alves Mendes contra o vereador Isaac Dias, o repórter Junior Ribeiro foi até a residência do parlamentar que relatou sua versão dobre a questão.
    De acordo com o vereador, no mês de fevereiro estava precisando de uma pessoa para trabalhar em sua residência, como não sabia de ninguém, fez um anúncio em uma TV local a procura de uma pessoa e logo foi procurado por Dalila Mendes, que foi contratada com carteira assinada de acordo com a lei.
    O vereador disse que a princípio tudo estava transcorrendo dentro da normalidade, mas com o passar do tempo Dalila começou a faltar bastante no trabalho, alegando problemas de saúde, passando a pedir dinheiro emprestado (dele), além de roupas e celulares de membros de sua família, e deixando de cumprir suas obrigações para que foi contratada. Já desconte com Dalila, Isaac observou que a empregada estava levando um notebook para o local de trabalho e desconfiou da intenção da mesma copiar dados sigilosos do Pendrive do vereador, citando que um dia ao chegar do trabalho, teria deixado em seu bolso um Pendrive e um celular, sendo que o pendrive sumiu misteriosamente e nunca apareceu.
    O vereador relatou que sua esposa foi operada e ficou alguns dias no hospital. Após passar a noite do dia 25 de junho no hospital com sua esposa, na manhã de quarta feira, 26, foi cedo para casa e observou que Dalila ainda não havia chegada, o que aconteceu enquanto o patrão estava no quarto, pois ouviu barulho na cozinha. Ao constatar que era Dalila, antes de sair pediu alguns afazeres para Dalila, dizendo que, sua esposa estava retornando para casa e precisava de tudo limpo, saindo em seguida para a câmara de vereadores.
    Segundo Isaac, por volta de 11h30minutos do mesmo dia, Dalila foi embora de sua residência, não retornando à tarde. No dia seguinte (27), a empregada teria mandado uma mensagem para sua filha, dizendo que não iria mais trabalhar, e que no dia seguinte passaria para receber seus direitos trabalhistas.
    O vereador relatou que na sexta feira (28), por volta das 23h30min, foi procurado por André e Alteyse Alves (tios de Dalila) em sua residência, quando lhe disseram que, “Dalila Fiona, não vem mais trabalhar, porque, ela disse que, você a trancou no quarto, a segurou, tentou estuprá-la e masturbou-se na frente dela” e mais Alteyse, teria dito ao vereador que não queria que a notícia fosse divulgada, e que era para eles entrarem em um acordo, citando um caso de abuso que teria acontecido.
    Isaac disse que apesar de ter ficado assustado com a acusação, disse que queria que a notícia se tronasse pública, ocasião em que André, tio de Dalila, que supostamente estava gravando a possível negociação, teria se revoltado com a decisão do vereador de não se render a proposta de abafar o caso e passou a xingar o vereador.
    Isaac completou relatando que ficou sabendo depois, que se aceitasse o acordo ou agredisse um dos dois já estava tudo armado para lhe prenderem e como era final de semana só sairia na segunda feira.
    O vereador disse ao repórter Junior Ribeiro, que, tudo não passa de uma armação de Dalila e família contra ele, relatou ainda que a intenção não era divulgar a notícia e sim fazer uns panfletos denegrindo sua imagem, citando o ex-vereador Peninha que também estaria por trás de tudo. Os panfletos segundo Isaac seriam confeccionados na sede do Sintepp, mas como antes de sair Isaac teria colocado alarme no sindicato e para entrar alguém precisa digitar uma senha, o panfleto não foi feito, apesar de terem tentado violar o sistema de segurança, o que não conseguiram.
    Isaac Dias citou ainda que ex-vereador Luiz Fernando Sadeck em companhia de André (tio de Dalila) estavam no dia 29 em uma agência bancaria da cidade lhe difamando e, ao tomar conhecimento foi até a 19ª Seccional e registrou uma ocorrência contra Peninha e André, por calunia e difamação.
    Por fim o Vereador disse que vai entrar com uma queixa crime contra Luiz Fernando Sadeck dos Santos, Dalila Fiona Alves Mendes, Alteyse Alves e André Alves, por calunia difamação.
    A acusação de tentativa de estupro foi registrada na Delegacia da mulher, tendo como responsável a Delegada Suelén Costa, que, a partir da denúncia, tem trinta dias para concluir o inquérito policial.
Blog do Amaral
______________
Título RP
Remendo RP
Isaac Dias colhe hoje o resultado as tantas confusões que demandou em sua trajetoria como educador e ícone da entidade classista dos educadores; em verdade sempre defendendo o que julgava de direito. O tempo passou e Isaac  enveredou no campo da politica, e se fez vereador por seus méritos e por sua reconhecida luta em defesa de seus ideais e trabalho; de pedra de atiradeira virou vidraça. Com tantos inimigos que alguns chamam de adversários que amealhou ao longo de suas pelejas,  o minimo que poderia acontecer para tirar-lhe o sono seria minas, armadilhas e arapucas armadas  para destruí-lo. Agora só pra nós aqui: Esse negócio ta cheirando à arapuca de pegar rolinha, cuidado que da rolinha pode sobrar bicadas e ao menos uma arrepiada PENINHA.

Nenhum comentário: