RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

O INIMIGO "NÚMERO UM" DO TAPAJÓS E CARAJÁS

A missão de dedicar-se inteiramente à luta contra a emancipação do Tapajós e Carajás obrigou a íngua de frio Zenaldo Coutinho renunciar à Secretaria Especial de Jatene e engajar-se de corpo e alma contra a divisão do estado do Pará.

O Blogueiro e Jornalista, Xaropinho ao tratar do assunto em seu Blog não economiza adjetivos que mostram a faceta odiosa desse politico de quinta, que mostra-se insensível a luta do povo mocorongo que alcança quase dois séculos, e ainda discorre comentários que Zenaldo declarou guerra ao Estado do Tapajós, pincelando de negro a imagem emporcalhada desse inimigo dos Tapajoaras.

Segundo Xaropinho, o inimigo numero um do Tapajós e Carajás é considerado persona non grata nos municípios de abrangência dos dois pretensos estados  promete não medir  esforços  necessários para acabar com o sonho de liberdade, emancipação e desenvolvimento das regiões mencionadas.

O SIM (77) nos libertará de tantos males e Zenaldo é apenas um.
77 NELES!

4 comentários:

Anônimo disse...

NOSSA LUTA PELA EMANCIPAÇÃO DO ESTADO DO TAPAJÓS
Von registra Frente Pro-Estado do Tapajós junto ao TRE

O deputado estadual Alexandre Von registra no Tribunal Regional Eleitoral o pedido de registro prévio da Frente do Estado Tapajós. Amanhã é o último prazo para que os parlamentares interessados em participar de frentes pro ou contra a criação de novos estados a partir da redivisão do Pará se habilitem junto ao TRE.

A Frente Pro-Tapajós é composta de 3 deputados federais ( Lira Maia(DEM), Zé Geraldo(PT) e Dudimar Paxiuba(suplente do PSDB).

Doze deputados estaduais também compõem a frente: Alexandre Von e José Megale(PSDB), Antonio, Rocha, Josefina Carmo e Ozório Juvenil(PMDB), Airton Faleiro e Zé Maria(PT), Gabriel Guereiro(PV), Junior Ferrari(PTB), Hilton Aguiar(PSC), Junior Hage(deputado licenciado) e Raimundo Santos(PR).

Anônimo disse...

SIM À CRIAÇÃO DO ESTADO DO TAPAJÓS.

Comentário: Carlos Pereira

"Sou do oeste. Quero o Estado do Tapajós!
Não é uma solução mágica, mas um projeto a longo prazo.
É para quem enxerga longe. A distância entre os municípios os 27 municípios e a capital do Pará já sinaliza que na prática o Estado do Tapajós já possui vida própria.
Acordem amigos que são contra a criação dos novos estados.
Há muita gente sofrendo por falta de quase tudo.
Quem vive em Itaituba, por exemplo, e quer fazer uma universidade pública, possui apenas três opções de cursos em condições super precárias.
Chega disso!
Queremos a universidade federal do Estado do Tapajós: novas oportunidades.
Deixem-nos em paz!
Queremos contar a nossa história e não somente ver a nossa história contada por quem não nos conhece.
Chega de lançar sobre a velha estratégia da "Pax Romana" de que tudo está bem assim: uma farsa!
A Pax Paraense é um terror para quem vive o esquecimento e o descaso na periferia deste estado. "
Viva o Estado do Tapajós, viva o Novo Pará, todos irão se desenvolver.

Anônimo disse...

CAIU A MÁSCARA DO GOVERNADOR .
Blog Parsifal 5.0

Campanha oficial

Jornal o Liberal.
Belém, quinta-feira,
1 de setembro de 2011-09-01

Repórter 70
Em poucas linhas

• Convites enviados pelo governo do Estado para a Feira do Livro trazem no selo impresso no envelope a frase, “Ser paraense é somar”,
• É um sinal que o govvernador Simão Jatene está fazendo campanha como uma raposa em silêncio contra o Estado do Tapajós e Carajás.



Pela frase do selo o governo do Estado inaugura a vereda pela campanha do “Não”, usando para tal uma interface oficial, a máquina do governo.
O passo tem peso específico considerável, se somado à poderosa investida flexionada em desfavor dos emancipacionistas pela imprensa da capital.
Os movimentos de redefinição geopolítica nacional,
desde as capitanias hereditárias,
só lograram êxito quando os governos e as elites políticas confluíram.
Mais recentemente, Mato Grosso e Goiás conseguiram a mitose, depois de mais de 30 anos de escaramuças, quando os respectivos governadores, aquiesceram.
No ritmo que se dá à campanha, com motes pejorativos , o eleitor plebiscitário chegará a um dezembro carregado de reservas e preconceitos, sem condições formais de avaliar o que poderia, em um espaço de tempo a ser considerado, prover ou não, a divisão do Pará, a sua qualidade de vida.
Fazer o que? Campanhas, e esta é uma, não passam de lendas da paixão. Acabará vencendo, como sói sempre ser, quem conseguir fazer do seu sofisma a mais convincente verdade.
O vice governador , Helenilson Pontes, também já foi engessado pelo governador. Com acumulo de função na Secretaria de Promoção Social para que não tenha tempo para se dedicar a campanha.

Restam apenas 3 meses para converncer o eleitor.

Anônimo disse...

O ESTADO DO TAPAJÓS, NOSSA LUTA.

É com indignação que vejo essa manobra capitaneada pelo famigerado Zenaldo.
gente, cadê nosso atual Vice?.Já citei anteriormente essas manobras por parte do atual Governo. Anteriormente, colocaram a desvairada Marinor, juntamente com meia dúzia de vereadores de Belém para tomar frente a essa manobra suja criada por êles. Com mêdo de não alcançarem o desejado, engrossaram as fileiras com o também inescruploso Zenaldo. Ora, porque tanta preocupação?.
Aí, volto a dizer sem mêdo e errar : Os atuais governantes aparecem em nossa região ( Oeste ), se intitulando favoráveis, defensores, etc.. Perpetuando assim, suas continuações em mandatoas, cargos, e, negociatas por cargos, e, toda a sorte de crimes contra o Povo, pois, fizeram dessas práticas nada Republicanas, suas profissões. TODOS PELO SIM / 77. E que venha o ESTADO DO TAPAJÓS.