RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

segunda-feira, 11 de julho de 2011

ENQUANTO AS GRALHAS GRALHAM, FUZICA FULÉRA

Aveiro – Pululam comentários na sede do município e principalmente na área comercial de Itaituba, já que Aveiro parece parte integrante dos interesses itaitubenses, que OLINALDO BARBOSA DA SILVA, de vulgo Fuzica, inconformado com o resultado da eleição recém finda do município e qual foi suplantado por Ranilson Prado que consagrou-se Prefeito de fato e de direito, ingressou com uma representação judicial contra o Prefeito Eleito por suposto favorecimento em compra de votos, requerendo a cassação de seu diploma e a declaração de inelegibilidade por parte so Tribunal Regional Eleitoral.

Triste para não se dizer vergonhosa essa pratica que norteia a politica de Aveiro, já por longos tempos, e que deixa a população do município boquiaberta por tanta brincadeira de mau gosto com os munícipes.

Ranilson Prado, aos olhos não somente do MPE e diante de uma população ávida por afastar de vez o estigma da sacanagem politica, participou ativamente do processo eleitoral e logrou-se vencedor configurando de forma democrática todo o processo que o elegeu juntamente com sua vice Maria da Fé. Nesse aspecto e considerando todo o processo levado a efeito somente agora o rebelado Fuzica achar que ocorreu maracutaia é historia de perdedor que quer ganhar um processo eleitoral ao arrepio da vontade popular. Fuzica, o bom que faz pelo povo de Aveiro, é recolher-se à sua insignificância politica.

Chega! O povo de Aveiro cansou, não suporta mais esse lengalenga, esse disse-me-disse essa hipocrisia reinante e impregnada na vida dos Aveirense fabricada por malfeitores politiqueiros intitulados de políticos.

Ranilson Prado, reúne a confiança da maioria da população, até de eleitores que não votaram nele, por suas ideias de progresso, seu estreitamento de relação politica com entes das câmaras estadual e federal, bem como pela vontade e garra em pautar seu governo assumindo compromisso de não repetir as façanhas de seus antecessores.

Mesmo assim, a presença de políticos contestados e sem mandatos que almejam ressurgir entre Aveiro e Itaituba, e que estão esquadrinhando os passos do gestor recém eleito, poderá levar Ranilson do ceu ao inferno em fração de segundos com que fará não ruir, mais se nivelar ao mais rasteiro patamar de comparação seu trabalho no Poder Executivo, com as administrações anteriores. O ato impensado ou pensado sordidamente que concorreu para a renúncia de somente por peraltices politicas, com certeza mostra-se já como orientação maquiavélica dos ressurgidos(?) e que querem se firmar à força, na sombra dos verdes prados momentâneo de Aveiro.

Voltando ao Fuzica, não se tem mais argumentos para se falar sobre perdedor. Bom exemplo parece que está dando Eliezer, ao menos emudeceu e assim ajuda o municipio esquecer o Goretismo-Salesiano.  Prado está em mandato tampão e se for inteligente e souber se livrar de incômodos provocados por muy amigos que abundam ao seu derredor e se honrar com seus compromissos assumidos com a população poderá reivindicar um próximo concurso à PMA facilmente.
---------
Fuléra não existe ?
Voce entendeu o que tentei dizer?
Ah! ta legal... Valeu!

Um comentário:

Anônimo disse...

Caro Tertulino
O que leva realmente o Fuzica a esta luta constante pelo Poder. O que se sabe é que esse moço nunca teve ocupação, e que segundo, parece que seu pai Gerlando, lhe fez doação de material de construção para que se arrumasse financeiramente e deixou o vento levar, dizem que ele vendeu toda a fiação e outros bens quando presidente da Comunidade de Fordlândia, se é verdade, o que você espera deste rapaz como administrador do município?