RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

DESAPROPRIAÇÃO E INDIGNAÇÃO EM SANTARÉM

[Rastilho de Pólvora] Novo comentário em CONSTRUÇÃO CAUSA REVOLTA, INTIMIDAÇÃO E FAVORECIME....‏


De: gabriela camargo (noreply-comment@blogger.com)
Enviada: quinta-feira, 14 de outubro de 2010 3:21:57
Para: waltertertulino@hotmail.com

gabriela camargo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "CONSTRUÇÃO CAUSA REVOLTA, INTIMIDAÇÃO E FAVORECIME...":

Amigo rastilho de pólvora está obra anexo ao estádio Colosso do Tapajós, vem causando dor de cabeça para os moradores da Avenida Marechal Castelo Branco, no bairro do Aeroporto Velho. Os moradores alegam que, devido a obra, as casas próximas terão que ser desapropriadas além de não possuem mais o estacionamento para os torcedores do São Francisco e muito menos para os torcedores do São Raimundo que são milhares onde estes torcedores vão colocar seus carros. No entanto, apenas um trecho da rua foi interditado. O trecho que dá acesso a Rua Laranjeiras, onde o secretário municipal de agricultura e abastecimento, Osmando Figueiredo, possui uma residência está intacto. A construção do Centro Esportivo está sob a responsabilidade da Secretaria de Obras Públicas do Estado (SEOP), em parceria com a Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL). A empresa responsável pela execução dos serviços é a Plano “A” Engenharia Comércio LTDA de propriedade do senhor Wellington Queiroz Pimenta e de seu Sócio Manoel Lucivaldo de Almeida Diniz Gordo Para construir o Complexo Esportivo, o governo do Estado representado pela governadora Ana Julia Carepa ela deve gastar a bagatela de mais de R$ 5 milhões.

A pendência começou no último dia 8, quando funcionários contratados pela Plano “A” Engenharia instalaram-se no local para iniciar a obra. Alguns moradores afirmam, que sem nenhuma justificativa, eles interditaram parte da Avenida, que fica entre a Sérgio Henn e a Rua Laranjeiras, afirmando que ali seria construído um Complexo Esportivo. Os trabalhadores estavam acompanhados por Wellington Queiroz Pimenta, proprietário da empreiteira, e Manoel Diniz Secretario de Obras Públicas do Estado.

Nesse dia eles colocaram a placa no valor de mais 5 milhões de reais. Apareceram vários trabalhadores sem identificação. Apareceu esta pessoa, o Wellington Pimenta, representante da empresa, depois o Manoel Diniz. Eles interromperam a passagem e ninguém veio fiscalizar”,ontem pela manhã foi furtado várias madeira que dividia o terreno da rua e um Sargento chamado Figueiredo vem para ameaça os moradores.

Por conta das obras, os moradores que residem no trecho interditado foram informados pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Semif) representada pela Eliane Regina Karaseck que todos os moradores terão de sair de suas casas. Oito casas serão eliminadas para que o Complexo seja expandido. Segundo os moradores até o momento não se falou em indenização só ameaça por parte do senhor Manoel Lucivaldo de Almeida Diniz Secretário de Obras do Estado segundo ele com apoio do Deputado Estadual Antonio Rocha e do Sargento Figueiredo.

Gabriela Camargo
-------------------
Remendo RP
Qualquer pessoa citada na presente postagem, pode comentar ou  até contraditar de forma respeitosa a presente declaração, não conheço os personagens envolvidos no problema, e faço unicamente a postagem para propagar a informação e noticia.
---Imagem, meramente ilustrativa

Nenhum comentário: