RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

terça-feira, 6 de abril de 2010

ORM À FAVOR DOS ABASTADOS ABESTADOS, NÃO QUER PERDER O PODERIO

ORM divulga nova campanha contra divisão do Pará

A Organização Rômulo Maiorana começou uma maciça campanha contra a divisão do Pará. Denominada ‘Pará, eu te quero grande’, o portal ORM (www.orm.com.br), traz em destaque um banner que alerta os internautas sobre, segundo a ORM, os prejuízos que serão causados com a criação dos Estados do Tapajós e Carajás. Ao clicar no banner, o leitor se depara com uma série de informações sobre os motivos pelos quais não se devem criar as novas unidades federativas.

A campanha, patrocinada pela ORM e também pela Associação Comercial do Pará (ACP), acentua as perdas territorial, populacional e financeira que o Estado terá com a divisão.

Cita, por exemplo, que o Produto Interno Bruto do Pará cairá de quase R$ 50 bilhões para aproximadamente R$ 29 bilhões e que, além disso, deixará de ser o maior PIB do Norte, ficando atrás dos estados do Amazonas e do Maranhão. Diz ainda que em termos territoriais, a área desflorestada crescerá de 17,5% para 30,7% no ‘Novo Pará’.

A Organização Rômulo Maiorana, na sua mais recente campanha contra a divisão, também afirma que o Pará perderá 8 das 10 cidades com maiores índices per capita do Estado. A campanha não faz, no entanto, nenhuma menção de qual será o benefício dos municípios, que compõe as regiões e que lutam pela separação, caso o Pará permaneça unido.
Trata-se, portanto, de mais uma articulação política discriminatória e contrária aos interesses do povo dos futuros estados do Tapajós e (LEIA MAIS....!)

Nenhum comentário: