RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sábado, 19 de dezembro de 2009

TALENTO INÚTIL?


 Sábado, 19/12/2009, 10:41h                     
Futuro do atacante Jóbson está ameaçado após exame
Reincidência pode dar fim à carreira do jogador paraense
Aos 21 anos, o atacante Jobson, destaque do Botafogo nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro-2009, está com seu futuro no futebol ameaçado. Ele foi pego em mais um exame antidoping, que identificou a presença de metabólico de cocaína em sua urina, no jogo contra o Palmeiras, pela última rodada do Nacional, no dia 6 de dezembro, no Rio. O resultado é definitivo: o Botafogo não solicitou uma contraprova.

No dia 8 de novembro, o exame feito após jogo contra o Coritiba já apresentara a mesma substância - a contraprova confirmou o flagrante. Por causa disso, o Cruzeiro desistiu de contratá-lo, por R$ 4,5 milhões, deixando o jogador sem clube. Se for condenado nos dois casos pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), Jobson pode até mesmo ser banido do esporte, pois a Wada (Agência Mundial Antidoping) não permite que um atleta seja flagrado duas vezes por ter usado uma substância proibida. Mas, se o jogador se declarar dependente químico, por se tratar de uma “droga social”, sua pena pode ser atenuada e ele poderá pegar de quatro a oito anos de suspensão.

“Acho que ainda é cedo para falar sobre isso. O laudo do jogo contra o Coritiba ainda nem chegou ao STJD”, disse Paulo Schmitt, procurador-geral do tribunal, que entra em recesso em janeiro e volta em fevereiro. O órgão pode convocar uma sessão extraordinária no mês que vem para julgar o primeiro caso. Preventivamente, Jobson foi suspenso por 30 dias.

Na partida contra o Palmeiras, ele fez o segundo gol na vitória por 2 a 1, que manteve o Botafogo na Série A e tirou o time do Parque Antarctica da Libertadores-2010. O atacante também foi determinante na vitória de virada sobre o São Paulo, também no Rio, por 3 a 2, no dia 22 de novembro. “É possível que ele não seja [banido]. Tudo vai depender do julgamento”, diz Schmitt. Jobson está com sua família em Conceição do Araguaia, no Pará.

DESESPERO
 Os boatos sobre o doping de Jobson começaram logo após a partida contra o clube paulista. Segundo uma fonte do clube, ele ficou desesperado ao saber que tinha sido sorteado para o exame e confessou para um membro da comissão técnica que tinha consumido a substância durante a semana. (
Folhapress)

Nenhum comentário: