RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

NATAIS QUE NÃO SÃO MAIS OS MESMOS


Nossos natais não são mais os mesmos, sem essas figuras inesquecíveis que são nossos pais e que ja repousam na memória do Grande Arquiteto do Universo.
-Que saudades sentimos de nossos pais, que perdemos de contato para que fosse cumprido  os desígnios de Deus.
Em meu nome e de minha familia, cumprimento com afeição profunda meus irmãos Wanderley, Wanea, Wanderly, Walkiria, Walde, Walterley, Walterly, Walterlan, Walterlon e Wiviane que sentem a mesma dor da saudade que eu.

Mesmo que nossos natais não sejam mais os mesmos sem eles, nossa emoção se revigora e agradecemos a Deus por termos tido o privilegio de sermos filhos de Manuel Tertulino Filho e Maria José de Azevedo Tertulino.

Recordo nossa familia festejando os Natais no refugio da familia (Chacara S. Manuel); a aplicação na culinária da Mamãe, Wanea, com a colaboração do Chico Mário, os gracejos da Kiria, a denguice da Walde, as palhaçadas do Terley, Lelo, o olhar fiscalizador do Jesus, o jeito sisudo do Nano; o Jorge gloriando sempre o glorioso Fogão. Recordo as "peladas" dos ressacados, a incrível falta de habilidade do Wanderly, Jabuti, e Nono, a expectativa  das crianças Diogo, Roberta, Thiago, Ricardo, Fabio, Renata, Fabiane, Wiviane, Derley, Eloy, Igor, Iago, Patricia e o resto da petizada  pela chegada do Papai Noel, que sempre era o Chico Mario e que em certo natal quase não apareceu pois bêbado se perdeu no pasto de onde deveria surgir para trazer sob uma saraivada de fogos os brinquedos... foi a primeira vez que as crianças viram um papai Noel bêbado e fedendo a cocô de boi, dizia o Jorge às gargalhadas;  recordo das noras da Maria José que tinham nesse ser suas segundas mãe... e que de uma maneira ou de outra cercavam de mais luz nossa mãe.

É bom reviver o tempo em que nossos Natais  eram mais que uma comemoração pelo nascimento de Cristo... era o momento de nos sentirmos felizes de verdade e nessa felicidade vislumbravamos a existência de um principio Criador  nosso Deus do universo, Deus de tudo que existe, existiu e existirá; pois viamos esse Deus na bondade, na felicidade, de nosso pais, e na união inquebrável da familia Azevedo Tertulino.
e assim passa a glória da vida...

Walter Azevedo Tertulino

Um comentário:

Lindomar Serra Fonseca disse...

Uma das familias mais linda que ja vi em se tratando de união, e todos os filhos mesmo que os pais tenham morrido não morreu o amor deles pelos pais do coração deles. É incrivel como eles sentem falta do seu jesus e dona Maria.
Certa vez comecei a conversar com um dos filhos e fiquei constrangida em ver que ele foi às lagrimas. Me arrependi tanto de fazê-lo chorar, mas constatei a saudade e amor que sentem dos pais. Todas as ocasiões como dia dos pais, mães, natais, vejo homenagem para eles no Blog do Walter e em uma pagina na web que eles tem. Parabens a essa turma de amor e carinho.