RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quarta-feira, 29 de julho de 2009

RIQUEZAS DE JORGE UMBERTO

Fotografia é história
Leonel Brizola

Foto

Gaúcho de Carazinho, Brizola teve participação ativa na vida partidária do Brasil durante cinqüenta anos, mesmo quando foi para o exílio no Exterior, com os direitos civis cassados pelo governo dos militares em 1964.Cunhado do ex-presidente João Goulart, foi lançado na política pelo conterrâneo Getúlio Vargas. Governou o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro e também presidiu a Internacional Socialista. Concorreu duas vezes à presidência da República pelo PDT, partido que fundou, mas em ambas ficou longe de eleger-se. Faleceu em junho 2004, aos 82 anos.


Como foiO Hotel Tivoli, na Avenida da Liberdade, em Lisboa, era o lugar de encontro dos brasileiros cassados, entre eles Márcio Moreira Alves, Miguel Arraes e Darcy Ribeiro, agora já falecidos. Fui a Portugal para uma matéria com eles, os exilados que iriam voltar ao país, favorecidos pela Anistia de 1979, no período do general João Figueiredo. O engenheiro Leonel, claro, dominava as reuniões falando por mais de duas horas. Mas essa foto aí é de 1994, na sua segunda campanha para o Palácio do Planalto, já grisalho, mas com a mesma loquacidade. Orlando Brito.

Fonte: claudiohumberto
-------------------------
Remendo RP
Matéria transcrita do Blog do Claudiohumberto.com para acelerar as batidas do coração de meu cunhado e amigo Jorge Umberto de Moraes, que encontra na rica e profícua história de Brizola, no Glorioso Botafogo, em minha irmã Wânea (seu referencial de existencia) e no filho Eloy, razões para dizer: -Eu sou feliz!!!

Nenhum comentário: