RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sábado, 14 de março de 2009

CADÊ O HOMEM?

Itaituba - Perguntas e mais perguntas ficam sem respostas engrossando o imaginário e anedotário popular enchendo de indignação o povo de Itaituba, com o descaso presenciado de se ver um município entregue ao caos. O que salta aos olhos é fácil de comentar, como a barbeiragem do sumiço da corrente de água da sonda; a ausência de carros coletores de lixo; a ameaça de Gerson Huller em multar quem não acondicionar lixos de forma adequada às suas exigências; por outro prisma, àquilo que não se pode ver além do aparente, e que atinge o povo como um câncer que se espalha pelo corpo e ainda continua escondido, que são as políticas sociais do município, com certeza os seus efeitos serão mais danosos em curto espaço de tempo.
Enxurradas de criticas se avolumam de forma que se justificam por um sistema de governo que mais parece na verdade um navio à deriva. -Será que chegou a hora do salve-se quem puder? Pior da história, é que esse navio indo à pique, seu comandante já o abandonou e o bom senso recomendaria que o Capitão fosse o ultimo a abandonar a barcaça. –Cadê o homem que ninguém vê?! Uma pergunta que não encontra resposta.

As mudanças no secretariado obedecendo puramente aspectos políticos, transformaram de vez, para pior o péssimo desempenho de ação do Executivo Municipal, que compôs inicialmente um secretariado com nomes de “figurinhas carimbadas” e que na verdade já se sabia que nada somaria de progresso para o município, preferindo, o gestor municipal, convocar pessoas com posturas e atitudes de submissão; que técnicos sedentos por realizarem trabalhos de apoio aos munícipes.

É prática desse governo, gerenciar mais as acomodações e favorecimentos políticos, que propriamente as necessidades da sociedade Itaitubense. Substituiu peças de seu governo que tornaram a coisa mais tragicômica:

O desportista e grande vulto histórico do futebol Itaitubense em toda sua história, Reinaldo Queiróz cedeu espaço para Paulo Gasolina, no Didesp sem motivos que se justificassem. Ou seja, exonerou Reinaldo que dinamizou o desporto do município, destacando o esporte da região em todas suas modalidades até na capital do estado, nomeando Paulo Gasolina, um homem sem combustível para a atribuição tão bem desenvolvida por Reinaldo. Paulo Gasolina notável ser humano, do qual primo de sua relação fraternal pode ser também notável político, mas de gerenciamento do desporto ou de esporte propriamente dito sabe apenas sobre bola, quando degusta “bolinho de carne” em suas refeições.

Reinaldo Queiróz serviu muito bem ao município, hoje posa de bagaço da laranja; foi usado à exaustão e jogado fora.

No Jornal do Comércio do Jornalista Jota Parente, em uma reportagem intitulada “Cadê a Água da Sonda?” o conceituado geólogo Jubal Cabral Filho, mostra a barbeiragem no trato com o patrimônio público e como seria de se esperar por sua condição profissional de grande responsabilidade aponta caminhos e soluções para se apurar a barbeiragem, responsabilizar culpados e mais solucionar ou equacionar o problema, enquanto isso a Prefeitura mantém-se longe do assunto, esperando o milagre do ressurgimento das águas sulfurosas e não adota providencias com técnicas acertadas e recursos humanos capacitados, preferindo o compadrio entre Poder Público e Prestador de Serviços.

Ainda no Jornal do Comércio, no Informe JC consta a inconcebível recomendação de um técnico da Seminfra para se acondicionar lixos em sacos plásticos e dispõe da expedição de multas aos que não utilizarem a recomendação. Não é difícil constatar que falta seriedade na nomeação de pessoas para cargos importantes na Prefeitura de Itaituba.

-Cadê a água da sonda?
-Cadê os carros papa-lixos?
-Cadê a seriedade desse governo?
-Cadê o homem?

São perguntas e mais perguntas, entre outras que ficam sem respostas.

Nenhum comentário: