RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

DESPORTO DE ITAITUBA E A VACA HOLANDESA

Itaituba - Com o desempenho alcançado como Diretor de Desportos na Secretaria de Educação e Desportos do Municipio de Itaituba muito pela eficiência e desprendimento do Diretor Reinaldo Queiróz; o Prefeito Roselito Soares se vê as voltas com uma situação que criou e agora terá que digerir. Prometeu a desportistas em campanha, levando em consideração que Reinaldo Queiroz dinamizou o esporte do município, despertando o interesse de toda uma população; criar uma secretaria especifica para cuidar das ações desportivas que abrigasse do infante ao adulto em todas as modalidades esportivas, coisa que ficou apenas no papel ou em promessas já que no anúncio de seu secretariado, muito contestado; e no organograma funcional da prefeitura o esporte continua na esfera de diretoria.


É um paradoxo que causa incômodo a edificação de um ginásio multiesportivo na cidade de Itaituba que desperta na população desportista alegria incontida, e as políticas desportivas do município ser gerenciada por uma Diretoria vinculada à Secretaria de Educação, sem ter direito a uma dotação orçamentária definida.


Uma Secretaria especifica para o desporto gerenciaria de forma imensurável a pratica desportiva gerando valores para o cenário regional e mesmo nacional incluindo em sua proposta sócio-esportiva crianças e adolescentes em risco de se contaminarem com os maus costumes em uma cidade que ainda não tem investimentos em se produzir renda e emprego para a região e vendo quotidianamente tantos jovens perambulando pelas vias publicas da cidade sem norte.


Itaituba excedeu recentemente, através de seus atletas nos jogos abertos do Pará, em garra, entusiasmo e vontade, faltando apenas investimentos para dar continuidade no trabalho desenvolvido por Reinaldo Queiroz, para que a “cidade pepita” possa consagrar-se em um curto espaço de tempo, como uma potência regional. O ginásio multiesportivo é o inicio dessa arrancada somada a uma pessoa de garra, para dar continuidade ao trabalho sério desenvolvido mesmo o desporto trabalhar com parcos recursos disponíveis.


Até agora o paradoxo de se ter valores humanos disponíveis e uma estrutura física de grande envergadura e não se ter uma Secretaria exclusiva para cuidar das ações desportivas com solidez; remete a usar a jargão popular que mostra essa situação tal qual a uma Vaca Holandesa, que dá 30 litros de leite, e no final da ordenha da um coice no balde.

Nenhum comentário: