RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

"CAÇADORES DE CABEÇAS" NO FSM

DELEGAÇÃO DE CACIQUES E LIDERANÇAS FORAM À BELEM CAPITAL INTERNACIONAL DO FSM

JACAREACANGA - Uma delegação composta por varias lideranças da Etnia Munduruku(*), com o apoio em passagens, despesas com locomoção e estadia na capital do estado, custeada pelo Governo do Estado do Pará, seguiu a Belém fim participar do Fórum Social Mundial. Seguiram lideranças de cada Posto Indigena. Do Posto Sai Cinza, seguiu o VereAdor Rosenildo Saw, e Vicente Saw, do Posto Kaburuá, João Tomé Akay, Faustino Kabá e o Cacique Geral dos Munduruku Biboy Kabá (Foto). Representando a Associação Pusuru seguiu a universitária e indígena Rosalete akay.

No “jamanxim” os Munduruku levam ao fórum a situação critica que vivem, sem uma política social definida e executada direcionada em defesa do grupo indígena, para que recebam a atenção devida da comunidade internacional. Além de uma promoção de saúde que so ficou no papel, os Munduruku se ressentem da falta de uma política fomentadora de renda para o grupo Tribal.

É fato que os indígenas do alto Tapajós, ainda desenvolvem roças de toco conforme seus usos e costumes tradicionais, o que proporciona apenas um ensaio na subsistência em suas necessidades básicas, necessitando tecnologias para a coleta e industrialização de castanhas-do-Pará, copaíba, piscicultura, e outras atividades para que produzam excedentes visando investimento nas necessidades da grande nação indigena Munduruku.

Hoje os "Caçadores de Cabeças” tem um contato intermitente com a sociedade envolvente e incorporaram em suas necessidades produtos industrializados, como açúcar, café, arroz, que já entraram na dieta alimentar e sandálias, fumo isqueiros e outros produtos indispensáveis à vida dos silvícolas.

A expectativa das lideranças que seguiram ao encontro internacional é tirar o máximo proveito. Eles sabem da importância do Fórum e querem apenas ter vez e voz para que seja mostrado suas necessidades e apresentarem sugestões para se inverter a situação de dificuldades que vivem.

O FSM, é mais uma grande chance de boas novas que se apresenta para o grupo, e crêem ser a alavanca para desenvolverem seus ideais de progresso para todos os parentes; e além do que se produzir do eco de suas vozes no fórum , pensam também adotar uma postura de fazer gestões junto a Funasa para que celebre o convenio de saúde com a Prefeitura Municipal de Jacareacanga, em caráter de urgência, já que entendimentos preliminares já começam a acontecer, mas que não se pode esperar muito. Outra coisa que causa um alento entre os indígenas, é a promessa de campanha do Prefeito Raulien Queiróz, de edificar estruturas nas principais aldeias da Terra Indígena com recursos oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento do governo Federal.

Pensa a delegação que estará a partir de amanhã participando do FSM, trazer de volta no “jamanxim” esperança de dias melhores. “Agora é a vez do povo!” comemoram os acadêmicos de Pedagogia Zenild0 Saw e Joel Akay, "caçadores de cabeças" da nova era. Para os antepassados dos dois acadêmicos ser Caçador de Cabeça, os guerreiros de outrora literalmente caçavam cabeças de inimigos, hoje caçar cabeças é ocupar espaços através de lutas incessantes em busca de terem seus direitos reconhecidos; direitos esses garantidos nos dispositivos constitucionais da lei maior da nação a CONSTITUIÇÃO FEDERAL.

Nenhum comentário: