RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sábado, 27 de dezembro de 2008

TITÃES BRASILEIROS DO VALE TUDO

27/12/2008 - 08h03
Minotauro e Wanderlei Silva lutam para confirmar auge no UFC 92
Do UOL Esporte Em São Paulo

Os dois já estão entre os maiores lutadores de MMA (em inglês Mixed Martial Arts) da história. Neste fim de semana, porém, os brasileiros Rodrigo "Minoutauro" e Wanderlei Silva terão a chance de comprovar ao público norte-americano que ainda estão no auge, mesmo com os 32 anos de idade. Ambos participarão do UFC 92 na madrugada deste sábado para domingo, em Las Vegas, para mostrar que ainda podem superar os principais lutadores de vale-tudo da atualidade.

O baiano "Minotauro" é um dos atletas de MMA mais famosos nos Estados Unidos. Depois de protagonizar um reality show da mesma franquia do Ultimate Fighting Championship, onde treinava outros combatentes, o campeão interino dos pesados terá um difícil duelo contra o ex-campeão norte-americano Frank Mir. O vencedor terá a oportunidade de disputar o título unificado contra o "gigante" Brock Lesnar, que superou o experiente Randy Couture no UFC 91 por nocaute. Rodrigo, em alta nos EUA, é favorito para derrotar Mir. Ele é também é conhecido como o "Rocky Balboa" brasileiro (menção ao personagem do cinema vivido por Sylvester Stallone), por ser extremamente resistente e nunca ter sido finalizado.
"O Mir é um bom lutador, um atleta muito forte. É rápido e também é bom nas finalizações. Mas ainda acho que minha luta em pé é melhor que a dele, e meu chão é ainda mais perigoso. Estou ansioso para a luta", ponderou Minotauro, faixa preta em judô e jiu-jitsu, e conhecido por ser o lutador mais técnico no solo entre os pesados do vale-tudo.
O outro brasileiro participante do UFC 92 não deixa por menos em relação ao seu histórico. Experiente lutador de muay thai e considerado um dos melhores em pé, Wanderley Silva chegou a atravessar um período de baixa recentemente, quando sofreu três derrotas consecutivas para Mirko Cro Cop, Dan Henderson e Chuck Lidell, entre 2006 e 2007. No entanto, o curitibano deu a volta por cima em maio deste ano depois de superar Keith Jardine por nocaute no UFC 84. O triunfo recuperou o status do brasileiro no MMA e lhe deu nova oportunidade para um combate de destaque no evento, contra o norte-americano Quinton Jackson.
Seu adversário desta madrugada é um velho conhecido. Ex-campeão dos meio-pesados do UFC, Jackson já lutou duas vezes contra Wanderley e perdeu as duas por nocaute, ambas no extinto Pride, no Japão. Tal fato enche o brasileiro de confiança para o combate em Las Vegas.

As lutas marcadas para começarem a partir da 1h da manhã (horário de Brasília) serão transmitidas somente por meio do pay-per-view no canal Premiere Combate.

"Lembro-me de ter batido muito nele nas outras vezes. Foram lutas boas e ele mostrou ser um cara duro. Por isso, tive de treinar bastante. Perder três vez é muito. Foi uma época difícil na minha vida, nunca havia passado por algo assim, mas espero que isso fique no passado", destacou Wanderley Silva, que pode ter nova chance de disputar o título dos meio-pesados se vencer Jackson pela terceira vez. Vale lembrar que o UFC 92 também decidirá o dono do cinturão dos meio-pesados, no principal evento da noite. O atual campeão, Forrest Griffin, dos Estados Unidos, lutará contra o compatriota Rashad Evans, que não perdeu até hoje e é considerado uma das principais revelações do MMA.

Nenhum comentário: