RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

DAYAN SEMPRE NA VANGUARDA

ITAITUBA - O Professor Dayan Serique dos Santos graduado em pedagogia com habilitação educacional e pós-graduado em administração escolar, por alguns fatores estará fixando residência na cidade vizinha de Santarém onde dará continuidade ao curso de Direito devendo assumir vagas na Educação do Estado como Técnico em Educação e no município de Santarém como Pedagogo em razão de êxitos obtidos em concursos.

Dayan Serique, velho conhecido nesta região por lutar sempre por seus ideais desenvolveu em Itaituba com louvor trabalhos de interesse coletivo como Coordenador da Fundação Esperança, Orientador Educacional em alguns colégios, Assessor Técnico da Secretaria de Educação e Coordenador de Integração da Escola de Trabalho e Promoção Social de Itaituba; atualmente com grande destaque dirige a Coordenação de Comunicação Social da Prefeitura Municipal.

Interagindo com essa figura polêmica, mas, muito estimada, por seu vasto círculo de amizades dos quais me incluo; e que sempre coloca com muita ênfase "não ser leviano e sim verdadeiro" consegui fazer com que se exprimisse a ponto de responder minhas perguntas sempre revelando bom humor, e quando o assunto era mais sério ficava momentaneamente sisudo, e somente contrariado quando nossa conversa discorreu sobre o Machão da Colina (Vasco da Gama) que encontra-se à beira da segundona e que o blogueiro, educador, é torcedor fanático. (omite-se aqui assuntos sobre o Cruz de Malta)

RP - Dayan, explique o porquê de ser-lhe atribuído o temperamento de fazer amigos com a mesma velocidade ou facilidade com que granjeia opositores.
DAYAN - Enquanto pessoa que expressa sua opinião; estamos sujeito a ser mal interpretados e imcompreendidos, mas, certamente tenho muitos amigos em Itaituba que mantenho respeito mútuo. Só não gostam de mim àqueles que gostam de jogar seus lixos debaixo do tapete e pessoas com histórico de desmandos e agressões, que graças a DEUS são poucos aqui em Itaituba.

RP - A sua ida para Santarém, é um recuo estratégico já que foi muito combatido por opositores ao prefeito Roselito ou realmente tem esses interesses supramencionados?
DAYAN – Minha ida a Santarém em 2009 se dá em função de buscar mais uma formação universitária, agora na área do direito. Somando-se a isso, minha aprovação nos concursos do Governo do Estado para técnico em Educação e da Prefeitura de Santarém para Pedagogo. Fora isto, não há mais nenhum outro motivo.

RP - Você foi um ícone interessante através de sua luta pela reeleição de Roselito. Trace os pontos positivos dessa luta.
DAYAN – Quanto a ser blogueiro, acredito que através de minhas postagens no meu blog, pude externar a opinião do eleitor, que no momento que contrapondo falas, discursos, ações dos candidatos a prefeito de Itaituba revelei aos leitores a faceta de cada candidato, dando oportunidade de cada pessoa fazer o seu julgo e escolher aquele que melhor lhe parecia para ser prefeito de Itaituba. Levantei pontos sobre competência, capacidade e respeito ao gênero humano como condições primordiais para escolha de um governante, coisa que a população assimilou muito bem.
Quanto Coordenador de Comunicação Social fiz meu trabalho de forma séria e determinada, buscando sempre aproximar o Poder Executivo junto à população, criando um canal de comunicação entre os munícipes e o prefeito, além de dar publicidade as ações e obras do executivo em benefício da população itaitubense.

RP – E os negativos?
DAYAN - A minha super exposição, rótulos, ameaças, intimidações e agressão covarde recebida.

RP – Como sempre em lutas de classes, em lutas universitárias em Santarém, você se constituiu sempre é uma pessoa de vanguarda nesses embates.... Não cansou ainda?
DAYAN – Quando se tem convicções não há cansaço. Nós não nos cansamos de ser honestos, de ser íntegros, justos, para isso não há recesso ou férias!!! Ser dedicado a suas convicções é o que ainda faz a diferença em nossa sociedade tão inerte, pois se esperamos um pelo outro, nada acontece. Para o mal vencer, basta que as pessoas de bem cruzem os braços e por juramento e formação não cruzo os meus.

RP – Existem comentários que você foi muito combatido nessa corrida à Prefeitura por adversários e seus correligionários em apoiar Roselito Soares. O que o Educador, Pensador Dayan pensa disso? Vale a pena estar sendo ameaçado?
DAYAN- Ninguém gosta de receber ameaças, nem de ter sua liberdade cerceada por olhares intimidadores, mas tenho minhas convicções e não me curvo àqueles que para conquistarem o poder usam da força bruta, mas tiro o chapéu para aqueles que de forma inteligente conquistam as massas. Fiz meu trabalho e agir de acordo com minha consciência, não buscando ser mártir ou herói, mas como um elemento de levar luz sobre os fatos, levar a reflexão e conquista de consciência de meus leitores. O que vale a pena é ver o processo democrático em Itaituba se estabelecer e se consolidar. Isto sim vale a pena!!!

RP - Fazendo uma auto-análise o que você entende, sobre tudo que lhe envolveu nesta campanha; a diferença entre ameaçado e intimidado?
DAYAN - Entendo que minha atuação nessa campanha foi igual a tantos outros que defendiam seus candidatos, um eleitor comum, a diferença é que fui vítima de uma agressão covarde de um “déspota (D)esclarecido” que não sabendo tratar com idéias divergentes nem com o contraditório apelou para a selvageria demonstrando assim seu despreparo para ocupar quaisquer cargos públicos.

6 comentários:

Anônimo disse...

Parabens a esse homem batalhador, cri-cri, pentelho, mas uma pessoa que podemos dizer juntos: VALE MUITO À PENA TER VOCE COMO AMIGO.
esse cara não apenas desafiou uma organização que queria tomar a prefeitura sabe la com que objetivo, e sim uma estrutura montanda com tanta gentalha para se beneficiarem material e politicamente. Estivemos com voce Dayan acreditando sempre em seu potencial de saber colocar pra fora a coragem que tem em seu coração. Sempre estivemos juntos, mas naquela hora precisávamos de um líder e encontramos esse guerreiro em voce. Parabens pela boa materia publicada, parabens por dar-nos a oportunidade de colocar para fora o reconhecimento que nós todos temos.

SEUS AMIGOS

Mario disse...

Este professor merece todos os "louros" dessa eleição, pois sua atuação no processo eleitoral em Itaituba fez a diferença para a vitória de Roselito Soares.
Fico triste em saber que está indo para Santarém, mas fico feliz que é por uma causa nobre.
sucesso amigo você merece!

Mário Silva

Anônimo disse...

Já tava na hora desse professor ir de Itaituba, do contrário não continuaria a escrever coisas que desagradam os coronéis e as pessoas que se julgam donos de Itaituba.
Essas pessoas dariam um jeito de silenciá-lo se é que não estão planejando isso.
Vá amigo, e tenha muito cuidado pois essa gente não dorme...

Anônimo disse...

Tudo tem seu ciclo e o professor Dayan terminou seu ciclo aqui em Itaituba, mas durante o período que esteve aqui em Itaituba, semeou muitas amizades e admiradores, mas como toda pessoa polêmica, ganhou alguns desafetos.
Seus amigos perdem um grande companheiro e seus adversários ganham um alívio.
Boa viagem Dayan, sucesso em sua nova caminhada!

Diogo N. Tertulino disse...

Fui aluno dessa fera, depois amigo, e hoje, ja alguns anos decorrido, os laços de fraternidade nos uniram como irmãos através da Maçonaria. E para se ser um Maçon, é necessário coragem, perseverança, e lutar sempre por um ideal onde exista apoio ao apelo do povo contra a tirania, malversação moral, a mentira, a dissimulação. Essas virtudes são encontradas no coração do Dayan.
Quer conhecer bem essa figura?
Dê-lhe cinco minutos para conhecê-lo melhor e verás o grande homem que é e que pode colocar toda a coragem e disposição que tem se sua causa for justa e necessária.
Boa estada em St, Dayan, pois seu lugar é aqui. Ainda precisamos de seu trabalho e sua inteligência.

Inácio Pegoriny - Santarém disse...

O certo é que o professor Dayan não é tudo isso não. Ele fez o que fez pois estava defendendo uma bandeira sob salário. Se tivesse ao lado do Valmir, a performance dele seria a mesma. Esse negocio de ideal é história pra boi dormir, e boi não faz política