RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

terça-feira, 28 de outubro de 2008

CACIQUE PENINHA: VELHO, CANSADO DE GUERRA

Maria Pretinha. Símbolo de luta em defesa dos agricultores e menos favorecidos.
Ana Cativo: Identificou-se com as lutas pró-educação
Diniz: Ícone de lutas em favor de uma melhor promoção de saúde
César Aguiar: Lutador em defesa dos comerciários, comerciantes e pessoas carentes ávidas por resolverem pendências na justiça

Agora tente associar o nome Luiz Fernando Sadeck dos Santos o Peninha a um estilo de luta, um objetivo especifico em sair em defesa de um grupo, ou mesmo de uma pessoa, que não vai conseguir. E esse Velho Cacique Cansado de Guerra está de volta ao Poder Legislativo, para completar quase duas décadas de trabalhos voltados a ... –voltados, a quem mesmo?

Peninha se notabilizou em travar uma brigada dos infernos com Wirland Freire por espaços político no município, além de estar sempre durante sua extensa atividade na Câmara Municipal planejando sempre construir sua carreira política fabricando artifícios para se manter como top de linha na arte de mostrar força política.

Foi com essa força demonstrada que angariou amigos com a mesma intensidade como colheu inimigos e adversários.

Apresenta-se sempre sob uma faceta de político “poderoso na marra” dado ter celebrado em tempos idos, amizades sólidas com algumas autoridades do judiciário e politicos e daí fazer questão de passar sempre a impressão que por ser amigo dessas pessoas, poder influenciá-las quando achar justo e conveniente. Por isso é sempre “respeitado” e até pouco tempo ninguém ousava fazer levante contra si. Viveu em sua corrida rumo a uma vaga para a Assembléia Legislativa e quando foi-lhe cassado o mandato de vereador, sob a cordialidade financeira de alguns amigos prefeitos das cidades circunvizinhas um dos quais segundo se propala as más e ferinas línguas, contribuiu para levá-lo à bancarrota.

Travou além de Wirland Freire, lutas homéricas contra àquele ou aquela que se interpunham em seu caminho, e bateu de frente com uma magistrada e certa promotora de justiça que não se quedaram ante suas artimanhas. Uma de suas muitas vítimas fatais foi o Tidão Paiva, homem sério que era diretor do Detran-Itaituba que não crendo na força de Peninha ousou desafia-lo não atendendo suas solicitações para favorecer seus amigos e eleitores. Tidão obedecia assim o que ditava sua responsabilidade funcional e sua chefia imediata em Belém, que dizia que Peninha jamais poderia tirá-lo do cargo. Após alguns dias caiu exonerado o Tidão e sua chefia na capital. Quem lutou contra Peninha e saiu ileso chama-se Roselito que não pode ainda dar o embate como vitória pois o "home" está de volta.

Esse é Peninha, do qual, para ser verdadeiro, primo de sua amizade e para ser bem sincero, espera-se que toda a inteligência que tem, coloque à serviço do bem comum. Seria muito bom que esse cacique já estivesse se sentindo velho e cansado de guerra. Dessa forma teria muito mais a edificar em prol da população de Itaituba.

Nenhum comentário: