RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

EDUARDO COSPE EM SUA BIOGRAFIA

JACAREACANGA - O prolongado espetáculo pirotécnico ocorrido hoje ao meio dia em Jacareacanga, executado através de correligionários e simpatizantes alem de familiares de Eduardo Azevedo deixa evidente uma situação que conspira contra a sua biografia, já enodoada por denúncias de improbidade administrativa quando foi prefeito de Jacareacanga.

A manipulação de informações; engodo produzido pela inverdade visando constituir uma massa de manobra já falida por sua própria nulidade mostra uma pessoa que não tem limites no trato com a questão legal visando a qualquer custo superá-la.

Eduardo Azevedo, mesmo com sua candidatura impugnada por base legal e sólida, não deveria brincar com seus simpatizantes de uma maneira pouco responsável, criando expectativas que se livrou dos impedimentos legais para provocar rivalidades na cidade e, expectativas vãs em seus seguidores, sobretudo situações fantasiosas que nada ajudam o verdadeiro intento democrático. Não se pode manipular um povo todo sempre, não se pode enganar um povo sedento de verdades, é necessário difusão da verdade para se ter o respeito de um povo, e no caso específico de Eduardo, essa faceta mostra, que ele se impõe não através da verdade, não se impõe como um homem querido e sim temido, ja que é o sustentáculo de muitos subalternos que acreditam em tudo que exala e fala.

Interessante seria se Jacareacanga tivesse mesmo os três candidatos para ser celebrado mesmo a vontade do povo e não de manipuladores do destino das pessoas. Não foi A ou B que impugnou ou está inviabilizando a candidatura de Eduardo Azevedo e sim a reação de sua má gestão com o dinheiro público.

Um povo não pode ser enganado o tempo todo, infelizmente Eduardo cospe em sua biografia, pela situação que motivou sua impugnação e por ainda pensar que pode ser o senhor da vida e da morte das pessoas desta região.

Colaborador: P.C.Figueira/S.Bolívar

Nenhum comentário: