RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quarta-feira, 30 de julho de 2008

PIRATARIA NA INTERNET

Falso e-mail captura os dados bancários
O Liberal Edição de 30/07/2008

Uma mensagem em circulação na internet captura dados bancários dos internautas. No e-mail é apresentado a confirmação de uma compra, que não foi feita, de uma TV LCD de 40 polegadas, compatível com a tecnologia digital, por R$ 2.899. Enviado em nome de uma grande loja de comércio eletrônico, ele tem como objetivo roubar informações dos internautas.

O texto diz que a compra do televisor foi aprovada e os valores serão creditados de acordo com as informações contidas no cadastro. Em seguida, oferece um link falso para o internauta clicar, caso necessite de mais informações.

A empresa de segurança Trend Micro analisou o e-mail e afirma que 'ao acessar o site sugerido, essa página tenta instalar no computador o programa Mal_banker, de uma família de códigos maliciosos que podem capturar dados bancários, monitorar a navegação dos internautas ou servir de porta de entrada para outros malwares'.
O termo 'malwares' se refere a um software destinado a se infiltrar em um sistema de computador alheio de forma ilícita, com o intuito de causar algum dano ou roubo de informações, confidenciais ou não.

O golpe funciona quando as vítimas se desesperam com a possibilidade de pagar por um produto que não compraram e clicam no link sugerido para obter mais informações. Outra alternativa que potencializa a transação é a oferta desse mesmo link, caso o internauta queira 'cancelar a compra em caráter de urgência'.

Esse tipo de fraude eletrônica é chamada de phishing scam. Por meio dela, golpistas enviam e-mails sugerindo que os internautas baixem programas, cliquem em links ou visitem sites falsos. Quando seguem a sugestão, as vítimas em potencial podem infectar seus computadores com programas geralmente desenvolvidos para o roubo de informações financeiras.

'Os usuários têm de ficar atentos para as informações e solicitações repentinas, principalmente por e-mails de desconhecidos e de estabelecimentos no qual o usuário não fez nenhum cadastro anterior e nenhuma compra', alerta a Trend Micro.

Nenhum comentário: