RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

segunda-feira, 14 de julho de 2008

MENGÃO DINAMITA O VASCO NO MARACANÃ

No primeiro clássico do presidente cruzmaltino, Flamengo faz a festa no Maior do Mundo e vence o arqui-rival por 3 a 1

Ibson comemora seu gol ao lado de Leonardo Moura (Crédito: Cleber Mendes)

Os presidentes do Flamengo, Marcio Braga, e do Vasco, Roberto Dinamite, assistiram ao Clássico dos Milhões lado a lado neste domingo, na Tribuna de Honra do Maracanã. No fim, quem saiu sorrindo foi o mandatário rubro-negro, com a vitória de seu time por 3 a 1, sobre o arqui-rival. Enquanto Marcio Braga comemora a liderança, Dinamite volta o pensamento para as contratações. O alvo principal é a defesa, que falhou neste domingo.

Ibson, Fabio Luciano e Cristian fizeram a alegria do seu presidente. Enquanto Eduardo Luiz entregou o segundo gol para o rival e faz Dinamite correr desesperadamente atrás de sua primeira contratação. O Rubro-Negro não vê ninguém a sua frente, agora com 26 pontos. O Vasco cai da sétima para a décima posição, com 14.

Logo no começo do jogo o clima de cordialidade que reinava na Tribuna de Honra foi quebrado dentro de campo. Cristian cometeu falta em Leandro Amaral, e, furioso, levou o amarelo. Daí para frente o que se viu foi um jogo movimentado, com Flamengo e Vasco buscando o ataque a todo instante no início do jogo. Passada a euforia dos primeiros minutos, o Rubro-Negro foi provando o motivo pelo qual é líder do Brasileiro.

A prova de que o confusão envolvendo Bruno, Diego Tardelli e Marcinho, com prostitutas em Mina Gerais, na última quarta, estava encerrada, veio aos 9 minutos. Ibson cobrou pênalti, comemorou o gol e a volta aos gramados depois de acertar sua permanência no Flamengo. A jogada começou com a principal arma do Flamengo: as investidas de Juan pela esquerda. Perdido, Wagner Diniz dava espaço e o lateral-esquerdo deitava e rolava.
O Vasco até que tentava esboçar uma reação, mas parava na falta de criatividade do seu meio-de-campo, sem um armador, já que Morais, suspenso, não jogou. Antônio Lopes optou por Beto pela experiência e parece ter errado na mão. Jean ainda tentou organizar alguma jogada de perigo, sem sucesso. Sucesso este que faltou também a defesa, sempre muito criticada. Eduardo Luiz fez lambança dentro da área, afastou mal e Fabio Luciano ampliou.

- O Vinicius entra para armar melhor as jogadas. É um jogador que chega mais - disse Lopes.
As palavras de Lopes na volta do intervalo deixaram clara a falta de criatividade do time cruzmaltino. A entrada do apoiador até melhorou a postura do Vasco em campo, mas não foi o suficiente para esboçar uma reação. Leandro Amaral apareceu mais no jogo, Jean continuou voluntarioso, porém, pararam no bem postado setor defensivo do Flamengo, que, com três volantes além da linha de defesa, anulou bem os atacantes vascaínos.

Dos pés de um desses volantes veio o tiro de misericórdia. Cristian acertou belo chute de fora da área no ângulo de Tiago e selou a vitória. Se estava desorganizado, o golpe nocauteou o Vasco que não conseguiu mais levantar do ringue. Alex Teixeira tentou dar sobrevida ao time, mas tarde demais. Fim de jogo e primeira derrota em clássicos de Dinamite como presidente do Gigante da Colina, que segue sem vencer nenhum rival carioca no ano.

O Flamengo agora vai a Curitiba, enfrentar o Coxa, no Couto Pereira, na próxima quinta-feira. O Vasco recebe o Goiás, em São Januário, também na quinta.

FICHA TÉCNICA:FLAMENGO 3 X 1 VASCO
Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)Data/hora: 13/7/2008 - 18h10 (de Brasília)Árbitro: Djalma José Beltrami (Fifa-RJ)Auxiliares: Hilton Moutinho Rodrigues (Fifa-RJ) e Dibert Pedrosa Moisés (Fifa-RJ)
Renda/público: R$ 1.153.029,00 / 63.611 pagantesCartões amarelos: Cristian, Fabio Luciano (FLA); Beto (VAS)Cartões vermelhos: - GOLS: Ibson, 9'/1ºT (1-0); Fabio Luciano, 37'/1ºT (2-0); Cristian, 18'/2ºT (3-0); Alex Teixeira, 39'/2ºT (3-1)

FLAMENGO: Bruno, Leonardo Moura (Luizinho, 40'/1ºT), Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Aírton, Cristian, Jônatas (Diego, 26'/2ºT) e Ibson; Marcinho (Obina, 32'/2ºT) e Souza. Técnico: Caio Júnior.

VASCO: Tiago, Eduardo Luiz, Rodrigo Antônio e Luizão; Wagner Diniz (Marcus Vinicius, 22'/2ºT), Jonílson, Beto (Vinicius, intervalo), Jean (Alex Teixeira, 30'/2ºT) e Pablo; Leandro Amaral e Edmundo. Técnico: Antônio Lopes.

Nenhum comentário: