RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quarta-feira, 25 de junho de 2008

EDUCAÇÃO SUPERIOR EM ITAITUBA - Desafio para bravos

ÊXODO EDUCACIONAL
Realmente nosso Pará se constituiu para a imensa República do Brasil, como uma região, em que o investimento em cursos superiores do Governo Federal não é um objetivo a ser alcançado. Não fossem as Faculdades particulares que se instalaram em Santarém e Itaituba trazendo cursos de Administração, Letras, História, Pedagogia, não teríamos nenhum curso superior principalmente em Itaituba.

Ulbra e Fit ofertam em Santarém hoje cursos como Direito, Engenharia Civil, que produzem ao Advogado e Engenheiro melhor competição no mercado com maiores possibilidades de auferirem depois de formados melhor renda e emprego, enquanto que outros cursos existentes, enfermagem, letras, história, o formando se bem se aplicar terá oportunidade de emprego com alcances financeiros ínfimos e até humilhantes.

Somos realmente esquecidos pela República do Salve-se Quem Puder, pois o sonho de se ter em nossa região e propriamente em Itaituba, cursos de Medicina, Bioquímica, Odontologia, Direito transformou-se em pesadelo ou sonho irrealizãvel, obrigando os pais a deslocarem seus filhos para outras cidades da Federação em busca de cursos de melhor qualidade e projeção.
É visível o sofrimento dos acadêmicos de cursos que tem em Itaituba; formarem-se e não terem oportunidade de trabalho. Pedagogos recém formados em Itaituba, ainda tem oportunidade de trabalhos vinculados à prefeituras do município e municípios circunvizinhos alcançando salários miseráveis para sobreviverem, depois de terem tirado leite de pedra para custear a faculdade vez que em Itaituba há somente faculdades particulares.

Comprovando o que afirma-se; muitos jovens de Itaituba aventuraram-se Brasil a fora evidentemente com apoio de suas respectivas famílias, à procura de outros cursos que Itaituba não contempla, e esses bravos jovens, transpondo dificuldades, como escassez de um suporte financeiro melhor, saudade dos familiares, convívio com pessoas diferentes de seu habitual relacionamento, estão à duras penas tentando alcançar o que se propuseram fazer, vencendo obstáculos muitas vezes esmorecedores.

Entre esses jovens podemos relacionar Eloy Neto que faz Direito em Goiânia, Thiago Tertulino que faz Farmácia/Bioquímica em Santarém, Jéssica Gualberto que faz Direito também em Santarém e muitos outros, que já se constituem como vencedores à procura de dias melhores.

Nenhum comentário: