RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sexta-feira, 16 de maio de 2008

PARÁ: CANTEIRO DE GREVES

NÃO EXISTEM DIÁLOGOS NO GOVERNO DO PT. SOMENTE IMPOSIÇÕES. NO PARÁ NÃO É DIFERENTE.

-A coisa só anda da maneira que Ana Júlia quer, manifestou-se uma educadora em Itaituba a respeito do perfil da governadora, -que sequer conversa com os grevistas imagina negociar. Uma candidatura que se firmou e venceu apostando no espirito de mudança no trato com os servidores, hoje a realidade é uma verdadeira decepção. Ana Júlia é o mesmo que está vendo o Lula, arrogante, sabe tudo, e dona da verdade, vociferou um jovem acompanhando o movimento estudantil e não sabem é de nada, são politicos ultrapassados...

Que belas manchetes e noticias vejam:
Paralisação objetiva forçar negociação Edição de 15/05/2008
Até agora, sindicatos consideram proposta apresentada pelo governo inaceitável
Os servidores públicos estaduais começam hoje uma paralisação de cinco dias. Eles querem a retomada, em novas bases, das negociações com o governo. Na semana passada, após a quinta rodada de discussões e sem que os sindicalistas conseguissem obter do Estado uma proposta que considerassem aceitável, os representantes dos dez sindicatos que compõem a Intersindical dos Servidores Públicos Estaduais decidiram abandonar a mesa de negociações e organizar uma paralisação de advertência.

Professores mantêm greve, apesar de considerada abusiva pela Justiça Edição de 15/05/2008
Os professores da rede pública estadual decidiram ontem pela manutenção da greve, que entra hoje no seu 21° dia em todo o Estado. A decisão contraria a Justiça estadual, que, na terça-feira, 13, considerou a greve abusiva e determinou o retorno imediato dos professores às salas de aula. A decisão da categoria foi tomada em assembléia que reuniu entre 300 e 400 professores - segundo estimativas da Polícia Militar e da coordenação do próprio movimento - na praça dom Pedro II. Eles fizeram uma passeata em torno da praça, passando pelo Palácio Lauro Sodré, sede da prefeitura, chegando às escadarias do Tribunal de Justiça do Estado (TJE). A greve está disseminada em todo o estado do Pará

Nenhum comentário: